PUBLICIDADE
Topo

Carolina Ferraz lança novo livro de receitas: "cozinha me humanizou"

Atriz e apresentadora fala de cozinha no YouTube e em livros - Nicole Gomes
Atriz e apresentadora fala de cozinha no YouTube e em livros Imagem: Nicole Gomes

Gabrielli Menezes

De Nossa

29/07/2021 04h00

Além de atriz e apresentadora, Carolina Ferraz é uma cozinheira de mão cheia. O jeito com as panelas, herdado da mãe mineira, Giscelda Ferraz, tem rendido programas de TV, vídeos para o YouTube e livros. A novidade da vez é o lançamento do "Na Cozinha da Carolina 3".

Esse terceiro volume, que chega às livrarias três anos após o "Na Cozinha da Carolina 2", tem sabor especial. Produzido em meio à pandemia, trata-se de uma homenagem à mãe, de 82 anos.

"A ausência das filhas e essa incerteza do futuro a deixou muito deprimida durante o isolamento. O processo do livro foi regenerativo. Ela está animadíssima, conta tudo para as amigas", diz Carolina.

Carolina Ferraz - Nicole Gomes - Nicole Gomes
Carolina Ferraz e a mãe, Dona Giscelda
Imagem: Nicole Gomes

As receitas do material têm em comum o apelo afetivo: são frequentemente feitas e degustadas dentro de casa. Exemplo é o "bolo de chocolate da Valentina", que é tradição entre a família e os amigos desde o nascimento da família mais velha, Valentina Cohen, de 26 anos.

Carolina Ferraz - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

"Esse doce é um hit", afirma Carolina, que conta ter deixado de fora algumas sugestões que ficaram perdidas no tempo. "Minha mãe queria colocar coquetel de camarão. Falei para ela esquecer. Parece novela de época", brinca.

Outro prato com cara de festa é o filé Wellington, que consiste num filé-mignon com creme de cogumelos e presunto cru envolto em massa folhada. Selecionada para compor o livro, a receita foi cedida a Nossa com exclusividade.

Clique na imagem abaixo para conferir o passo a passo:

Filé Wellington

Dificuldade Médio
3 porções
90 min
Ver receita completa

De próprio punho

Carolina Ferraz - Nicole Gomes - Nicole Gomes
Imagem: Nicole Gomes

Além da versão comercial, a família quis reproduzir um caderno de receitas numa edição especial bordada por artesãs da ONG OrientaVida e escrita por Dona Giscelda.

"Tem uma amiga que brinca que coloquei a minha mãe para trabalhar. Às vezes ela errava e passava corretivo. Eu dizia 'mãe, para digitalizar não pode'. Ela escreveu várias vezes.".

Apaixonada por cadernos de receitas, Carol coleciona até os das amigas.

No fundo eu sou uma curadora de receitas".

Três perguntas para Carolina

Carolina Ferraz - Nicole Gomes - Nicole Gomes
Imagem: Nicole Gomes

Fora da Globo desde 2017, Carolina, que está há um ano apresentando o "Domingo Espetacular", na Record, celebra a liberdade de ter um canal no YouTube. Além de quadros e séries experimentais, a rede social é usada para compartilhar o gosto pela gastronomia.

O hobby, aliás, está cada vez mais sério. No início do ano, a atriz começou a frequentar a unidade paulistana da Le Cordon Bleu, renomada escola de gastronomia francesa.

É diferente ter fã como atriz e como cozinheira?

O que eu sinto é que a cozinha me humanizou muito. Quando lancei o meu primeiro livro de culinária, nunca pensei que se tornaria um sucesso. Foi uma coisa impressionante. Fiz cinco temporadas do programa [Receitas de Carolina] na GNT e foi uma das maiores audiências no canal, só perdia em para o "Saia Justa" em São Paulo. As pessoas gostavam me ver na primeira pessoa. A atriz está sempre coberta pelo véu da personagem. Isso provoca distanciamento. A última novela que fiz na Globo era um recorde de audiência, mas, quando eu saia na rua, todo mundo me perguntava sobre receita. Foi um grande sinalizador de que a as coisas tinham mudado. Isso me aproximou das pessoas.

A cozinha me aproximou das pessoas como nenhum personagem conseguiu".

Carolina Ferraz - Nicole Gomes - Nicole Gomes
Carolina acredita que cozinha a aproximou do público
Imagem: Nicole Gomes

Tem diferença estar na TV ou no YouTube?

Não estar vinculado exclusivamente a uma emissora traz mais liberdade e também mais responsabilidade. Você não tem a desculpa de que o autor que escreveu tal coisa. Isso te obrigada a levar as coisas a sério em outro nível, mas a responsabilidade, para mim, é bem-vinda. Quando eu fui convidada para participar da plataforma, fiquei surpresa e feliz. Eu me perguntava "o que vou falar?", mas logo entendi que o que eu posso oferecer sou eu, do jeito que eu sou, do jeito que eu penso. Quanto mais verdadeiro você for, mais profunda e fácil será a troca com o público. Personagens não funcionam por muito tempo. Além disso, é um espaço onde eu posso testar.

Você costuma se posicionar como uma cozinheira amadora. Acha que depois do curso na Le Cordou Bleu vai poder falar que é profissional?

Carolina Ferraz - Nicole Gomes - Nicole Gomes
Técnicas francesas aplicadas em receitas simples
Imagem: Nicole Gomes

Olha, profissional não porque não vou montar um restaurante. Mas é tão interessante aprender as técnicas... Penso que se eu puder fazer algo nesse universo, quero aproximar as pessoas da cozinha, desmistificar esse mundo. Eu digo, e sempre repito, se as pessoas conseguissem produzir ao menos uma de suas refeições, umas três vezes por semana, teriam um upgrade enorme em qualidade de vida. A relação com o alimento se transforma quando você o prepara. Fora que cozinhar abstrai a cabeça. Não dá para ficar pensando em outras coisas senão a batata passou do ponto. Tudo que envolve o universo da comida é muito afetivo, gostoso, e melhor ainda se compartilhado. O meu objetivo de estar em uma escola maravilhosa é facilitar a vida das pessoas.

Para comprar o livro:

"Na Cozinha da Carolina 3"

Preço: R$ 77,65

* O UOL pode receber uma parcela das vendas pelos links recomendados neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.