PUBLICIDADE
Topo

Zeca Camargo viaja pelo país com estas cinco receitas. Experimente

De Nossa

30/07/2021 10h58

Na segunda temporada de Brasil com Zeca, Zeca Camargo recebeu uma infinidade de sabores dos quatro cantos do país. Com receitas para todos os gostos, a série de programas do Nossa, canal de lifestyle do UOL, e de MOV, mostrou a variedade culinária e cultural do que os brasileiros levam à mesa.

Assista aos cinco melhores momentos gastronômicos e experimente receitas de norte a sul sem sair de casa.

Pirarucu com banana-da-terra ao molho bechamel

Representando o Norte, o chef Saulo Jennings da Casa do Saulo, em Santarém, no Pará, apresentou uma combinação para lá de variada com um dos maiores peixes de água doce do planeta.

O pirarucu é nativo da Amazônia e promove benefícios para o ecossistema e comunidades que vivem da pesca. Seu nome vem de dois termos indígenas: pira, "peixe", e urucum, "vermelho", devido à cor de sua cauda.

Rubacão Inxirido

O que é mais nordestino que a combinação de arroz e feijão do baião de dois? Para o chef paraibano Cumpade João, o prato icônico merecia o acréscimo de carne-seca, queijo coalho e bacon para ganhar aquela força — e o nome de Rubacão Inxirido.

"É um baião de dois só que ele leva queijo e leite. Fica aquela coisa mais encorpada", ressalta João, que comanda a Casa de Cumpade, em Campina Grande, na Paraíba.

Além do feijão de corda, carne-seca e queijo, o chef acrescenta paio, calabresa "e o que você quiser", até finalizar com castanha de caju, "para trazer aquele agridoce", e pimentões para dar um colorido a mais.

Arroz de puta rica

O nome curioso revela, na verdade, uma receita simples e com muita história de Goiás. E foi esse o prato compartilhado pelo chef André Barros no reality "Mestre do sabor", da TV Globo, e ao Brasil com Zeca.

"O que você tem na despensa vai na panela, versão rica e pobre, sem carne. Na banha de porco dá outro sabor", destaca o goiano raiz, nascido e criado em Rio Verde, interior do estado, eleito chef do ano por duas vezes.

A receita tem origem na então cidade de Goiás Velho no início do século passado e foi criada para os tropeiros.

Costeleta empanada com angu

Tutu, pão de queijo, compotas... não é fácil escolher somente uma delícia de Minas Gerais. E essa foi a missão de Zeca ao lado de Djalma Victor, de Sete Lagoas.

"Para deixar a costela bem douradinha, corte uma fatia mais grossa e faça duas frituras no mesmo óleo, para alcançar o ponto rosinha que o mineiro adora. Ela fica linda!", revela o chef.

A couve, ele avisa, deve ser rasgada com a mão e, na hora de fazer o angu, é preciso mexer sem parar para o fubá não empelotar. Um detalhe: o pulo do gato é acrescentar queijo Canastra ao angu, o que torna o prato ainda mais especial.

Risoto de pinhão

Para o inverno brasileiro, nada mais característico que o pinhão — ingrediente querido das festas juninas e dos pratos acolhedores do Sul do Brasil.

E foi com ele que a chef e vencedora da quarta edição do MasterChef, Michele Crispim, apresentou a culinária de Santa Catarina.

Nativo da região Sul e de algumas áreas do Sudeste do Brasil, o pinhão é encontrado mais facilmente entre os meses de março e agosto.

"Este prato aproveita bem este ingrediente. Pinhão eu troco até por pipoca no inverno para ver um filme, combina com inverno", diz Michele, que ensina o passo a passo abaixo.

Anota aí

Brasil com Zeca vai ao ar toda sexta-feira, às 11 horas, no Canal UOL e no YouTube de Nossa, onde você também pode maratonar todos os episódios. Também confira conteúdos extra nas redes sociais de Nossa: Instagram, Twitter, e Facebook.