PUBLICIDADE
Topo

Flores desidratadas são tendência do momento na decoração; veja como fazer

Arranjos com flores desidratadas têm maior durabilidade e ajudam a criar clima mais boho e vintage - Getty Images/iStockphoto
Arranjos com flores desidratadas têm maior durabilidade e ajudam a criar clima mais boho e vintage
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Gustavo Frank

De Nossa

11/04/2021 04h00

O capim dos pampas não está sozinho. Compondo as decorações com uma pegada mais boho, junto aos tons terrosos, essa tendência de decoração vem acompanhada das flores desidratadas. Juntos, eles compõem desde buquês mais duradouros para vasos e criam enfeites que podem ser pendurados nas paredes de casas.

Marina Pierobon é uma das pessoas por trás da criação dessas obras de arte, consideradas por muito como os itens do momento na hora de dar vida à decoração. O ateliê @la_da_nana, nasceu há 33 anos, pelo menos teoricamente, depois que seu irmão mais novo nasceu e a chavamava por "Naná".

"Minha família mora em Holambra e, sempre que podia, eu fazia alguns cursos sobre flores, plantas, design floral, cursos livres de botânica", conta para Nossa. "Acabava que minhas 'criações' eram distribuídas entre amigos e familiares. Com isso, quando alguém perguntava de onde era tal arranjo, as pessoas falavam: 'ah é lá da Naná sabe?'. E aí veio o nome...Lá da Naná".

Durante essa caminhada, Marina notou o desperdício muito grande de flores. Elas duram, em média, uma semana e depois são descartadas. Isso gerava nela um grande incomodo e insatisfação, que deu início a pesquisas a respeito do assunto e testes sobre como secá-las a fim de reduzir o descarte.

"Esses testes ainda acontecem", conta. "Muita coisa dá certo e muita coisa dá errado, mas a única forma de saber é tentando. E seguimos tentando. Com isso comecei a produzir arranjos com flores secas, que consigo despachar pelos correios e entregar no Brasil todo".

Marina Pierobon, conhecida também por Naná, durante o processo de criação das flores desidratadas - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Marina Pierobon, conhecida também por Naná, durante o processo de criação das flores desidratadas
Imagem: Arquivo Pessoal

A iniciativa deu tão certo que a artista, ciente da falta de cursos que abordam a prática, dará início as suas próprias aulas no próximo mês para democratizar o acesso a esse trabalho, assim como a compra. Os itens vendidos por ela têm o preço a partir de R$ 19.

"Dei um passo importante, que foi a criação de um curso on-line contanto todas as técnicas, o que deu certo e o que deu errado, quais projetos podem criados e o passo a passo".

Sempre acreditei no poder das flores e, ao mesmo tempo, notava que as flores circulavam em ambientes restritos — muitas vezes pelo valor caro. Minha ideia sempre foi ter produtos acessíveis, que qualquer um pode ter".

A artista busca democratizar o acesso e a produção dos itens de decoração - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
A artista busca democratizar o acesso e a produção dos itens de decoração
Imagem: Arquivo Pessoal

Como criar meu arranjo?

Buquê com flores desidratadas pendurado na parede - Reprodução/Instagram/@la_da_nana - Reprodução/Instagram/@la_da_nana
Buquê com flores desidratadas pendurado na parede
Imagem: Reprodução/Instagram/@la_da_nana

Para secar as flores, é preciso ter uma noção básica de qual espécie estará sendo trata. O clima da cidade que será seca e estação do ano são alguns dos pontos a serem levados em conta,

"Uma forma de começar é experimentando: pendurando flores/folhagens num varal, em um lugar ventilado e sem luz direta do sol e ir acompanhando dia após dia", aconselha.

Agora, se a sua pergunta é se é possível fazer isso com qualquer flor: "Nem toda flor seca com uma aparência bonita, por isso vale reforçar a importância dos testes".

Quais são os cuidados necessários?

Flores desidratadas amarradas em galho para a decoração - Reprodução/Instagram/@@la_da_nana - Reprodução/Instagram/@@la_da_nana
Flores desidratadas amarradas em galho para a decoração
Imagem: Reprodução/Instagram/@@la_da_nana

As flores apesar de estarem secas ainda sofrem ação do tempo e natureza, ou seja elas não duram por toda a vida. Por isso, alguns cuidados rotineiros podem ajudar em sua durabilidade.

"A dica é evitar ambientes úmidos e luz do sol direto. Isso é crucial", comenta Marina. "É legal acompanhar essa mudança, pela qual elas passam ao longo do tempo. Assim como nós mudamos, as flores e plantas também passam por esse processo".

Como usar as flores desidratadas na decoração de casa?

Ambiente decorado com flores desidratadas em vaso - Getty Images - Getty Images
Ambiente decorado com flores desidratadas em vaso
Imagem: Getty Images

Assim como foi dito no começo da matéria, é possível combiná-las com o capim dos pampas. Vasos e arranjos na parede também são opções.

"É possível aplicá-las elas em diferentes situações: topos de bolo, buquês, vasos, pentes de cabelo, tiaras, lembrancinhas, peneiram, entre outras inúmeras. São diversas as opções", opina Naná.

Ter flores em casa trazem cor e vida, é nítida a diferença. Nos últimos anos, as casas viraram apartamentos e nem sempre é possível ter um espaço com flores frescas e uma horta".

Flores desidratadas com cesto para a decoração na parede - Reprodução/Instagram/@la_da_nana - Reprodução/Instagram/@la_da_nana
Flores desidratadas com cesto para a parede
Imagem: Reprodução/Instagram/@la_da_nana
Flor desidratada com enfeite de parede - Reprodução/Instagram/@la_da_nana - Reprodução/Instagram/@la_da_nana
Flor desidratada com enfeite de parede
Imagem: Reprodução/Instagram/@la_da_nana

Esta busca desses itens de decoração, como conta a artista, é feita algumas vezes por pessoas que já "cansaram de matar as plantas vivas". Os pais de plantas de primeira viagem poderão se reconhecer aqui.

"Uma coisa não anula a outra, mas acho que a praticidade seja um ponto importante nessa alta procura dos últimos tempos", diz.