PUBLICIDADE
Topo

Tapeçaria colorida e pop marca o reencontro entre amigas de infância

Amigas comandam marca de tapetes e tapeçarias feitas à mão - Koord/Divulgação
Amigas comandam marca de tapetes e tapeçarias feitas à mão Imagem: Koord/Divulgação

Carol Scolforo

Colaboração para Nossa

05/04/2022 04h00

Koord

Koord

QUEM SÃO

Sofia Bombig é formada em Moda pela Santa Marcelina, Marília Ehmke de Carvalho, em Economia pela USP e Vitória de Almeida Prado, em Publicidade pela FAAP. O trio, agora, empreende à frente da Koord, marca de tapetes e tapeçarias.

Sofia, Marília e Vitória cresceram refletindo a amizade que unia as suas mães, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Mas, com o tempo, cada uma seguiu um rumo: Sofia se formou em Moda, Marília seguiu o curso de Economia e Vitória tornou-se publicitária. "Naturalmente nos distanciamos, como acontece por aí", conta Sofia.

Em 2017, o destino abria uma janela nova para a amizade do trio. "Encontrei a Vitória numa papelaria, por acaso, e comentei que estava fazendo um curso de tecelagem e queria abrir um negócio relacionado a isso. Ela gostou da ideia e envolvemos a Marília também", ri. Logo, estavam conversando sobre o fato de que tapetes coloridos eram um nicho pouco explorado no Brasil.

"Tínhamos um grupo chamado Mentes Brilhantes e começamos a sonhar tudo ali, pelo telefone. A ideia era trazer um pouco de cor para os tapetes. No mercado sempre encontrávamos as mesmas opções. Queríamos um desenho pensado e com bom custo-benefício. Foi assim que surgiu a Koord", conta Sofia, explicando que o nome (@koord__), no dialeto africâner, significa cordão.

Koord - Feito à Mão - Koord/Divulgação - Koord/Divulgação
Sofia é diretora de criação que se preocupa com sustentabilidade e preço
Imagem: Koord/Divulgação

Queríamos fazer tecelagem manual brasileira, mas não encontrávamos fábricas para isso. Vimos a Koord como uma união de pessoas para criar. É isso que a marca representa: laços entre pessoas"

Sustentabilidade

Koord - Feito à Mão - Koord/Divulgação - Koord/Divulgação
Linha de algodão reciclado é matéria-prima de obras
Imagem: Koord/Divulgação

Usando linha de algodão reciclado e estampas criadas por Sofia, que atua como diretora de criação, o trio também pensou em tornar seus produtos acessíveis.

"Não é um produto barato, mas é mais em conta diante do que existe no mercado". E se não for possível adquirir um tapete, há as tapeçarias de parede, novidade criada para aproveitar as sobras de linhas da produção.

Na próxima semana, elas comemoram quatro anos da primeira venda. Em média, saem 50 kilins por mês, no tramado manual, que se distribui para uma rede de tecelãs de Minas Gerais, Goiás e no Rio de Janeiro.

"É um trabalho de muitas mãos e elas fazem tudo em suas casas. Queremos diversificar o leque de produtos sem perder o fazer manual e a identidade da cor", conta Sofia.

@s que inspiram Sofia

@lamaisonpierrefrey

“A marca francesa de tecidos, papeis de parede e tapetes me inspira pelas estampas maravilhosas e por como são usadas sem medo na decoração. É super over, mas é incrível! Eu sou do lema ‘mais é sempre mais’”.

@lizlpayne

“Sempre me inspiro por pessoas que criam e desenvolvem o feito à mão. No momento, estou enlouquecida com essa artista australiana que, através dos seus bordados, cria uma explosão de cor e texturas com formas abstratas.”