PUBLICIDADE
Topo

Cercas-vivas embelezam ambientes externos e aumentam a privacidade

Cerca-viva ajuda a deixar os ambientes externos mais bonitos e verdes e ainda ajuda a aumentar a privacidade - Rejane Heiden
Cerca-viva ajuda a deixar os ambientes externos mais bonitos e verdes e ainda ajuda a aumentar a privacidade Imagem: Rejane Heiden

Silvia Montico

Colaboração para Nossa

16/04/2022 04h00

Quem mora em casa pode encontrar nas cerca-vivas boas aliadas para deixar o quintal, jardim, ou apenas aquele muro que divide a residência com a do vizinho mais bonito.

Existem diversas opções de plantas indicadas para este tipo de cerca, como afirma a paisagista Rejane Heiden, que compartilha algumas dicas em seu perfil no Instagram.

A escolhida vai depender do perfil do morador, do estilo do projeto paisagístico, da altura e do objetivo. Além do tempo de urgência para o fechamento dos ambientes", explica.

Cerca-viva de Rejane Heiden - Rejane Heiden - Rejane Heiden
Cerca-viva de Rejane Heiden
Imagem: Rejane Heiden

Isso porque algumas espécies se desenvolvem rapidamente e outras podem demorar anos.

Segundo Rejane, algumas plantas muito indicadas para cercas-vivas são a Murta, Podocarpo, Clusia, Tumbergia arbustiva, Buxinho, Areca, Bambu, Bambu amarelo, Jasmim amarelo e Azaleia.

Quem não abre mão de uma cerca-viva cheia de flores e cor, pode apostar em Camélias e Gardênias.

Já quem precisa optar por espécies que cresçam rápido, deve priorizar os bambus, podendo ser o imperial, gigante verde, guadua ou simplesmente o bambu gigante. "Eles crescem até 4 metros em um ano", detalha a paisagista.

Plantas para cercas-vivas podem alcançar até 4 metros em um ano - Getty Images - Getty Images
Plantas para cercas-vivas podem alcançar até 4 metros em um ano
Imagem: Getty Images

Mas é preciso ter sempre em mente que a indicação de uma planta pode variar bastante de acordo com o clima de cada região.

Podas e manutenção

Quem quer ter uma cerca-viva em casa, mas se preocupa com a manutenção e às podas, não precisa desistir da ideia. Isso porque, conforme a paisagista, existem espécies que requerem pouca manutenção e podem ficar um longo tempo sem receber as podas corretivas. As mais indicadas para quem quer ter pouco trabalho são: Yuca, Primaveras, Sheflera, Alamanda e Helicônia.

Poda de cerca-viva é sempre corretiva - Getty Images - Getty Images
Poda de cerca-viva é sempre corretiva
Imagem: Getty Images

"A poda de todas as cercas-vivas é corretiva e é feita para dar força e beleza para as plantas", detalha Rejane. Por isso, pelo menos de vez em quando, não haverá como fugir.

Além disso, é preciso ter em mente que as cerca-vivas também necessitarão ser regadas e adubadas com frequência.

"Nos primeiros três meses após o plantio, as regas devem ser diárias, sempre no final da tarde ou no início da manhã. Passado este período elas podem ser espaçadas, a cada dois ou três dias, dependendo de cada espécie. Quem tem uma área grande, pode optar pela rega automatizada", explica a paisagista.

Segundo ela, as cercas-vivas devem ser plantadas com calcário para regular o PH da terra e um substrato adequado para cada espécie. "Após o período de adaptação de cerca de três meses, elas podem ser adubadas com NPK mensalmente".

Cerca-viva de Rejane Heiden - Rejane Heiden - Rejane Heiden
Cerca-viva de Rejane Heiden
Imagem: Rejane Heiden

Onde colocar cerca-viva

A variedade de locais onde colocar uma cerca-viva é bem grande e não é necessário nem mesmo ter um canteiro ou área com terra.

Dá para criar uma cerca-viva até mesmo em jardineiras/floreiras disponibilizadas estrategicamente onde for necessário cercar, já que elas podem ser usadas como um bom truque para camuflar qualquer espaço que precise ficar escondido ou menos aparente.

As cercas-vivas servem para dar mais privacidade, estabelecer profundidade e ainda limitar ambientes", finaliza Rejane.