PUBLICIDADE
Topo

Gosta de paredes estampadas e cores fortes? Este apê é inspiração pura

Renata o e filho Guto: paixão pelas estampas, cores e padronagens - Bia Tabosa/Divulgação
Renata o e filho Guto: paixão pelas estampas, cores e padronagens
Imagem: Bia Tabosa/Divulgação

Carol Scolforo

Colaboração para Nossa

11/02/2021 04h00

Por muito tempo a administradora Renata Oki namorou o edifício onde mora hoje. A mãe de uma amiga morava nele e ela vivia encantada com a arquitetura dos anos 1970. Um dia, depois de procurar o imóvel perfeito em outros lugares, lembrou-se de perguntar a ela. Bingo: tinha sim uma unidade à venda. Negócio fechado direto com o proprietário, os generosos 225 m² eram seus e do marido (atual ex).

A reforma atualizou a planta e a tornou mais fluida, com projeto assinado pelo SuperLimão Studio. Mas isso foi há sete anos e a vida se revolucionou desde então. Hoje ela mora com o filho Guto e precisava respirar novos ares.

É uma fase de libertar gostos e assumir corajosamente as assimetrias da vida. No último ano ela quis contratar Ana Viana e Bárbara Ávila, do escritório de decoração Buji, para dar uma cara inédita a esse capítulo da história.

Nossa expertise é fazer transformações sem quebra-quebra para renovar a relação da pessoa com casa". Ana Viana, do escritório de decoração Buji".

Apaixonada por estampas e cores, Renata tem sua paleta própria. Sabe bem do que gosta e do que não gosta. "Tenho tendência a escolher tonalidades frias, roxos, verdes e azuis, contrastando com preto e branco. No processo de fazer o apartamento descobri isso. Foi curioso que vi isso nas roupas que uso", conta.

Transformação

Entrada do apartamento de Renata - Bia Tabosa/Divulgação - Bia Tabosa/Divulgação
Entrada do apartamento de Renata
Imagem: Bia Tabosa/Divulgação
Hall de entrada do apê - Bia Tabosa/Divulgação - Bia Tabosa/Divulgação
Hall de entrada do apê
Imagem: Bia Tabosa/Divulgação

Sua sala ganhou a mudança mais radical. Ao eliminar um dos três quartos, o projeto abriu espaço para um home office com biblioteca no living. "Faltava setorizar espaços e a Ana e a Bárbara fizeram isso", diz Renata.

A renovação privilegiou quadros, em vez dos muitos livros que se acumulavam ali, da vida anterior. "Isso tornou a sala bem leve. Descobrimos muitas coisas ao redecorar e percebemos que sou mais de imagens do que de livros. Elas tiraram muita coisa." Repare, aliás, na fotografia atrás da mesa de jantar: é do amigo César Fraga.

Assim também aconteceu com as plantas, que entraram para injetar ânimo. E na entrada os cestos lembram uma viagem à África que mudou seu jeito de ver o mundo. "Fiquei fascinada e os cestos vieram de lá, somados a outros comprados aqui no Brasil."

Quarto, uma selva

Quarto com papel de parede com imagens de plantas - Bia Tabosa/Divulgação - Bia Tabosa/Divulgação
Quarto com papel de parede com imagens de plantas
Imagem: Bia Tabosa/Divulgação

A África também inspira o quarto. "Queria algo selvagem, que não fosse sem-graça. Por isso escolhi esse papel de parede. Ao mesmo tempo buscava algo gráfico e as meninas do Buji indicaram uma manta personalizada que preencheu o quarto, feita por uma artesã que estava fechando sua loja".

Esse apartamento diz sobre minha liberdade, sobre estar mais segura do que gosto e da minha curadoria".

Detalhes da decoração do quarto - Bia Tabosa/Divulgação - Bia Tabosa/Divulgação
Detalhes da decoração do quarto
Imagem: Bia Tabosa/Divulgação

Longe de acumular, Renata sente a leveza e o equilíbrio, em meio às estampas que se misturam festivas. "O que tem mais valor para mim são os dois tapetes. O meu olhar está aqui. Amo me sentir livre e é o que esse lugar expressa".

Lições de personalidade do apê de Renata

Apartamento de 225 m² vibra com cores e conta histórias da morada a partir da sua decoração - Bia Tabosa/Divulgação - Bia Tabosa/Divulgação
Apartamento de 225 m² vibra com cores e conta histórias da morada a partir da sua decoração
Imagem: Bia Tabosa/Divulgação
  • Mistura de estampas. Sim, é difícil combinar padronagens. Ainda mais se forem de diferentes cores. Nesse caso, peça ajuda profissional ou pegue muitas referências antes de se arriscar. Mas vale: o resultado é personalidade pura.
  • Renata dá vez a obras de arte de amigos, a objetos feitos por artesãos. "Eu amo design do mundo todo, mas prefiro valorizar o trabalho de pequenos produtores, com a consciência de que estou ajudando essas pessoas a crescerem."
  • Objetos de viagem se espalham pelo apartamento, mas sem acumulação. A curadoria de peças é essencial para isso: coisas entram e outras saem, para dar leveza aos espaços.
  • A estante de cremalheira tornou a sala leve e descolada. As prateleiras podem mudar de posição quando Renata quiser - ela pode, inclusive, acrescentar mais unidades ou retirar.
  • Plantas. "A natureza dá outra vida à casa. A Ana e a Bárbara colocaram as plantas em lugares estratégicos aqui e isso mudou tudo."

@s que me inspiram

@justinablakeney

Este perfil é muito inspirador! Colorido, vivo e real. A parede de cestas africanas e brasileiras foi inspirada numa das fotos dela. As pinturas dela estão muito lindas também.

@mhstudios_

A MH e sua fundadora e diretora criativa são inspiração diária. Os produtos da MH são artesanais e chiquérrimos. Com a pandemia comecei a organizar as minhas fotos e isto traz muita felicidade!