PUBLICIDADE
Topo

Uísque single malt mais antigo do mundo é vendido por recorde: R$ 1,08 mi

Uísque single malt mais antigo do mundo foi produzido em 1940 - Divulgação/Gordon & MacPhail
Uísque single malt mais antigo do mundo foi produzido em 1940 Imagem: Divulgação/Gordon & MacPhail

De Nossa

26/10/2021 11h53

O uísque single malt mais antigo do mundo, com pouco mais de 80 anos, quebrou recorde em leilão e foi arrematado por 140 mil libras, cerca de R$ 1,08 milhão em cotação de hoje.

A casa de leilões Sotheby's, que conduziu o evento no início do mês, anunciou esta semana a venda histórica da garrafa de 80 anos do "Decanter nº1" da Glenlivet Distillery, a primeira destilaria de uísque licenciada da Escócia. De acordo com informações da instituição, a bebida foi originalmente colocada em um barril de xerez em 1940, mas recebeu um tratamento diferenciado no engarrafamento.

O processo foi conduzido pela casa de uísque Gordon & MacPhail, que encomendou ao arquiteto e designer Sir David Adiaye um decantador sob medida, de cristal Glencairn, com entorno de carvalho em homenagem ao antigo barril. A proposta era que luz, vidro e carvalho pudessem se integrar, dispersando e ampliando os espectro de tons âmbar do uísque.

Quem arrematou o uísque recebeu ainda um conjunto de copos combinando, um tour de degustação de uísque para quatro pessoas em Londres, a litografia do conceito original da embalagem do uísque autografada por Sir David Adiaye e a tampa emoldurada do barril onde o Decanter nº 1 foi armazenado por oito décadas.

Uísque single malt mais antigo do mundo foi produzido em 1940 - Divulgação/Gordon & MacPhail - Divulgação/Gordon & MacPhail
Imagem: Divulgação/Gordon & MacPhail

O leilão foi aberto apenas a licitantes sediados em Hong Kong, onde há uma tarifa de importação de 10% sobre bebidas alcoólicas. Embora a taxa possa ter encarecido automaticamente o uísque, o valor atingido no leilão é histórico e ultrapassa o até então vencedor Bowmore 1966 Bouquet Samaroli, vendido por 72,6 mil libras — cerca de R$ 558 mil, sem levar em consideração a correção monetária — na Sotheby's em 2019.

Para honrar o tema e a homenagem, o lucro do leilão será revertido para a organização beneficente escocesa Trees for Life, que trabalha para revitalizar a floresta da Caledônia.

Segundo o expert em uísque Charlie MacLean, que teve a chance de experimentar o Glenlivet 80 a pedido da Gordon & MacPhail, a bebida é vibrante. "Um dos melhores maltes que já encontrei".

Ele classifica o aroma como "complexo e suave", com notas de óleo de amêndoa, sabonete perfumado, amparado por sandalwood. Já o paladar é de textura oleosa, ligeiramente doce no início — se alinhando a tâmaras, ameixas salgadas e figos — e "seca" com elegância, retendo vestígios de xerez e um final picante e mentolado.

Ainda segundo a casa de uísque, o barril de onde saiu o Decanter nº 1 rendeu cerca de 250 garrafas que serão colocadas à venda de maneira sigilosa por 80 mil libras cada, cerca de R$ 615 mil. Interessados podem entrar em contato com a casa e preencher o formulário de interesse para receber mais informações sobre a compra.