PUBLICIDADE
Topo

Aeroporto de Miami terá cães farejadores para detectar covid-19 em turistas

"K9" especializados em farejar a covid-19 em passageiros no aeroporto de Miami farão parte da checagem de segurança antes do embarque - Divulgação
"K9" especializados em farejar a covid-19 em passageiros no aeroporto de Miami farão parte da checagem de segurança antes do embarque Imagem: Divulgação

De Nossa

15/09/2021 09h15

O Aeroporto Internacional de Miami usará cães farejadores para detectar covid-19 em seus passageiros, anunciou a administração na última quarta-feira (8).

Este é o primeiro aeroporto nos EUA a adotar a medida, ainda que em caráter experimental — dois cães participarão do projeto-piloto em parceria com a American Airlines por um mês para determinar a eficácia e segurança do procedimento.

Os dois "fiscais" serão um pastor belga chamado Cobra e um pastor holandês batizado como One Betta. Eles estarão localizados em pontos onde são realizadas as inspeções de segurança antes do embarque e desembarque de passageiros.

Ambos foram treinados para detectar compostos orgânicos voláteis que são eliminados pela respiração e suor dos seres humanos —estes produziriam um cheiro que apenas os animais são capazes de diferenciar com o seu faro, informou a equipe do aeroporto.

K9 contra covid-19 em Miami - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Caso o cão sinalize a presença do vírus em um viajante, ele será direcionado para realizar um teste rápido de covid-19.

O treinamento dos cães foi feito pelo Centro Global de Ciência Forense e Justiça da Florida International University. Após mais de uma centena de sessões, os animais obtiveram taxas de precisão entre 96% e 99%, afirmou ainda o aeroporto em comunicado à imprensa.

Outros dois aeroportos, em Dubai e em Helsinque, testaram a medida em 2020. Os cães então farejaram amostras colhidas de passageiros voluntários. Em ambas as cidades, os resultados obtidos foram considerados quase 100% precisos pelas autoridades.