PUBLICIDADE
Topo

NY exigirá prova de vacinação para entrada em museus, restaurantes e mais

East River e Manhattan, em Nova York - Getty Images
East River e Manhattan, em Nova York Imagem: Getty Images

De Nossa

03/08/2021 11h45Atualizada em 03/08/2021 14h23

Nova York se tornou a primeira cidade americana a exigir certificado de vacinação para entrar em locais públicos fechados como restaurantes, museus e academias. A medida, batizada como "Key to NYC Pass" (Chave para o passe de Nova York, em tradução livre do inglês) foi anunciada pelo prefeito Bill de Blasio na manhã de hoje (3).

"Se você quiser participar de nossa sociedade de maneira completa, você terá que se vacinar. Chegou a hora", justificou o prefeito durante o anúncio à imprensa também transmitido ao vivo através do Twitter.

"Se você foi vacinado, você tem a chave, pode abrir a porta. Mas se você não for vacinado, infelizmente, não poderá participar de muitas atividades", acrescentou Bill de Blasio.

A documentação que deve provar pelo menos uma dose da vacinação passará a ser cobrada dos cidadãos que residem ou visitam a cidade a partir de 16 de agosto, como nova ferramenta de combate à variante delta do coronavírus. As fiscalizações serão iniciadas em 13 de setembro, para garantir o cumprimento da medida já no início do semestre escolar da cidade.

Após um primeiro semestre de queda expressiva do número de casos e de mortes após o início da vacinação em massa no país, os EUA passaram a viver no último mês um novo surto graças à chegada da variante ao seu território e também à resistência de parte da população à vacinação, que perdeu ritmo considerável visto em abril.

Em 4 de julho, o presidente americano Joe Biden lamentou que o país não houvesse ainda alcançado a meta de seu governo de 70% da população vacinada até a data, que comemorava a independência do país.

Outros países da Europa também já atingidos pela delta, como é o caso da França, de Portugal e da Itália, também haviam anunciado nos últimos dias a exigência de comprovantes de vacinação ou testes negativos para a covid-19 para a entrada em seu território.

Em Nova York, 71,8% dos adultos receberam pelo menos uma dose da vacina, segundo dados da prefeitura. A cidade tem cerca de 8 milhões de habitantes.