PUBLICIDADE
Topo

Casal viaja o mundo com troca de hospedagem por trabalho como babás de pets

Austin Andrews e Jori Kerr em um de seus primeiros trabalhos como "pet sitters" - Reprodução/Instagram
Austin Andrews e Jori Kerr em um de seus primeiros trabalhos como "pet sitters" Imagem: Reprodução/Instagram

De Nossa

09/05/2022 04h00

Os americanos Austin Andrews e Jori Kerr começaram a namorar ainda durante a pandemia — e, como muita gente, tinham sede de ver o mundo quando as fronteiras reabrissem.

Para realizar seu sonho de largar tudo e cair na estrada, o casal decidiu elaborar um plano: trabalhar tanto quanto pudessem com mínimos gastos durante tempos de covid-19 e pesquisar uma forma de viajar em breve de maneira econômica, revelaram em um vídeo postado em seu Instagram, onde ensinam outros viajantes a encararem sua rotina.

Foi então que encontraram a plataforma "TrustedHouseSitters", em que usuários podem criar perfis para procurar ou se oferecer como babás para pets, como uma "mãozinha" a tutores que precisam se ausentar e não podem levar seus melhores amigos com eles. Assim, eles podem viajar e ficar na casa onde o animal vive na faixa — este é o "pagamento" pelo trabalho, que não é remunerado.

Para se cadastrar como babá ou tutor em busca de ajuda semelhante a do casal, é necessário fazer um investimento: uma assinatura anual, que custa entre R$ 749 e R$ 1.499.

"A principal sacada para nós foi começar nas redondezas. Nós não sabíamos o que deveríamos esperar ao entrarmos na casa de estranhos", confessou Austin ao site Insider. Moradores do estado americano de Oregon, eles fizeram alguns trabalhos na região — com o primeiro tutor, o casal combinou um encontro antes do trabalho para se conhecerem melhor e tirarem dúvidas.

"Isso aliviou muito do nosso estresse porque tínhamos um rosto para o nome [visto na tela] e conseguimos nos sentir mais confortáveis na casa", relembrou ainda. A estratégia deu ao casal um currículo também no site antes da disputa por trabalhos mais concorridos no exterior.

Há cerca de seis meses, eles pediram demissão de seus empregos e conquistaram o primeiro trabalho internacional, em Granada, um arquipélago paradisíaco nas Antilhas caribenhas.

Como o tutor do cão Pickle era dono do eco-resort "Almost Paradise", o casal ficou 15 dias em um bangalô beira-mar dentro do complexo.

Até o momento, Austin e Jori já estiveram em quatro países além de outras regiões dos EUA — França, Gibraltar, Granada e Alemanha — e, segundo relatam em seus TikToks, os pets acabam servindo como seus guias das regiões.

Isto porque, no dia a dia, além de alimentar e dar carinho aos animais, eles acabam saindo para passear e aproveitando para conhecer trilhas, pontos turísticos como a Torre Eiffel em Paris ou o Portão de Brademburgo em Berlim, praias, entre outros passeios inesquecíveis.

A maior despesa do casal atualmente é a passagem aérea, que é custeada com a poupança que eles acumularam antes de partir em sua primeira viagem. Ao Insider, eles revelaram que encontraram tutores que ajudaram a aliviar os gastos de outras formas, com comida, dicas de viagem, produtos de higiene pessoal e até acesso ao carro da casa.

O casal revela que é preciso ajustar suas expectativas e rotinas às necessidades de cada companheiro. Toby, o cão de que cuidaram em Gibraltar, por exemplo, exigia mais atenção e tempo do que outros animais.

Para Austin e Jori, a parte mais difícil é a despedida de cada pet a quem se apegam no caminho. "Nosso tempo juntos pode ser temporário, mas as lembranças durarão a vida inteira", refletem.

@nomadsandpawpads We love befriending the animals we care for, but saying goodbye isn't always easy. #petsitter #travelingpetsitter #memories #animallover #dogsoftikok #catsoftiktok #pets #heartwarming ? Home - Edith Whiskers

Enquanto estão na entressafra dos trabalhos, eles costumam voar de volta aos EUA. No entanto, eles acreditam que já foram mais longe do que imaginavam gastando muito menos e esperam poder, em breve, transformar este estilo de vida em uma dinâmica permanente. O casal segue inspirando outros viajantes em seus perfis no TikTok e Instagram.