PUBLICIDADE
Topo

Artista transforma sobras de couro em jogos de mesa e objetos de decoração

Material ganha novas funcionalidades e até cores para o uso no dia a dia nas mãos da artista Luiza Mallmann  - Arquivo Pessoal
Material ganha novas funcionalidades e até cores para o uso no dia a dia nas mãos da artista Luiza Mallmann Imagem: Arquivo Pessoal

Carol Scolforo

Colaboração para Nossa

09/02/2021 04h00

Lu Home

Lu Home

Quem é

Luiza Mallmann é diretora criativa à frente da Lu Home, que desenvolve objetos de decoração a partir do couro natural

A paixão pelo toque macio do couro está há 50 anos na família Mallmann. Mas o ar fresco que traz o material a peças de decoração mais refinadas surgiu há 10, quando a empresária Tita Mallmann passou a pensar no aconchego que esses objetos poderiam trazer aos ambientes.

Jogo da Velha Pink - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Jogo da Velha Pink
Imagem: Arquivo Pessoal

Logo ela apresentou o universo à filha Luiza e, dessa parceria, nasceu a LuHome. "Lado a lado procuramos diferentes ideias de design que mantenham a essência do feels like home que a marca tem", diz Luiza. Hoje ela é diretora criativa do grupo e está à frente da produção manual de artesãos no Rio Grande do Sul, onde a fábrica está localizada.

Formada em fotografia, Luiza estudou direção criativa, arte e design em Londres. "Sempre convivi com o lado criativo, mas baseada na realidade do que é possível produzir", conta.

Geralmente essas ideias vêm pela manhã, ao acordar, quando ela corre para desenhar tudo o que vem à mente. Os itens percorrem outros caminhos e podem levar até um ano para ficar prontos, de acordo com o grau de inovação.

O conceito de um produto fica mais forte com a união de ideias, com a criação de um moodboard com inspirações que podem vir de viagens, filmes, músicas ou sensações."

Entre as criações recentes, ganha destaque a linha Reimagine, que traz jogos de damas, dominó, moinho, jogo da velha e xadrez, feitos a partir da sobra de materiais da fábrica, em combinações divertidas de cores.

"As peças surgem da ideia de reinventar, de produzir o novo por meio de inspirações afetivas que marcaram gerações", conta Luiza. Afinal, um material tão nobre — e durável — merece mesmo tornar-se arte.

@s que me inspiram

@chadknight

“Esse é um dos perfis que mais me inspiram, amo motion design. Sou alucinada pela ideia de poder criar qualquer cenário ou objeto. Tenho uma conta para seguir perfis de vários segmentos de arte, moda, música, decoração e design.”

@thevanillaissue

“Esse é um canal de moda e design que sempre me apresenta novos designers. Consigo chegar em páginas inesperadas na navegação e isso é sempre inspirador.”