PUBLICIDADE
Topo

De agricultora a artesã premiada, Nequinha tece luminárias de palha

Luminárias Nequinha  - Salvador Cordaro
Luminárias Nequinha Imagem: Salvador Cordaro

Carol Scolforo

Colaboração para Nossa

03/05/2022 04h00

Nequinha

Nequinha

Quem é

Evanilce de Souza, a Nequinha, é a artesã por trás das luminárias de palha mais famosa de Itaiçaba, no Ceará.

Para quem mora no interior do Ceará, no município de Itaiçaba, a projeção nacional pode ser um sonho distante, daqueles que nem se imagina alcançar na vida. Mas para Evanilce de Souza (@evanilcesouzasouza), a Nequinha, de 32 anos, esse dia chegou em 2018. Um projeto de inovação realizado pelo Museu A Casa levou Renato Imbroisi, reconhecido por desenvolver artesãos no país todo, até a comunidade.

O desafio era tecer a palha seguindo um modelo e assim criar uma linha de peças. Curiosamente, durante as oficinas, Nequinha era a única que não conseguia reproduzir fielmente os desenhos.

"Eu nunca conseguia fazer uma igual à outra. Chamei Renato e falei que não ia mais fazer. Ele não permitiu. Descobrimos juntos que o meu jeito de criar era aquele, com os pontos diferentes", conta.

Luminárias Carnaúba - Angelo Miguel - Angelo Miguel
Luminárias Carnaúba
Imagem: Angelo Miguel
Luminárias Nequinha - Zizi Carderari - Zizi Carderari
Luminárias Nequinha
Imagem: Zizi Carderari

Nequinha se casou aos 15 anos. Tornou-se agricultora por necessidade, além de cuidar da casa e dos filhos. Nas poucas horas extras, fazia salgadinhos por encomenda para completar a renda. Certo dia de 2017, uma amiga perguntou se ela gostaria de aprender a fazer sousplat de palha de carnaúba.

"Eu nem sabia o que era. Essa amiga insistiu e eu fui aprendendo. Depois, a palha mudou a minha vida", diz.

Luminária Carnaúba  - Salvador Cordaro - Salvador Cordaro
Luminária Carnaúba
Imagem: Salvador Cordaro
Luminárias Carnaúba - Angelo Miguel - Angelo Miguel
Luminárias Carnaúba
Imagem: Angelo Miguel

Luminárias Nequinha - Zizi Carderari - Zizi Carderari
Luminárias Nequinha
Imagem: Zizi Carderari

Ninguém imaginava que anos depois, em 2020, ela ganharia um prêmio nacional por suas luminárias diferentes e até estranhadas por alguns naquele começo.

Na 7ª edição do prêmio Objeto Brasileiro, sua coleção de luminárias de palha de carnaúba estava lá, entre os 15 premiados. "Meu sonho é cada dia me capacitar mais para ensinar outros artesãos a mudarem de vida. Muita gente vem na minha casa aprender", diz ela, que também planeja no futuro ter um carro para alcançar mais alunos.

Não sonhava, nunca imaginei isso na minha vida. O museu abriu as portas para tudo o que eu vivo. Hoje dou palestra, ensino outros artesãos, viajo pelo país apresentando meu trabalho. Ganho como se eu tivesse feito faculdade e agradeço todos os dias a quem me deu a mão."

Luminárias Nequinha - Salvador Cordaro - Salvador Cordaro
Luminárias Nequinha
Imagem: Salvador Cordaro

A quem interessar, o mesmo prêmio que revelou Nequinha está com inscrições abertas. Até 20 de maio o Museu A Casa do Objeto Brasileiro recebe inscrições de profissionais já renomados e também de jovens talentos, em seu site.

O prêmio em dinheiro ajuda, mas a chance de ter seu trabalho exposto na sede do museu, em São Paulo, é impagável, não?

@s que me inspiram

@museuacasa

“O museu em si e seu Instagram me inspiram muito por sentir que estamos aqui pra trabalhar juntos. Eles me incentivaram a nunca parar e até hoje me dão a maior força. É muito bom ser reconhecido e ter esse apoio.”

@zizicarderari

“A Zizi é uma das compradoras das luminárias e valoriza muito meu trabalho. A cada dia ela me surpreende ao mostrar as minhas criações de uma forma mais linda que a outra. Isso me inspira muito.”