PUBLICIDADE
Topo

Bali reabrirá para turistas de lista restrita de países em 14 de outubro

Lista de países cujos cidadãos poderão voltar a Bali deve ser expandida em breve - Getty Images/iStockphotos
Lista de países cujos cidadãos poderão voltar a Bali deve ser expandida em breve Imagem: Getty Images/iStockphotos

De Nossa

06/10/2021 08h19

A paradisíaca ilha de Bali, na Indonésia, está se preparando para abrir suas fronteiras — pela primeira vez em mais de um ano — para visitantes internacionais em 14 de outubro.

Cidadãos da Coreia do Sul, Japão, China, Emirados Árabes Unidos e Nova Zelândia serão bem-vindos, desde que se submetam aos protocolos sanitários do país, informou o Ministro de Coordenação de Assuntos Marítimos e Investimentos Luhut Binsar Pandjaitan em coletiva de imprensa ontem (4).

"Cada passageiro internacional deve ter comprovante de reserva em hotel para quarentena de, no mínimo, oito dias", disse o ministro, que ainda frisou que custos devem ser cobertos pelo viajante. Testes para o desembarque também serão obrigatórios, segundo a emissora americana CNN.

O ministro não detalhou procedimentos adicionais que viajantes deverão cumprir. Atualmente, estrangeiros só podem entrar na Indonésia para viagens essenciais, isto é, por razões diplomáticas, humanitárias, além de motivos de saúde, trabalho ou família.

Planos de reabertura elaborados no início de setembro foram abandonados depois que os números de casos de covid-19 no arquipélago começaram a crescer. Por esse motivo, explicou Luhut Binsar Pandjaitan, a Indonésia seguirá seletiva em relação à lista de países cujos cidadãos poderão passar por suas fronteiras.

A ausência da vizinha Austrália da lista surpreendeu especialistas do mercado do turismo. O motivo seria reciprocidade, já que a Austrália não tem planos de reabertura para estrangeiros ainda em vista; suas autoridades de fronteiras deverão permitir as primeiras viagens internacionais apenas de australianos entrando e saindo do país em novembro.

"Quando a Austrália estiver pronta para conversar, minha porta está aberta", disse o Ministro do Turismo, Sandiaga Uno, ao Financial Review. No entanto, ele sinalizou que a lista indonésia poderá incluir novos países nos próximos dias, quando é esperado que o plano de reabertura seja detalhado.