PUBLICIDADE
Topo

Kokedamas: quais plantas usar e como decorar com as bolas de musgo

Kokedama é uma técnica japonesa para cultivo de plantas em bolas de musgo - Getty Images/iStockphoto
Kokedama é uma técnica japonesa para cultivo de plantas em bolas de musgo
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Silvia Montico

Colaboração para Nossa

27/03/2021 04h00

Se você é um amante das plantas, com certeza já se deparou por aí com os kokedamas, como são chamados os arranjos feitos a partir de uma bola de musgo. Essa arte oriental originária do Japão, que é também totalmente sustentável e viva, é uma forma muito interessante de cultivar diversos tipos de plantas.

Segundo a empresária Ana Paula Ramos Meduqui, que trabalha com a comercialização de kokedamas, toda espécie que gosta de solo úmido pode ser cultivada nesse tipo de arranjo.

A diversidade de espécies que podem ser plantadas no kokedama é enorme, basta a variedade amar solo úmido", diz.

Ana Paula e um de seus kokedamas - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Ana Paula e um de seus kokedamas
Imagem: Arquivo pessoal

Na dúvida de qual planta escolher para os arranjos, vá de Lírio da paz, Samambaias, Flor de Maio, Bromélias, Jade, Planta Aranha, Begônias, suculentas em geral ou Orquídeas.

"Os kokedamas são bem fáceis de manter e precisam apenas serem mergulhados na água de acordo com a necessidade de cada planta", explica Ana Paula, completando que os arranjos são indicados tanto para os mais experientes no cuidado com as verdinhas quanto para aqueles que ainda estão se aprimorando no assunto e acabam deixando uma planta morrer vez ou outra.

Kokedama de Ana Paula - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Kokedama de Ana Paula
Imagem: Arquivo pessoal
Kokedama de Ana Paula - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Kokedama de Ana Paula
Imagem: Arquivo pessoal

Na hora de decorar a casa, Ana Paula aconselha que os arranjos sejam colocados de forma suspensa ou ainda em cima de suportes de cerâmica.

Desse jeito elas ficam lindas em cima daquele móvel ou prateleira que está precisando de um detalhe especial", diz.

Para ela, a versatilidade dos arranjos é justamente o seu ponto mais encantador. "O importante é não ficar engessado, pois o kokedama é uma arte criativa. Um bom truque para não errar na decoração é usá-los com um senso minimalista. Não tem como errar", completa.

Confeccionando os próprios kokedamas

No mercado, as kokedamas podem ser encontradas com preços variados — dependo do tamanho da peça e da planta que a acompanha —, começando a partir de R$ 50. "Mas vale lembrar que cada kokedama é uma arte artesanal, que carrega não só o valor do produto em si, mas também inclui a emoção, o amor e as digitais do artesão", comenta Ana Paula.

Thamires decora o ambiente com várias plantas em kokedamas - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Thamires decora o ambiente com várias plantas em kokedamas
Imagem: Arquivo pessoal

Mas há quem opte por fazer os próprios kokedamas, como a professora de Hatha Yoga e dona de casa Thamires da Silva Barros.

"Desde que meu companheiro me mostrou essa técnica eu fiquei encantada e fui logo atrás de saber como fazer. Fiz um curso e comecei a confeccionar meus próprios kokedamas em dezembro do ano passado", conta.

O amor de Thamires por essa forma de cultivo foi tanto que hoje ela tem uma verdadeira plantação em kokedamas em casa. "Tenho Espadinha de São Jorge, Espada de Santa Bárbara, Aspargos alfinete, Lírio da Paz, Peperômia, Kalanchoe, Fitônia, Jiboia, Trevo de quatro folhas e por aí vai", diz.

Para compor a decoração da casa, Thamires apostou no apelo estético desses arranjos e espalhou kokedamas por toda a parte.

Kokedama pode abrigar várias plantas e decorar todos os cômodos da casa - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Kokedama pode abrigar várias plantas e decorar todos os cômodos da casa
Imagem: Getty Images/iStockphoto

"Na cozinha tem em cima da geladeira uma Peperômia feliz, que não gosta de muito sol; na sala de vez em quando coloco o Lírio da Paz. As outras tenho deixado em uma prateleira na área externa por ter condições mais adequadas a elas. Aqui em casa coloco os arranjos sempre em cima de um pratinho", afirma.

Para cuidar dos kokedamas, Thamires dá a dica: "se for de musgo vivo, mantenho ele sempre úmido borrifando água diretamente no musgo e rego sempre quando o substrato está seco, além de deixar eles tomarem um sol fraquinho", diz, explicando que o cuidado varia dependendo do clima.

"Quando está muito quente, fico mais de olho porque eles secam mais rápido, então rego com mais frequência", conclui.