PUBLICIDADE
Topo

9 dicas para cuidar das suas milhas e fazê-las aumentar durante a pandemia

Não sabe o que fazer com as milhas acumuladas na pandemia? Veja dicas - Getty Images/iStockphoto
Não sabe o que fazer com as milhas acumuladas na pandemia? Veja dicas
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Marcel Vincenti

Colaboração com Nossa

26/04/2021 04h00

A pandemia cancelou viagens no mundo inteiro, deixando muita gente com uma incômoda pergunta na cabeça: o que fazer com milhas acumuladas neste momento em que pegar avião ou sair de férias não é algo atrativo para boa parte das pessoas?

A notícia positiva é que, neste período em que viajar não é prioridade, há diversas maneiras para cuidar das milhas e aproveitar as vantagens dos programas de fidelidade das companhias aéreas (através dos quais é possível utilizar estas milhas para, por exemplo, adquirir uma infinidade de produtos para equipar a casa na quarentena, como eletrônicos, móveis e itens para a cozinha).

Para conhecer estes macetes, Nossa entrevistou o especialista Rodrigo Góes, que há nove anos estuda o mercado de milhas, é autor do livro "O Mapa Para Acumular 1 Milhão de Milhas" e encabeça o projeto Fábrica de Milhas (que ensina como acumular e utilizar milhas de maneira eficiente).

Use o cartão de crédito

Tenha um cartão de crédito cadastrado em um programa de acúmulo de pontos que possam ser convertidos em milhas em programas de fidelidade. Utilize este cartão de crédito para realizar compras do dia a dia, gerando o acúmulo de pontos a partir de gastos que já estavam no seu orçamento.

Não é preciso comprar produtos ou contratar serviços extras para poder juntar milhas: as oportunidades de acúmulo aparecem nas despesas rotineiras.

Continue de olho nas suas milha e deixar vencer jamais! - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Continue de olho nas suas milha e deixar vencer jamais!
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Foco na validade das milhas

Milhas têm prazo de validade — e é preciso ficar muito atento a isso.

Deixar que as milhas expirem é o mesmo que jogar dinheiro fora", diz Rodrigo.

Por isso, monitore os pontos acumulados com as compras do cartão de crédito e as milhas acumuladas em programas de fidelidade. Caso os pontos, por exemplo, estejam perto do vencimento no programa do banco, você pode transferi-los para um programa de fidelidade de sua preferência e que ofereça a possibilidade de renová-los.

Foco nos bônus

Ao passar seus pontos obtidos com o cartão de crédito para um programa de fidelidade, faça questão de ganhar bônus nesta transferência.

"Os programas de fidelidade querem os pontos do seu cartão de crédito e, por isso, frequentemente realizam promoções que dão bônus de 80%, 100% e até 120% na transferência. Logo, você pode mais do que dobrar os pontos que tinha. Esta é a dica de ouro para aumentar o seu acúmulo sem esforço", aconselha Rodrigo.

Mesmo na pandemia, é possível vender suas milhas - iStock - iStock
Mesmo na pandemia, é possível vender suas milhas
Imagem: iStock

É possível vender milhas

Você pode vender suas milhas acumuladas em programas de fidelidade de companhias aéreas (através de plataformas como MaxMilhas e HotMilhas) e, assim, fazer um dinheiro extra neste período de pandemia. E, também, dá para usar o dinheiro desta venda para ter vantagens na hora de comprar uma passagem aérea.

"Ao pesquisar o preço de uma passagem aérea em milhas para a sua viagem pós-pandemia, cote também quanto aquela quantidade de milhas valeria caso você fosse vendê-las", aconselha Rodrigo.

Muitas vezes, você consegue vender aquelas milhas, pagar a passagem em dinheiro e ficar com um troco", diz Rodrigo.

Atenção no preço das milhas

A cotação de suas milhas acumuladas costuma variar de acordo com a oferta e a demanda do mercado. Se não estiver com pressa para vendê-las, pesquise para saber quais são os melhores do ano para conseguir um preço alto pelas milhas.

Além disso, é importante saber que o prazo para o recebimento do dinheiro da venda pode aumentar seu ganho. Se puder esperar um tempo mais longo para receber o dinheiro, o valor pode vir maior.

Olho nos cartões co-branded

São cartões feitos em parceria entre as companhias aéreas e bandeiras de cartões de crédito — e que proporcionam acúmulos de mais pontos ao serem usados na aquisição de produtos e serviços em empreendimentos parceiros. Na pandemia, donos de cartões co-branded têm tido benefícios, como anuidade zero.

Vale a pena saber qual programa de fidelidade está mais de acordo com seus planos futuros - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Vale a pena saber qual programa de fidelidade está mais de acordo com seus planos futuros
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Clubes de fidelidade

Companhias aéreas têm os chamados clubes de fidelidade. É possível se filiar a algum deles, pagar uma mensalidade e, assim, ter direito a uma dinâmica de acúmulo de milhas mais rápida. É preciso, porém, fazer a conta para saber se as vantagens que você busca com o clube de fidelidade valem o dinheiro investido na mensalidade.

Programa de fidelidade mais indicado

Rodrigo recomenda que o viajante se cadastre nos três principais programas de fidelidade de companhias aéreas brasileiras: o Smiles (da Gol), o TudoAzul (da Azul) e o Latam Pass (da Latam).

São programas gratuitos e, como nunca se sabe quando vai aparecer uma oportunidade, vale a pena já estar cadastrado".

Qual deles é o melhor para concentrar as milhas?

"Aí depende. É preciso saber quais são seus objetivos com as milhas que está juntando", explica o especialista.

"Por exemplo, se você viaja bastante pelo Brasil, a Azul possui uma grande malha nacional e voa para muitas cidades do interior. Por isso, pode ser interessante concentrar suas milhas ali e ficar de olho nas promoções. Agora, se você está focado em vender as milhas, as que pertencem ao Latam Pass possuem a melhor cotação do mercado".

Para Rodrigo, a dica é se cadastrar nestes três programas gratuitos e concentrar os pontos naquele com os serviços mais adequados para você.