PUBLICIDADE
Topo

Com "joias para a casa", arquiteta muda de vida e celebra decoração emotiva

Após reviravolta na vida profissional e pessoal, Lena Emediato encontrou nas "joias para a casa" uma fonte de renda e sua veia artística - Arquivo Pessoal
Após reviravolta na vida profissional e pessoal, Lena Emediato encontrou nas "joias para a casa" uma fonte de renda e sua veia artística Imagem: Arquivo Pessoal

Carol Scolforo

Colaboração para Nossa

28/09/2021 04h00

Lena Emediato

Lena Emediato

Quem é

Arquiteta formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, atua à frente do estúdio Leh, que cria joias para a casa com pedras, cerâmica e madeira

A vida fez um zigue-zague rebelde até que Lena encontrasse sua arte. Por dez anos atuou como arquiteta, atendendo ao diploma na parede. Casou-se e tudo seguia o rumo esperado. Mas com o tempo, tudo desmoronou: não se sentia mais feliz com a profissão e seu casamento acabou. Tudo mostrava que era preciso renovar os ares.

"Sempre quis estudar fora. Pedi demissão e fui para a França aprender francês fluente a fim de fazer uma pós-graduação lá. No meio dessa experiência, percebi que os franceses conheciam mais a minha terra do que eu. Morri de saudade e descobri que precisava voltar para valorizar o que temos aqui", conta.

De volta ao Brasil, cursou Design de Mobiliário e conheceu um grupo de amigas e pesquisa inspirador. E mais: um professor com o tom antroposófico que a ajudou a descobrir sua essência artística. "Entre essas amigas estava a Maria Fernanda Paes de Barros, do Yankatu, com quem conheci o Vale do Jequitinhonha, o Muzambinho. Fiquei encantada", lembra.

Naquele ano de 2017, o dinheiro estava acabando. Lena precisava criar logo uma fonte de renda — e ser criativa, claro — sob a pressão dos boletos. "Precisava inventar algo que não fosse caro, que não tivesse uma logística onerosa e isso não podia dar errado", conta.

Logo, lembrou-se da cerâmica da artista popular Deuzani, que havia produzido bolinhas de cerâmica, e dos cristais que encontrava no chão e que eram colhidos pelos moradores do Jequitinhonha. "Aquilo despertou em mim uma vontade. Uma parte da minha família é daquela região, mas não da mesma realidade que a dos artistas populares. Nessa época, minha avó faleceu e revendo as coisas da casa, vi peças de cerâmica que ela guardava. Aquilo me tocou muito."

Feito à Mão | Lena Emediato - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Feito à Mão | Lena Emediato
Imagem: Arquivo Pessoal
Feito à Mão | Lena Emediato - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Feito à Mão | Lena Emediato
Imagem: Arquivo Pessoal

Emoções à flor da casa

Joias produzidas por Lena penduradas na parede como decoração - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Joias produzidas por Lena penduradas na parede como decoração
Imagem: Arquivo Pessoal

Mesmo vivendo o luto, a luta diária de criar e enfrentando questionamentos da família sobre abandonar a arquitetura, Lena conseguiu compor esculturas com cerâmica e cristais. O resultado fez parte de uma exposição no Museu A Casa, em São Paulo.

"Quando vi as esculturas na parede, entendi bem claramente: era o que eu queria fazer na vida. Me emocionei muito."

Nascia assim o Estúdio Leh (@estudioleh), com encomendas e novos convites para parcerias. O termo "joias para a casa" veio de outra artesã e define bem o que Lena quer com sua arte: "Coisas não-coisas, ou seja, objetos sem exatamente uma função, que despertem sentimentos bons nas pessoas", diz ela, que trabalha com a intuição. Lena fez até estudos usando seus conhecimentos de Gestalt para que suas criações levem calma e acolhimento às pessoas.

A arte mudou minha vida. A cada peça que terminava, era como uma terapia que me fazia enxergar: 'olha quanta coisa boa posso fazer'. Essas continhas são as 'horinhas de descuido onde encontro a felicidade', como dizia Guimarães Rosa."

Decoração nas paredes e na mesa com as joias criadas por Lena - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Decoração nas paredes e na mesa com as joias criadas por Lena
Imagem: Arquivo Pessoal

Muitas mãos

Obras de Lena conta com a ajuda da família e da sócia nos bastidores da confecção - Marcelo Oseas - Marcelo Oseas
Obras de Lena conta com a ajuda da família e da sócia nos bastidores da confecção
Imagem: Marcelo Oseas

Lena confecciona cada joia sozinha, mas há varias mãos nos bastidores. "A Deuzani e as filhas produzem as contas de cerâmica, Nayara faz a logística, Roberta é minha sócia e há mais mãos envolvidas."

Há peças prontas ou sob encomenda. A cada dia, entre duas e três delas ficam prontas para irem para novas casas, a fim de despertarem emoções —-as mais positivas possíveis.

@s que me inspiram

Amélia Toledo

"Da safra de Lygia Clarke, Amélia Toledo tem conceituação linda sobre sua arte e isso me encanta. Seu trabalho inclui cristais, que originam joias ou instalações, sempre com muita sensibilidade."

Hilma Af Klimt

"É uma artista com uma pegada muito espiritual, contemporânea de Jung e Steiner. Foi a mãe da abstração na arte e fazia rituais para receber inspirações do mundo espiritual."