PUBLICIDADE
Topo

Mochi de avó pra neta: aprenda o bolinho que une família japonesa no Brasil

Mochi selado na frigideira e servido com shoyu e açúcar; aprenda receita - Akemi Inoue
Mochi selado na frigideira e servido com shoyu e açúcar; aprenda receita Imagem: Akemi Inoue

Gabrielli Menezes

De Nossa

09/03/2022 04h00

Com arroz, faz-se de tudo no Japão. Cultivado há mais de 2.000 anos no país, o grão assume o protagonismo em bebidas e comidas, caso do mochi. Já ouviu falar?

É um bolinho de arroz com textura pegajosa, que pode ser doce ou salgado e costuma ser consumido no início de ano. O motivo é nobre: para os japoneses, comer mochi é ganhar a força advinda do arroz, além de sorte e prosperidade.

A produtora de conteúdo Akemi Inoue e a família de ascendência japonesa honram as tradições do país do sol nascente mesmo morando em Brasília. "Todos os anos, a gente se junta na casa da minha avó para fazer esse bolinho".

Mochi - Eu Mereço - Akemi Inoue - Akemi Inoue
Bolinho feito de arroz simboliza paz, força e prosperidade
Imagem: Akemi Inoue

Tecnológica, a receita da batchan (avó, em japonês) foi parar no TikTok. Se na versão original o arroz é colocado numa tigela grande de madeira ou pedra e martelado pra valer até virar uma pasta, o jeitinho moderno é usar eletrodomésticos que muita gente tem em casa: liquidificador e micro-ondas.

Amo mochi desde criancinha! É uma comida afetiva, que me abraça e traz aconchego".

Assista à avó e neta preparando o mochi:

O bolinho de arroz pode ser recheado com pasta de feijão e sorvete, mas o jeito favorito de Akemi é douradinho na frigideira e acompanhado de molho shoyu com açúcar. "O mochi agrada a muitos gostos e desmistifica a comida japonesa, que não é só sushi e sashimi".

Confira a receita completa por escrito clicando na imagem abaixo:

Mochi

Dificuldade Fácil
Ver receita completa

Em tempo: o passo a passo só funciona com arroz glutinoso. Ele é encontrado com facilidade em lojas de insumos orientais.

Uma tradução do Japão para a geração Z

Apesar de viver em Brasília, Akemi está imersa na cultura japonesa. Ela chegou a morar um ano na cidade de Sapporo, em Hokkaido, ao Norte do Japão, e produz conteúdo sobre o país no TikTok.

Mochi - Eu Mereço - Akemi Inoue - Akemi Inoue
Arroz glutinoso é batido com água e cozido no micro-ondas
Imagem: Akemi Inoue

O trabalho inclui a publicação de receitinhas fáceis. "Sempre gostei de cozinhar. Passava horas e horas assistindo canais de culinária no YouTube. Agora, aproveito para gravar o que cozinho no jantar para a minha família e postar".

Os primeiros vídeos foram para o ar em 2016 sem pretensão. "Mesmo quando as coisas davam errado, ficava engraçado e meus amigos adoravam".

Akemi Inoue - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Akemi Inoue: Japão no TikTok
Imagem: Arquivo pessoal

Somente em 2020, quando se viu recém-formada em arquitetura no meio da pandemia, que a coisa tomou rumos profissionais. "Voltei a fazer vídeos. Mas dessa vez para o TikTok. Como alguns vídeos meus viralizaram, vi uma oportunidade de fazer disso meu ganha-pão".

Explicando como é o Ano Novo nipônico, como falar "1" em japonês, ensinando a fazer gohan (arroz) ao estilo oriental e provando refrigerantes de Pokémon, a jovem de 27 anos conquistou 305 mil seguidores na plataforma e consegue "traduzir" o Japão para a geração Z.