PUBLICIDADE
Topo

Férias

As transformações no turismo e inspirações para a retomada das viagens

Perto de Belo Horizonte, Serra dos Alves oferece cachoeiras e montanhas

Serra dos Alves fica há 100 km de Belo Horizonte e conta com atrações naturais - Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire
Serra dos Alves fica há 100 km de Belo Horizonte e conta com atrações naturais
Imagem: Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire

Marcel Vincenti

Colaboração para Nossa

08/01/2022 04h00

Nem só de mar vivem os viajantes apaixonados por natureza e, por isso, Belo Horizonte é uma cidade que tem em seus arredores muitos atrativos para explorar cenários cheios de verde.

Perto da capital mineira, é possível explorar, de maneira relativamente simples, destinos que abrigam montanhas, rios, cachoeiras e zonas rurais tomadas por ambientes de tranquilidade.

E um dos locais que podem ser visitados em um passeio de um dia a partir de "Beagá" é a região ao redor do povoado de Serra dos Alves, que fica a aproximadamente 100 quilômetros da metrópole, a cerca de 45 quilômetros de Itabira de cerca de 15 quilômetros do distrito Senhora do Carmo.

Serra dos Alves ainda não é um lugar muito conhecido no Brasil. Só agora que está ficando um pouco mais famoso, mas merece ser mais divulgado", diz a mineira Veronica Vieira Freire.

Ao redor do vilarejo, existem diversos pontos de interesse turístico, como trilhas, cachoeiras, mirantes, cânions e montanhas. No mesmo lugar, você encontra várias atrações possíveis de serem exploradas em um único dia.

Saia cedo para aproveitar o dia

Veronica curtindo a natureza na região de Serra dos Alves - Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire - Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire
Veronica curtindo a natureza na região de Serra dos Alves
Imagem: Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire

Veronica recomenda sair de carro de Belo Horizonte bem cedinho, por volta das seis da manhã. E, após chegar em Serra dos Alves, deixar o veículo no vilarejo e fazer a caminhada até o cânion Boca da Serra.

A trilha do cânion tem nível entre moderado e difícil, com subida íngreme, pouca sombra e duração que pode chegar a mais de cinco horas (contando a ida e a volta).

No caminho do cânion, é possível conhecer a cachoeira dos Cristais, que tem uma água bem clarinha e que, às vezes, exibe tonalidades esverdeadas. E A cachoeira da Lucy, com vista para as montanhas. "É um ótimo lugar para fazer fotos", diz Veronica.

Após passar pelas quedas d'água, o viajante irá se deparar com um lugar chamado Ponte de Pedra, de onde é possível avistar o cânion.

O cânion Boca da Serra tem paredões incríveis, em uma paisagem que jamais vi em outros locais. Vale a pena ir até lá".

Vista da trilha do Cânion Boca da Serra - Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire - Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire
Vista da trilha do Cânion Boca da Serra
Imagem: Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire

Rota mais fácil

Para quem não tem vontade ou preparo físico para a caminhada mais intensa, Veronica indica outra caminhada, até a cachoeira dos Marques, com aproximadamente três metros de altura e piscina natural, que é mais perto e tem o acesso bem fácil.

A cachoeira é bem bonita e, depois de passar pela queda d'água, é só descer uns 10 minutos e chegar ao cânion dos Marques, um lugar bem legal".

Há diversas cachoeiras ao redor do povoado de Serra dos Alves - Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire - Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire
Há diversas cachoeiras ao redor do povoado de Serra dos Alves
Imagem: Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire

Contando a ida e a volta, este trajeto tem duração de aproximadamente duas horas.

E há outras belezas naturais para admirar por lá: ao redor do vilarejo, é possível avistar animais como seriemas e beija-flores, além de mais quedas d'água, como as cachoeiras da Coca-Cola (que tem este nome por formar um poço de água escura) e do Bongue (com aproximadamente 50 metros de altura).

Para não passar aperto

É importante saber que povoado de Serra dos Alves não tem muita infraestrutura. Portanto, vá com o carro bem abastecido, porque não há posto de gasolina.

E leve dinheiro vivo, pois quase não há lugares que aceitam cartão.

Veronica curtindo a natureza na região de Serra dos Alves - Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire - Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire
Veronica curtindo a natureza na região de Serra dos Alves
Imagem: Arquivo pessoal/Veronica Vieira Freire

Além disso, alguns locais de alimentação só abrem aos fins de semana e feriados. Um dos locais que servem refeições e que costumam funcionar todos os dias é o camping Pouso e Prosa.

Para quem preferir explorar o local com orientação, é possível contar com o serviço de guia profissional nas trilhas da região. Para isso, acesse serradosalves.org/.

Onde fica