PUBLICIDADE
Topo

Clima praiano e estilo industrial se aliam neste apartamento térreo

Meu apê - Joana - @luizaschreier.archphoto
Meu apê - Joana Imagem: @luizaschreier.archphoto

Carol Scolforo

Colaboração para Nossa

17/06/2021 04h00

Quando dois estilos ou mais se misturam, o resultado é personalidade. Veja esse apartamento no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro: após uma reforma criou-se intensa conexão entre o clima praiano e o industrial, que aparentemente não teriam nada a ver. De forma leve, elementos de cada um ganharam sintonia. Assim, a moradora Joana Fortes, de 35 anos, viu o lugar refletir a personalidade da família, composta também por seu marido e pelo filho de 5 anos.

Não é fácil, claro, unir identidades diferentes. Para a missão, o escritório Co+Lab Juntos (@colab_juntos_) entrou em cena partindo de elementos já existentes no lugar, como vigas descascadas e esquadrias, que remetiam ao industrial. Itens dos moradores foram aproveitados, com a mesa de jantar, as camas e o sofá, que recebeu novo estofado.

Vista da sala de jantar e área externa do apê de Joana - @luizaschreier.archphoto - @luizaschreier.archphoto
Vista da sala de jantar e área externa do apê de Joana
Imagem: @luizaschreier.archphoto

A área externa, que mede generosos 74 m², se tornou um verdadeiro jardim urbano, agora iluminada e cheia de plantas. Com o mobiliário certo, surgiram um espaço zen, uma área para conviver, relaxar e comer ao redor da piscina. Agora a família tem motivos para passar horas ali.

No quarto do casal, a parede revestida em tijolinhos se aliou a quadros e novos elementos no décor - afinal, a ideia das arquitetas Juliana Gonçalves e Fernanda Matoso era fazer os moradores se apaixonarem pelo apartamento de novo. A essência de praia se revela em peças e cores, o interesse pelo estilo industrial desponta e o clima gostoso de casa surgiu dessa combinação improvável, mas irresistível.

Boas ideias do apê de Joana

Joana Fortes na área externa do apartamento - @luizaschreier.archphoto - @luizaschreier.archphoto
Joana Fortes na área externa do apartamento
Imagem: @luizaschreier.archphoto
  • Partido econômico. As vigas descascadas com concreto bruto e as esquadrias da cozinha para a sala eram pontos que as arquitetas encontraram no imóvel - assim, tiraram partido desses elementos para fazer novas intervenções no espaço, sem que destoassem do todo.
  • Espaços a mais. Como a cliente precisava de espaço - quem não precisa? - a estante feita em serralheria, pintada de preto, com nichos e prateleiras em madeira freijó foi uma bela solução. Ela é suspensa, com prateleiras em diferentes alturas para dar fluidez e movimento ao móvel.
  • Tijolinhos. Aproveitando o clima urbano e industrial sem peso, a antiga parede branca do quarto foi revestida por tijolinhos irregulares, em tom natural.
  • Aproveitando espaço. No quarto, em vez de mesa de cabeceira, uma nova cômoda serve de apoio para objetos e acrescenta espaço para guardar mais itens.
  • Clima de casa. Na área externa, piscina e deck já existiam. Ali, o pulo do gato foi encher o ambiente de plantas na parede e em pontos estratégicos.