PUBLICIDADE
Topo

Com folhagem hipnotizante, lambari também embeleza interiores

Tradescantia Zebrina, mais conhecida como Lambari - Getty Images/iStockphoto
Tradescantia Zebrina, mais conhecida como Lambari
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Silvia Montico

Colaboração para Nossa

10/04/2021 04h00

A Lambari (Tradescantia zebrina) é uma planta quem vem se popularizando e ganhando muitos adeptos. Comumente encontrada em projetos paisagísticos, a planta agora também pode ser vista na decoração interior de casas e apartamentos, esbanjando charme com suas folhas que caem em efeito cascata.

Para Sabrina Jeha, herborista que compartilha conteúdo sobre plantas nos perfis do Instagram @umahortabrotou e @sabordafazenda, o sucesso da Lambari se deve à beleza de suas folhas.

A Lambari ou Trapoeiraba roxa possui uma folhagem muito ornamental com tons mágicos entre verde e roxo e duas faixas prateadas. Algo belíssimo, quase hipnotizante, que faz com que as pessoas se apaixonem à primeira vista", diz.

Tradescantia Zebrina - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Tradescantia Zebrina
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Além disso, Sabrina afirma que a planta é bastante rústica, fácil de cultivar e generosa, pois além de crescer rapidamente, se reproduz facilmente por galhos e suporta uma boa gama de iluminação: desde sombra até sol pleno.

Como cuidar da Lambari em casa

Apesar de ser uma planta rústica que não exige muitos cuidados em ambientes externos, a Lambari precisa de uma atenção especial quando plantada em vasos dentro de casa. "A escolha do recipiente onde ela será plantada é importante, pois é uma planta espaçosa, que precisa se espalhar. Por isso o vaso escolhido deve ter a boca larga. Suas raízes são superficiais, então o vaso não precisa ser profundo. Um do tipo bacia é o ideal", explica Sabrina.

A drenagem deve ser bem-feita e para isso é necessário se certificar que o vaso tem furos no fundo. "Também é preciso colocar pedras no fundo e cobri-las com areia ou manta de drenagem. Depois é só plantar a Lambari numa terra fértil", comenta. "O substrato deve ser misturado com algum tipo de adubo, orgânico como húmus de minhoca ou bokashi e areia", diz.

Tradescantia Zebrina - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Tradescantia Zebrina
Imagem: Getty Images/iStockphoto

"Para a Lambari ficar deslumbrante, devemos colocá-la num local com ótima iluminação e que bata de preferência umas duas horas de sol por dia. Depois é só cuidar da rega, evitando o estresse hídrico. Não encharque, nem deixe a terra esturricar: quando o solo estiver quase seco, regue", explica Sabrina.

As podas de limpeza também são indicadas. "Assim que ela começar a crescer demais, é preciso cortar as pontas. Isso fará com que a planta se fortaleça e nos presenteie com lindos novos brotos", pontua a herborista.

Mas onde colocar a planta?

Lambari é versátil e pode ser usada em qualquer cômodo - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Lambari é versátil e pode ser usada em qualquer cômodo
Imagem: Getty Images/iStockphoto

"Na sala, quarto, corredor, cozinha, porta de entrada...ela se adapta bem aos ambientes internos desde que tenham uma boa iluminação natural", afirma.

Apesar de não ser totalmente tóxica, a Lambari não deve ser ingerida por animais ou crianças, pois crua é rica em oxalato de cálcio.

"Como não é uma planta apetitosa, por ser fibrosa, não é um grande problema para as crianças (mas é sempre bom bater esse papo com os pequenos). Agora se os pets da casa são verdadeiros devoradores enlouquecidos de plantas, é melhor evitar. Aqui em casa tenho cachorro, gato, criança e um açude de lambaris e está tudo certo, ninguém se aventura a comê-la crua", conta Sabrina.

Curiosidade sobre a Lambari

Segundo a herborista, no México, país de onde a Lambari é originária, a planta é usada para fazer um delicioso refresco. "É chamado Água de Matali e feito com a infusão das folhas da Lambari, limão, açúcar ou mel e muito gelo. É uma limonada rosa e maravilhosa", finaliza.