PUBLICIDADE
Topo

Tradicional bar Bracarense, no Leblon, vira Patrimônio Cultural Carioca

Bar Bracarense, no Leblon, agora é Patrimônio Cultural Carioca - Reprodução/Instagram
Bar Bracarense, no Leblon, agora é Patrimônio Cultural Carioca Imagem: Reprodução/Instagram

De Nossa

25/11/2021 18h06

O bar Bracarense, um dos mais tradicionais no Rio, foi reconhecido hoje (25) pela Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, órgão da Prefeitura da cidade, como Patrimônio Cultural Carioca.

Após a cerimônia às 18 horas, o estabelecimento ganha não só a plaquinha azul na parede como se torna o 29º a integrar o Circuito dos Botequins, um grupo dos endereços "característicos e tradicionais da boemia" com significado especial para a cultura local.

O "Braca" foi fundado em 1961 pelos portugueses Arnaldo Tomé e Armando de Pinho Tavares, que homenagearam a cidade de Braga no nome da casa, que hoje é tocada pelos netos de Arnaldo, Kadu e Carla Tomé, em um imóvel também preservado pela prefeitura.

Famoso como o lar de um dos melhores chopes da cidade, o bar no número 85 da rua José Linhares era bastante frequentado pelo escritor João Ubaldo Ribeiro e pelo maestro Tom Jobim.

"O Bracarense não é, de forma alguma, imponente. Seu charme é ser o arquétipo do botequim brasileiro, casual e relaxado", já o descreveu o jornal americano The New York Times, que ainda destacou a qualidade de seus petiscos e o clima familiar do ambiente.