PUBLICIDADE
Topo

Youtuber "tiozão", Valtão da TV Churrasco resgata carne sem complicação

Valtão: churrasqueiro com 30 anos de experiência tem frigorífico, faz eventos e é youtuber - Keiny Andrade/UOL
Valtão: churrasqueiro com 30 anos de experiência tem frigorífico, faz eventos e é youtuber
Imagem: Keiny Andrade/UOL

Gabrielli Menezes

De Nossa

20/07/2021 04h00

Há 11 anos, Valter Oliveira já exibia um currículo invejável: duas faculdades concluídas — Publicidade e Direito —, a passagem como sócio gestor numa empresa pioneira em franquias de churrasco e a criação de sua própria marca, responsável por lançar o primeiro espetinho de coração com registro sanitário federal.

Como se não fosse suficiente, resolveu se jogar na internet e abraçar, aos 51 anos, a nova função de criador de conteúdo. Em frente às câmeras, Valtão, como ficou conhecido, compartilha com simplicidade aprendizados de uma vida inteira dedicada ao ramo.

De 2009 para cá, foram divulgados no projeto "TV Churrasco" 2.327 vídeos. O material criado a partir de 2015 passou a entrar no canal de YouTube, que agora é o foco principal e recebe dois novos conteúdos por semana.

Valter Oliveira, o Valtão da TV Churrasco, em frente às câmeras - Keiny Andrade/UOL - Keiny Andrade/UOL
Valter Oliveira, o Valtão da TV Churrasco, em frente às câmeras
Imagem: Keiny Andrade/UOL

Na rede, Valtão, hoje com 63 anos, passa informações técnicas sobre cortes e processos com agilidade. Geralmente, em menos de 15 minutos. Outro atributo é o jeito meio "tiozão", que faz ainda mais sucesso com os espectadores.

Não sou e nunca fui um personagem. O que apresento eu vivo e faço nos meus eventos. É o carinho de um avô passando dicas para seus netos".

Sem ares de superioridade, ele ressalta nas filmagens a importância de levar sempre em consideração o gosto dos convidados e coloca em foco cortes populares e em conta, como o acém e a bisteca.

Essa linha "democrática" atrai até quem não tem churrasqueira em casa. "Atendendo ao nosso público, começamos a divulgar preparos no forno, na frigideira, na airfryer e na chapa."

O churrasco é vivo, vai se adaptando com o tempo e, principalmente, com as inovações tecnologias. Digo que é um estado de espírito."

Seguindo uma linha democrática, Valter Oliveira conquistou seu público na internet - Keiny Andrade/UOL - Keiny Andrade/UOL
Seguindo uma linha democrática, Valter Oliveira conquistou seu público na internet
Imagem: Keiny Andrade/UOL

Papel, TV e internet

Comunicar-se com o público é uma vontade que nasceu bem antes do canal. Em 1995, Valtão reunia receitas e dicas num jornalzinho que distribuía pelas franquias da Spetomix (atualmente, a marca própria só conta com uma loja de fábrica).

"Desde pequeno gosto muito de falar, conversar. O jornal não tinha cunho jornalístico, mas na época trazia assuntos novos, como a maturação de carnes."

Valter Oliveira, o Valtão - Keiny Andrade/UOL - Keiny Andrade/UOL
Valter Oliveira, o Valtão
Imagem: Keiny Andrade/UOL
Churrasqueiro e comunicador - Keiny Andrade/UOL - Keiny Andrade/UOL
Churrasqueiro e comunicador
Imagem: Keiny Andrade/UOL

Em 2000, o projeto virou site. No chamado "O Churrasqueiro", a proposta era internacional. Com a ajuda de duas pessoas que falavam inglês e espanhol, o estusiasta publicava o passo a passo das carnes na brasa em três idiomas.

Já o projeto "TV Churrasco" foi ao ar como um portal em 2009 e, de 2013 a 2018, virou programa de televisão. De segunda a sexta, Valtão aparecia cozinhando na VTV, que abrange o litoral paulista e a região metropolitana de Campinas, e na TV Sorocaba. Ambas as emissoras são afiliadas do SBT.

Para atender à grade puxada, ele montou um estúdio de três ambientes colado à fábrica de carnes da família, em Jundiaí, sua cidade natal.

Valter Oliveira, Valtão - Keiny Andrade/UOL - Keiny Andrade/UOL
Estúdio em Jundiaí: três ambientes para gravações
Imagem: Keiny Andrade/UOL

O período no canal aberto aproximou o churrasqueiro da audiência, formada inclusive por crianças. "Na "TV Churrasco Kids", veiculada às terças, a ideia era incentivar pais e avós a passarem o que sabem de cozinha para os filhos e netos".

À época, os pequenos cozinheiros não perdiam a oportunidade de pedir uma foto quando encontravam Valtão, que tem cinco netos para chamar de seus.

Na internet, o contato com os inscritos é ainda mais próximo. Inevitavelmente, junto de seguidores com relatos bonitos, como o espectador que montou um negócio com as receitas do canal e a pessoa que curou um estado de tristeza cozinhando, aparecem haters com críticas.

Segundo o apresentador, a publicação de um mero acompanhamento às vezes é motivo de cancelamento por parte dos loucos por carne.

José Almiro, do Churrasqueadas, com Valter, do TV Churrasco: encontro de youtubers - Divulgação - Divulgação
José Almiro, do Churrasqueadas, com Valter, do TV Churrasco: encontro de youtubers
Imagem: Divulgação

Ao longo dos anos, Valtão compartilhou a churrasqueira com outros cozinheiros. José Almiro, do canal Churrasqueadas, foi um deles. Os dois se conheceram num festival em 2018.

"Ele é um excelente empreendedor, um senhor pai de família e um açougueiro de mão cheia. Na "TV Churrasco", faz um trabalho bonito influenciando famílias", diz José.

Colecionador de histórias

Valter Oliveira (Valtão) - TV Churrasco - Keiny Andrade/UOL - Keiny Andrade/UOL
História de vida ligada ao churrasco: observador e colecionador
Imagem: Keiny Andrade/UOL

Para se alimentar de ideias, Valtão assiste a filmes de gastronomia, viaja para destinos conhecidos pela culinária e investe em publicações da área.

"Tenho mais de 150 livros e revistas de 23 países. Estudo e adapto conforme o gosto do brasileiro".

Outra coleção impressionante é a de churrasqueiras. São mais de trinta modelos, entre eles chapa de fogão e churrasqueira de ferro fundido tipo Gengis Khan, que tem formato similar aos capacetes usados por soldados do Império Mongol. No futuro, as peças devem ser reunidas para formar um acervo.

Cada equipamento teve uma importância em determinada época. História não se joga fora."

Observador do churrasco

Valter Oliveira, Valtão - Keiny Andrade/UOL - Keiny Andrade/UOL
Receitas além do básico com pegada popular dão o tom do canal
Imagem: Keiny Andrade/UOL

Prova viva da evolução do setor no Brasil, o profissional relembra que em 1989, quando entrou na área, churrasco significava espetinho ou pão com bife.

Nossos pais não tinham o costume e nem espaço em suas casas para fazer churrasco, era mais comum prepararem grelhados em chapas utilizando o fogão."

Isso, é claro, sem levar em consideração o Sul do país, onde o fogo de chão faz parte da tradição gaúcha, que deu origem ao sistema de rodízio e à popularização do conceito por todo o Brasil.

"Sou da geração do Marcos Bassi e do István Wessel. De certa forma, desbravamos o churrasco. As coisas eram mais difíceis na nossa época."

Enquanto os dois pioneiros citados se dedicaram às carnes premium, Valtão apostou no acessível espetinho.

Antes de youtuber, empresário

Valter Oliveira, Valtão - Keiny Andrade/UOL - Keiny Andrade/UOL
Valter Oliveira, o Valtão
Imagem: Keiny Andrade/UOL

O primeiro contato profissional com a brasa aconteceu aos 20 e poucos anos, quando começou a prestar consultoria de marketing como publicitário para um grande frigorífico.

Com sucesso na função, foi convidado pelos donos do negócio de carnes a montar uma nova empresa. Passou, então, a desempenhar o papel de sócio gestor na primeira marca focada em franquias de churrasco da América Latina.

Dois anos mais tarde, em 1990, especializou-se no modelo de negócios na FGV. "Na época, o sistema de franquias estava engatinhando no Brasil". No mesmo ano, inaugurou com os sócios o primeiro restaurante fast-food de churrasco em shopping do Brasil. "Foi um sucesso. Abrimos 32 lojas em 36 meses".

Acompanhamentos também aparecem no programa - Keiny Andrade/Uol - Keiny Andrade/Uol
Acompanhamentos também aparecem no programa
Imagem: Keiny Andrade/Uol
Valtão se especializou em receitas ágeis e populares - Keiny Andrade/Uol - Keiny Andrade/Uol
Valtão se especializou em receitas ágeis e populares
Imagem: Keiny Andrade/Uol

Em 1992, Valtão e a esposa, Sueli Oliveira, saíram da sociedade para criar um frigorífico especializado em espetos. Chamado de Spetomix, o negócio foi responsável por ampliar as opções oferecidas no mercado até então. Além das carnes mais óbvias, como frango e linguiça, Valtão colocou nos palitinhos kafta e coração de galinha.

A produção própria dos espetos, que segue a todo vapor, ajuda no outro braço da empresa, dedicado às festas. Com capacidade para atender até 20.000 pessoas de uma só vez, o serviço de eventos é tocado pelos seus três filhos.

Seja na faceta de comunicador, na de empreendedor ou na posição de entrevistado, Valtão revela nas entrelinhas a paixão pelo churrasco. Isso inclui não só a carne em si, mas o momento de partilha, de estar junto.

Até ao responder a sua comida predileta aproveitou para colocar os convidados na mesa:

Meu prato preferido é um gostoso arroz com feijão com um delicioso grelhado, acompanhado de minha família".