PUBLICIDADE
Topo

Bichos

Tudo o que você precisa saber para cuidar do seu pet

Deu medo? Turistas se deparam com onça descansando em passarela no MS

Turistas avistam onça que usou passarela em trilha no Pantanal para descansar - Reprodução/ Edir Alves/ Fazenda San Francisco Pantanal
Turistas avistam onça que usou passarela em trilha no Pantanal para descansar Imagem: Reprodução/ Edir Alves/ Fazenda San Francisco Pantanal

Caio Santana

De Nossa, em São Paulo

17/06/2021 22h09Atualizada em 18/06/2021 15h45

Uma onça-pintada descansava em uma passarela que liga trilhas da Fazenda San Francisco, no pantanal de Mato Grosso do Sul, quando recebeu a "visita" ilustre de um grupo de turistas que passava pelo local.

O encontro, que vem se tornando frequente na fazenda que promove turismo ecológico, evidencia o local como refúgio em meio ao verde para os animais da região, após uma temporada de queimadas devastadoras para a fauna e flora do Pantanal em 2020, que não atingiu o local.

"As onças são animais soltos da natureza. Tem semanas que avistamos bastante, mas a gente não tem como garantir o avistamento", assume Roberta Coelho, filha dos proprietários da fazenda agroecológica, em entrevista a Nossa.

Com registro de um dos guias fotógrafos da propriedade, o perfil da fazenda ecológica fez uma publicação do encontro em seu perfil do Instagram.

Eles disseram que o evento aconteceu durante um passeio de trilha de uma vazante no domingo (13).

"O grupo estava sendo conduzido pela guia pantaneira Eliane. Neste caso ela entrou na trilha, foi até o final e na volta restando 70 metros para finalizar a trilha eis que a onça surge bem na frente deles", escreveram os administradores da conta na legenda do post.

Busca de alimentos

O período entre abril e junho é o melhor para avistar espécies na região da fazenda, já que o Pantanal vive seu período de vazante, em que o nível das águas desce e os animais começam a circular mais, como explicou Roberta a Nossa.

A fazenda fica nas proximidades do Rio Miranda, afluente do Rio Paraguai. Na cheia, as águas vão para as partes mais baixas da reserva da fazenda, retornando na vazante e formando poços no período de seca (de julho a setembro) onde ficam peixes.

"Os peixes ficam presos nessas poças das vazantes, [tornando-se] alimento de jacarés e de aves, que se tornam alimentos das onças", disse Roberta, acrescentando que as onças também costumam se alimentar de capivaras, jacarés e cervo-do-pantanal.

A trilha da onça

Com cerca de 14 onças adultas residentes nas áreas próximas da reserva da fazenda, a que foi avistada na trilha é um macho novo que vem sendo visto desde o ano passado.

Ao todo, o caminho possui cerca de 900 metros e recebe visitas frequentes de outra onça, chamada Mariposa, que mora nas imediações do local.

Tal trilha tem uma passarela que facilita o trânsito da onça entre a mata e a estrada, podendo ir para outras reservas caçar ou até mesmo procurar alimento nas lavouras de arroz da propriedade, que também cria gado.

onça pantanal - Reprodução/ Instagram/ Allan Gleydson - Reprodução/ Instagram/ Allan Gleydson
Guia pantaneiro registrou momento que onça decide se levantar e ir para a mata
Imagem: Reprodução/ Instagram/ Allan Gleydson

Além dos passeios por essas trilhas, a fazenda possui uma pousada. Um dos principais objetivos de visitações na localidade é justamente realizar o desejo das pessoas de avistarem onças tão de perto.

Por isso, assim que ela foi avistada na passarela, a guia pantaneira Eliane Rocha, que carrega um rádio consigo, avisou outros guias para que demais grupos pudessem vê-la.

Tranquilidade

Mas apesar da ansiedade dos visitantes, alguns turistas ficaram um pouco apreensivos pelo encontro com o felino, segundo a publicação no Instagram.

A apreensão logo sumiu, quando a onça subiu a trilha, se deitou e permaneceu tranquila, deixando todos se sentindo mais seguros.

Após um certo período deitada, o animal se levantou e partiu mata adentro.

Mesmo com a onça sendo a principal atração, Roberta faz questão de exaltar o restante da fauna do bioma.

"O Pantanal tem outros animais magníficos como o tamanduá-bandeira, logo-guará, ariranha, lobinhos, anta, corujas e cervo-do-pantanal. Muitas dessas espécies estão ameaçadas de extinção. É logico que a onça é a atração principal, mas aqui também é um refúgio [para outras espécies]", destaca ela.