PUBLICIDADE
Topo

Cidade na região de Roma entra na "moda" de casas à venda por 1 euro

Maenza, na Itália - iStock/Getty Images
Maenza, na Itália Imagem: iStock/Getty Images

De Nossa

23/08/2021 16h57

Maenza é a primeira cidade no entorno de Roma a se juntar à 'moda' do interior italiano de liquidar casas históricas por apenas um euro — pouco mais de R$ 6,30, em cotação de hoje. O anúncio foi feito pela própria prefeitura, que comunicou através de seu site as condições para os interessados se tornarem novos habitantes.

A cidade, que conserva parte ainda de sua estrutura medieval — como um castelo no centro — colocou propriedades dos anos 1700 no mercado com o propósito de fazer um "pacto de renascimento", explicou o prefeito Claudio Sperduti à "CNN" americana. Para comprar uma das casas, é necessário se comprometer em reformá-la em até três anos e fazer um depósito de 5 mil euros (cerca de R$ 31,5 mil) que será devolvido ao comprador quando as obras finalizarem.

Também é necessário informar ao governo municipal a finalidade do endereço: residência, pousada, loja ou restaurante. Os novos proprietários não são obrigados a morar na cidade, mas famílias com crianças e jovens casais que expressarem desejo de viver em Maenza ao menos parcialmente serão privilegiados na disputa pelos endereços.

O papel da prefeitura, neste caso, é fazer a ponte entre antigos proprietários com altas dívidas em impostos e os potenciais compradores interessados em se comprometer a reformar — urgentemente — as casas históricas. Assim, a prefeitura enxuga seus gastos com a manutenção de áreas com séculos de vida.

"Vamos conduzir tudo um passo por vez. Assim que as famílias originais entram em contato e entregam à prefeitura suas antigas casas, nós as colocamos no mercado através de avisos públicos no site, para que tudo transcorra de forma transparente", garantiu à publicação. Compradores que têm requisitos em mente em relação à casa que gostariam de comprar também devem procurar a prefeitura para fazer seus pedidos, já que oficiais locais devem tentar alinhar as expectativas.

Maenza tem, atualmente, cerca de 3 mil habitantes e 100 propriedades negligenciadas pelos proprietários. Algumas se tornaram um risco para os visitantes ou moradores que passam por perto por causa de sua estrutura abalada. As inscrições para as primeiras casas à venda se encerram em 28 de agosto, mas o prefeito Claudio Sperduti informou à CNN que novas propriedades devem ser colocadas no mercado em breve.

A maioria das residências disponíveis tem entre 50 e 70 metros quadrados e os custos para renovar suas estruturas são de cerca de 100 euros (R$ 631) por metro quadrado, estima a prefeitura. Valores podem variar, é claro, dependendo dos confortos que o novo morador quiser incorporar ao ambiente.