PUBLICIDADE
Topo

Tailândia anuncia lista de nacionalidades isentas de quarentena em novembro

Praia do parque nacional de AngThong, em Koh Samui, na Tailândia. A ilha já voltou a receber turistas na fase piloto da reabertura - Getty Images
Praia do parque nacional de AngThong, em Koh Samui, na Tailândia. A ilha já voltou a receber turistas na fase piloto da reabertura Imagem: Getty Images

De Nossa

13/10/2021 12h09

A Tailândia deu mais um passo para a flexibilização de suas restrições de viagem devido à pandemia e anunciou nesta terça (12) que haverá uma lista de países de origem cujos visitantes estarão isentos de quarentena a partir de novembro.

Entre eles estão Estados Unidos da América, Singapura, Alemanhã, China, e Reino Unido, embora a relação completa deva incluir dez países inicialmente, afirmou o primeiro-ministro Prayut Chan-o-cha em anúncio televisionado em rede nacional.

A lista, que ainda não teve sua íntegra divulgada pelo governo, deve ser elaborada de acordo com critérios epidemiológicos.

"Eu instruí o Centro para Administração da Situação da Covid-19 (CCSA) e o Ministério da Saúde Pública a considerar urgentemente esta semana a permitir, a partir de 1º de novembro, que visitantes internacionais entrem na Tailândia sem qualquer exigência de quarentena se estiverem totalmente vacinados e chegarem por via aérea de países de baixo risco", justificou o primeiro-ministro.

Atualmente, a Tailândia disponibiliza alterações — que são constantes — em seus critérios de turismo através da página thailandreopening.com. Prayut Chan-o-cha ainda alertou que a lista deverá ser estendida em 1º de dezembro e, novamente, em 1º de janeiro de 2022.

O primeiro-ministro considera que o país esteve entre os mais efetivos no combate à pandemia, mas precisa seguir adiante. "Chegou a hora de vivermos com [a covid-19]".

Turistas de países que não constam na lista do governo tailandês devem, segundo as autoridades locais, continuar a obedecer às exigências de quarentena e outras medidas sanitárias na entrada.

A Tailândia já havia anunciado no fim de setembro que iniciará uma reabertura mais robusta de suas fronteiras a partir de 1º de novembro. O plano contará com quatro partes. Atualmente, o país se encontra na chamada "Fase Piloto", até 31 de outubro, com a continuidade do programa Sand Box, que permite a turistas a entrada em resorts selecionados.

Visitantes podem retornar a ilhas que já haviam sido abertas e novamente colocadas em quarentena, mas voltavam desde julho a receber turistas aos poucos, como é o caso de Phuket, Koh Pha-ngan, Phang-Nga, Koh Tao, entre outras.

A partir de 1º de novembro se inicia, efetivamente, a primeira fase com dez destinos turísticos reabertos para visitantes. A lista de destinos reabertos em cada fase pode ser encontrada aqui.

Planeja visitar a Tailândia em breve?

Atualmente, brasileiros interessados em visitar a Tailândia antes da reabertura total devem, além de estar atentos a possíveis alterações nos critérios de entrada, optar por dois esquemas na chegada.

Caso tenha em mente um desembarque em Bangcoc ou alguma das outras doze províncias — Buri Ram, Chiang Mai, Chiang Rai, Chon Buri, Krabi, Mukdahan, Nakhon Nayok, Phang-Nga, Phuket, Prachin Buri, Surat Thani e Tak — será necessário cumprir quarentena.

Aqueles que estão totalmente vacinados devem realizar quarentena por sete noites, pagas pelo viajante. Já os não vacinados devem passar 10 dias em isolamento. Menores de 18 anos que viajam com responsáveis vacinados também cumprem quarentena de sete dias.

A segunda opção é planejar a chegada através do sistema Sand Box — isto é, em resorts aprovados nas áreas que são parte do programa como Phuket Surat Thani (Ko Samui, Ko Pha-ngan e Ko Tao), Phang-Nga (Khao Lak e Ko Yao), e Krabi (Ko Phi Phi, Ko Ngai e Railay Beach).

Viajantes internacionais completamente vacinados e maiores de 18 anos podem chegar a estas regiões e não realizar quarentena, mas deve se manter hospedados por sete noites, ao menos, em um dos hotéis designados.

São considerados totalmente imunizados aqueles que tomaram a segunda dose (ou dose única) há pelo menos 14 dias com qualquer uma das vacinas aprovadas no Brasil atualmente.

Antes da viagem, é necessário se inscrever para obter o COE, uma autorização de entrada do governo tailandês. Além de preencher o formulário aqui, deve-se providenciar o passaporte, comprovante de seguro viagem com cobertura para a covid-19 de, no mínimo, US$ 100 mil, apresentar comprovante de passagens de ida e volta compradas, além de reserva de hospedagem de, no mínimo, 14 dias no país. Brasileiros não precisam de visto.

É necessário ainda apresentar PCR negativo feito em até 72 horas antes do desembarque e ter em mãos o aplicativo Thailand Plus, que permite o cadastro de suas informações, e ter reservados e pagos os exames do tipo PCR necessários para a circulação no país durante a estadia através do site indicado pelo governo tailandês.