PUBLICIDADE
Topo

Estes países ainda continuam totalmente fechados para turismo pela covid

Wellington, Nova Zelândia: Paisagem é, por enquanto, realidade distante para os turistas - iStockphotos
Wellington, Nova Zelândia: Paisagem é, por enquanto, realidade distante para os turistas Imagem: iStockphotos

De Nossa

19/11/2021 17h51

No segundo semestre de 2021, diversas nações finalmente abriram suas fronteiras para voltar a receber turistas, como é o caso dos EUA, da Áustria, da Argentina e do Canadá, entre outros.

Com surtos da covid-19 ressurgindo na Europa e na Ásia, no entanto, há aqueles que mantém suas fronteiras fechadas na espera de condições mais seguras para visitantes e residentes.

Veja algumas paisagens que têm deixado viajantes na saudade:

Nova Zelândia

Auckland, cidade na Nova Zelândia - Haufires/Getty Images/iStockphoto - Haufires/Getty Images/iStockphoto
Auckland, cidade na Nova Zelândia prestes a sair de um longo lockdown, iniciado em agosto
Imagem: Haufires/Getty Images/iStockphoto

A ilha manteve um acordo bilateral com sua vizinha, a Austrália, por boa parte da pandemia e apenas cidadãos dos dois países estavam autorizados a "furar" o bloqueio das fronteiras e circular entre eles. Recentemente, até mesmo esta "bolha" de viagens havia sido comprometida em abril após novos surtos em ambos os países.

Em 8 de novembro, o país incluiu Samoa, Tonga e Vanuatu em sua "bolha" e passou a receber viajantes totalmente vacinados destes pequenos países no Pacífico sem necessidade de quarentena.

O ministro que coordena o combate à covid, Chris Hipkins, anunciou em 27 de outubro durante uma coletiva que o país começaria a ampliar a lista no início do próximo ano e viajantes de alguns países poderiam cumprir isolamento domiciliar no primeiro semestre.

Austrália

Melbourne, Austrália - Zetter/Getty Images/iStockphoto - Zetter/Getty Images/iStockphoto
Melbourne, Austrália
Imagem: Zetter/Getty Images/iStockphoto

Assim como a Nova Zelândia, o país caminha a passos lentos para a sua reabertura há meses. Em 1º de novembro, o primeiro-ministro Scott Morrison anunciou que australianos totalmente vacinados contra a covid-19 já poderiam deixar o país este mês, mas que a reabertura aconteceria em etapas, determinadas pelos índices de vacinação de cada região, e inicialmente os viajantes cumpririam quarentena.

Não há ainda previsão de quando o país deverá voltar a receber estrangeiros, mas o governo sinalizou que dependendo do sucesso destas iniciativas, uma retomada do turismo está no horizonte para o próximo ano.

Japão

Quioto, no Japão - Daniil Vnoutchkov/Unsplash - Daniil Vnoutchkov/Unsplash
Quioto, no Japão
Imagem: Daniil Vnoutchkov/Unsplash

Todos os estrangeiros que pretendem entrar em território japonês precisam se candidatar para um visto que dê permissão extraordinária para a viagem. Isto porque desde o início da pandemia, o Japão está fechado para viagens não essenciais, ou seja, turistas não são aceitos atualmente.

Apesar de o governo japonês ter concedido especial permissão a empresários que visitem o Brasil a negócios em 8 de novembro, com exigência de quarentena, ainda não há previsão de reabertura das fronteiras para o turismo, segundo autoridades ouvidas pela agência Reuters.

China & Hong Kong

Entrada para a Cidade Proibida, em Pequim, na China - Getty Images - Getty Images
Entrada para a Cidade Proibida, em Pequim, na China
Imagem: Getty Images

A China tem mantido uma política de tolerância zero em relação ao controle de circulação de pessoas e, consequentemente, do vírus desde o início da pandemia. Por isso, apenas viajantes essenciais — que têm familiares ou residência no país, que viajam por motivos de saúde ou humanitários, por exemplo — têm visto emitido pelo governo autorizando a entrada.

Em março de 2021, no entanto, o governo facilitou a expedição destas permissões para aqueles que foram vacinados com imunizantes de origem chinesa, como é o caso da CoronaVac. No entanto, esta permissão ainda não vale para o turismo. Com novos surtos locais surgindo no território, não há previsão para a reabertura de fronteiras para viajantes a lazer.

Fiji

Ilha de Monuriki, em Fiji - KhufuOsiris/creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.en - KhufuOsiris/creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.en
Ilha de Monuriki, em Fiji
Imagem: KhufuOsiris/creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.en

Fiji continua fechado para turistas, mas a retomada está próxima. Tão próxima que já tem data marcada: 1º de dezembro.

O Ministro do Turismo Faiyaz Koya anunciou em 11 de outubro que o país está pronto para receber visitantes totalmente vacinados que apresentem testes negativos para a covid-19 ao desembarcar e concordem em se submeter a um novo PCR 48 horas depois da chegada.

Menores de 18 anos que não foram vacinados serão bem-vindos caso estejam acompanhados de um adulto vacinado.