PUBLICIDADE
Topo

Partiu, férias! Os 7 principais desejos de viagem dos brasileiros em 2022

Sair da mesmice e encontrar novas pessoas são alguns dos desejos de viagem dos brasileiros para 2022 - Getty Images
Sair da mesmice e encontrar novas pessoas são alguns dos desejos de viagem dos brasileiros para 2022 Imagem: Getty Images

De Nossa

25/11/2021 04h00

Com a saudade dos aeroportos, praias e estradas batendo forte, além de uma renovada onda de otimismo devido ao atual — e muito aguardado — arrefecimento da pandemia de covid-19, a maioria dos viajantes já planeja as férias atrasadas para 2022.

Segundo uma pesquisa da plataforma de viagens Booking.com, que ouviu 24 mil pessoas em 31 países, inclusive o Brasil, a vontade de fechar as malas e compensar o "tempo perdido" no isolamento cresceu 52% desde o ano passado. Essa mudança de prioridades não só afeta como encaramos o descanso, como ajuda a prever como viajaremos nos próximos meses. Confira:

1. Novas experiências

Férias; novas experiências; surfe - iStock/Getty Images - iStock/Getty Images
Imagem: iStock/Getty Images

Para 83% dos brasileiros — mais do que para qualquer outra nacionalidade —, viajar é um exercício de saúde mental. No entanto, pelo menos um quarto dos entrevistados no nosso país querem mesmo é sair da zona de conforto.

Destes, 69% pretendem se hospedar em um ambiente diferente e mais da metade (55%) quer experimentar outro modo de vida, seja com novos sabores, um plano de 58%, ou ouvir um idioma diferente (39%).

2. Viajar... e deixar o trabalho em casa

Viagem sem celular; livre; janela; carro; trem - iStock/Getty Images - iStock/Getty Images
Imagem: iStock/Getty Images

Com a pandemia, o chefe, as metas e as obrigações passaram a chegar onde estivéssemos: seja em casa ou em uma ilha deserta, através do trabalho remoto. A separação entre Igreja e Estado, por assim dizer, se tornou ainda mais desafiadora.

Pois é exatamente este um dos principais desejos de 75% dos que já sonham com o descanso — não levar o escritório para onde for. 58% dos brasileiros disseram que preferem ter férias mais curtas, mas realmente se desconectar, do que passar mais tempo viajando, mas tendo que misturar trabalho e diversão.

Como 60% dos entrevistados ainda afirmaram ter tirado menos dias de folga durante a pandemia, é provável que muitos queiram realmente investir no descanso no próximo ano.

3. Aproveitar até os perrengues

Turista em Londres - Franckreporter/Getty Images - Franckreporter/Getty Images
Imagem: Franckreporter/Getty Images

Sabe aquelas partes pequenas ou até "chatas" da viagem, como a fila do embarque, o momento da decolagem, etc.? A grande maioria se diz ansiosa para saborear estas experiências como se fosse a primeira vez.

Oito em cada dez brasileiros opinaram que todos os elementos da jornada são parte da aventura e 83% acreditam que só o ato de sentir o sol na pele já melhora o humor. Enquanto isso, 66% disseram que vão curtir até a confusão ao usar o transporte público em uma cidade estrangeira.

4. Investir no local

turista; compras - iStock/Getty Images - iStock/Getty Images
Imagem: iStock/Getty Images

Com a crise trazida pela pandemia, muitas pessoas entenderam como a sua circulação e consumo de serviços podem afetar o bairro ou a cidade onde vivem.

Por isso, 66% dos brasileiros consideram importante que sua viagem tenha um impacto positivo para as pessoas que vivem no destino, um elemento que deve fazer parte do planejamento das férias.

35% ainda declararam que vão pesquisar mais sobre como a hospedagem apoia empresas da região e 33% quer planejar como seus gastos podem ajudar as comunidades locais.

5. Novos lugares, novos amores?

Casal de turistas de férias em Roma, na Itália - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Depois de um longo período de desconexão forçada, três em cada quatro brasileiros desejam conhecer novas pessoas durante suas viagens. 79% dos turistas do país ainda disseram que mal veem a hora de socializar — só ficando atrás da Tailândia (81%) e da China (80%).

60% ainda planejam se hospedar em algum lugar próximo a bares e baladas, com movimentada vida noturna, onde possam conhecer mais gente. Além disso, 48% querem mesmo é romance na próxima viagem.

6. Mais improviso

Jovens viajando, viagem, amigos - iStock - iStock
Imagem: iStock

58% dos brasileiros querem férias com menos amarras e regras, justamente o oposto do período em que vivemos. Para 75%, o descanso deve ser um pouco mais imprevisível e eles pretendem dizer sim a qualquer oportunidade nas férias que couber no orçamento.

Além disso, 74% se disseram mais abertos a tipos de viagens que não consideravam antes da pandemia e 57% não se importam com o destino, desde que se encaixe no tipo de férias que desejam — e bem longe de casa. 67% também contam com a tecnologia para ajudar nas indicações de atividades mais surpreendentes e um terço querem companheiros de viagem que também topem apenas seguir o fluxo.

7. Driblar a covid sem sufoco

aeroporto; verão; máscara; férias - iStock/Getty Images - iStock/Getty Images
Imagem: iStock/Getty Images

Três em cada quatro brasileiros manifestaram ainda interesse em algum tipo de serviço que previsse quais países são mais seguros para viajar — e evitar o encontro com o vírus — ou que sugerisse destinos para visitar sem dor de cabeça com as restrições sanitárias e burocracias de entrada e saída.

O setor de viagens precisará priorizar a flexibilidade, pois é isso que o brasileiro mais procura: entre as três principais prioridades do viajante estão a garantia de não perder dinheiro, citada por 42%, a opção de cancelar (21%) e de reagendar gratuitamente suas reservas (23%).