PUBLICIDADE
Topo

Terrários são ideais para quem quer dar mais vida aos ambientes

Terrários podem ser encontrados em diversas formas no mercado e adicionam cor e uma forma mais prática para o cuidado das plantas em casa - Getty Images
Terrários podem ser encontrados em diversas formas no mercado e adicionam cor e uma forma mais prática para o cuidado das plantas em casa
Imagem: Getty Images

Silvia Montico

Colaboração para Nossa

10/07/2021 04h00

É impossível se deparar com um terrário e não perder os olhos por ali por longos minutos, observando os incríveis detalhes dessas composições de plantas no vidro.

Encontradas no mercado em vidros fechados ou abertos, as peças são uma verdadeira explosão de vida e ficam lindas na decoração de ambientes.

Para Luis Figueiredo, especialista na criação de terrários, é comum que haja certa confusão no entendimento da definição desses miniecossistemas autossustentáveis.

Os terrários são locais onde as plantas realizam a fotossíntese dentro de um vidro fechado. Mas também são encontrados outro tipo de arranjo, feito em recipientes abertos, que costumam ser denominados como minijardins ou até como terrários abertos", explica.

Com a namorada Gabriela Teotônio, que também é apaixonada por plantas, Luis se especializou na produção de terrários e minijardins e, juntos, criaram o perfil Fleurir (@fleurir.terrarios), onde dão dicas para quem quer criar seus próprios minicultivos.

Plantas ideais

Terrário da Fleurir - Divulgação/Fleurir - Divulgação/Fleurir
Terrário da Fleurir
Imagem: Divulgação/Fleurir
Mini-jardim da Fleurir - Divulgação/Fleurir - Divulgação/Fleurir
Mini-jardim da Fleurir
Imagem: Divulgação/Fleurir

Segundo eles, nos terrários de vidro totalmente fechado são utilizadas plantas de ambientes úmidos, parecidos com o de uma floresta tropical. "Para estes, utilizamos principalmente musgos, fitônias e marantas, porém existe uma grande variedade de opções", destaca Gabriela.

Já os cactos e suculentas só devem ser cultivados nos minijardins ou terrários abertos. "Como são em sua maioria plantas de ambientes desérticos, essas espécies se desenvolvem melhor em ecossistemas secos e, por isso, não sobrevivem bem nos terrários fechados", completa.

Para quem quer se arriscar a fazer o seu próprio terrário em casa, Luis chama atenção para alguns cuidados básicos. "É muito importante entender que todas as plantas escolhidas precisam apresentar as mesmas necessidades quanto a condição de luz e rega", descata.

Sendo o primeiro terrário, vale a pena escolher um vidro de fácil manipulação do seu interior, aqueles de boca mais larga".

Terrario aberto com arranjo pendurado - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Terrario aberto com arranjo pendurado
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Para compor o arranjo, o casal ainda lista que será necessário providenciar pedras pequenas para a camada de drenagem, substrato, plantas escolhidas de acordo com o tipo do terrário, areia e pedras maiores para a finalização e acabamento.

"Não podemos deixar de dar as duas dicas mais importantes: muita criatividade e experimentação!", frisa Luis.

Melhores locais para colocar os terrários

Terrário da Fleurir - Divulgação/Fleurir - Divulgação/Fleurir
Terrário da Fleurir
Imagem: Divulgação/Fleurir

Para que os arranjos em vidros permaneçam sempre saudáveis, a regra é basicamente a mesma de outras plantas usadas no interior das casas: muita claridade.

"Os terrários fechados precisam de bastante claridade, porém nunca podem ficar expostos ao sol. Um ambiente perfeito para eles seria próximo a janela onde não existe a incidência de sol de forma direta. Já os minijardins de cactos e suculentas, geralmente precisam de sol diariamente para um bom desenvolvimento", comenta Gabriela.

Para compor a decoração, o casal frisa que terrários são perfeitos para encher os ambientes de vida. "Por serem feitos de plantas naturais, são ótimas opções para aqueles que querem dar mais vida e cor a um ambiente", ressalta Luis.

É muito legal para quem gosta muito de plantas e já vive nesse universo, como também para quem está iniciando nesse mundo verde, pois são de fácil cultivo".

Terrário decorando mesa de centro em sala de estar - Getty Images - Getty Images
Terrário decorando mesa de centro em sala de estar
Imagem: Getty Images

Os terrários ficam lindos na sala de casa, estantes e mesas de centro e também no quarto. "Mas vale lembrar: devido a necessidade das plantas de realizarem a fotossíntese, não é possível deixá-los em ambientes escuros", completa.

Cuidados diários

Manutenção dos terrários depende do modelo escolhido para cultivar as plantas - Getty Images - Getty Images
Manutenção dos terrários depende do modelo escolhido para cultivar as plantas
Imagem: Getty Images

Os terrários parecem ser a escolha perfeita para quem ama plantas, mas não tem muito tempo livre para se dedicar aos cuidados das verdinhas.

"Os modelos fechados podem ficar meses sem rega por se tratarem de ecossistemas autossustentáveis. Já os minijardins ou terrários abertos precisam de uma rega mais frequente, a cada 15 a 20 dias. Em ambos os tipos os cuidados são bem simples", explica Gabriela.

Gabriela, da Fleurir - Divulgação/Fleurir - Divulgação/Fleurir
Gabriela, da Fleurir
Imagem: Divulgação/Fleurir
Luis, da Fleurir - Divulgação/Fleurir - Divulgação/Fleurir
Luis, da Fleurir
Imagem: Divulgação/Fleurir

Para quem curtiu a ideia, mas prefere comprar um terrário pronto para não correr o risco de errar, os preços variam principalmente de acordo com o tamanho e a qualidade do vidro ou do recipiente.

"Outra importante variável na precificação é o nível de dificuldade de produção de determinados terrários", explica Luis, comentando que os arranjos podem variar de R$ 30 a R$ 700.