PUBLICIDADE
Topo

Churrasco em apartamento: dicas para reduzir a fumaça e não defumar a casa

Churrasco em casa: rapidez é importante  - Getty Images/iStockphoto
Churrasco em casa: rapidez é importante Imagem: Getty Images/iStockphoto

Gabrielli Menezes

De Nossa

09/02/2021 04h00

Preparar um churrasco no apartamento, sem a sonhada varanda gourmet com churrasqueira e exaustor potente, é um dilema. De um lado, a vontade de saborear uma carne com gostinho de brasa no conforto do lar. Do outro, o medo de incomodar os vizinhos e de deixar a própria casa cheia de fumaça.

A verdade é que equalizar essa situação não é tão fácil. Isso porque o elemento que perturba é o mesmo que garante o gostinho de churrasco: a fumaça. Mas, felizmente, há formas de minimizar o odor e o vapor escolhendo bem qual aparelho, carvão e cortes de carne usar.

Aline Marinho, sócia da empresa de eventos e consultoria ChurrasDelas, explica que a fumaça faz parte do processo de cozimento.

A fumaça é a evaporação da água que está presente na carne e é intensificada quando a gordura pinga no carvão".

Confira, a seguir, dicas para tornar a experiência mais agradável e divertida.

A churrasqueira

Churrasco em casa - Rawf8/Getty Images/iStockphoto - Rawf8/Getty Images/iStockphoto
Carvão é o que dá gostinho característico para a carne
Imagem: Rawf8/Getty Images/iStockphoto

Muita gente pensa na churrasqueira elétrica como a primeira opção para o churrasco em casa. Trata-se de uma alternativa conveniente, mas há uma questão importante: justamente por não levar carvão, o sabor final da carne não é exatamente de brasa.

"Se reunir uns amigos, vai virar um churrasco enquanto evento de toda forma. Mas o gosto será mais de carne assada", diz Aline.

Outro aspecto levantado por ela é que as peças muitas vezes ficam encostas na resistência. Por isso, a sugestão é fazer calços improvisados com rolhas de vinho para subir a grelha uns dois centímetros. "Se não, é comum que a carne queime antes de chegar no ponto".

Fumaça sempre vai existir, mas intensidade pode ser reduzida - Conny Fridh/Getty Images/Johner RF - Conny Fridh/Getty Images/Johner RF
Fumaça sempre vai existir, mas intensidade pode ser reduzida
Imagem: Conny Fridh/Getty Images/Johner RF

Joana Angélica Dognani, sócia de Aline no ChurrasDelas, diz que os melhores modelos portáteis a carvão pesam no bolso, mas devem ser pensados como investimento. Por fazerem churrasco em diferentes lugares, Joana e Aline tiveram que buscar uma alternativa que fosse fácil de transportar e que não fizesse tanta fumaça.

A escolha foi um aparelho de origem alemã que tem uma cestinha no centro para colocar pedaços de carvão. A quantidade de ar pode ser controlada por meio de um botão. "Assim, dá para obter o mesmo efeito e sabor de uma churrasqueira de alvenaria".

De acordo com a dupla, as chamadas churrasqueiras de bancada, sejam a gás ou a carvão, são mais úteis. Isso porque podem ser colocadas em cima do fogão sobre uma base firme e com o exaustor ligado ou na sacada. Nesse caso, a ideia é contar com que a ventilação natural seja suficiente para dissipar a fumaça.

Carvão certo, inteligência e rapidez

Uma boa churrasqueira é só o começo de um churrasco tranquilo dentro de casa. Outro ponto importante é o carvão. O mais indicado para evitar chamas e fumaças é o briquete, feito de carvão compensado.

Os cortes das carnes também devem ser escolhidos com sabedoria. Deixe de lado as opções de cozimento longo, como costela e cupim, ou deixe-as na grelha só até criar a crostinha dos lados e finalize no forno.

Como a ideia é incomodar os vizinhos pelo menor tempo possível, aposte nas peças que ficam prontas com rapidez e tenham menos gordura.

Flat iron é feito rapidinho na grelha ou na chapa - Getty Images - Getty Images
Boa opção, flat iron é feito rapidinho e tem pouca gordura
Imagem: Getty Images

Aline explica:

O problema não é a gordura em si, mas se ela está 'livre' para pingar na grelha com o contato com o calor".

Ou seja, se a gordura é entremeada, caso do bife ancho, não há problemas. Já cortes com capa de gordura, como a picanha, devem ser evitados. Flat iron e até filé-mignon de boi ou suíno são sugestões que cumprem bem a função, assim como legumes macios cortado em tiras.

A querida linguiça também está liberada. Desde que preste muita atenção para não furar a tripa. Caso contrário, a gordura escorrerá para o carvão, correndo o risco de levantar labaredas.

Linguiça - churrasco em casa - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Linguiça é bem-vinda desde que não rompa a tripa
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Técnica "de guerrilha"

Para Marcos Nogueira, jornalista e blogueiro do "Cozinha Bruta", da Folha de S.Paulo, "nunca será algo 100% livre de fumaça. Tudo vai depender da sua disposição para conviver com uma casa com cheiro de churrasco".

Ele criou uma forma improvisada de fazer churrasco com carvão e sem churrasqueira, mas alerta: "Faço isso por conta própria. Não tenho certeza que uma vistoria do corpo de bombeiros aprovaria uma coisa dessas dentro do apartamento".

Para reproduzir a técnica você vai precisar de uma frigideira toda de ferro — inclusive o cabo — e de algo para fazer o papel de grelha, como aquelas grades que vêm com assadeiras ou uma tela usada para esfriar bolo, pizza e outros alimentos.

A frigideira vai ao fogo e o carvão é colocado dentro dela. "Em algum momento, terá brasa para fazer a carne. É essencial esperar esse momento para evitar levantar chama".

Quando o carvão estiver "ao ponto", a grelha vai por cima e a brincadeira começa. Mas atenção: quanto mais ventilado o ambiente, melhor. E, se tiver coifa, não deixe de usá-la.

Vale ressaltar que a agilidade e a eficiência são determinantes num churrasco de apartamento. Aproveite para grelhar o maior número de peças de uma só vez. Assim, a fumaça e o cheiro acabam mais rápido para você e para o seu vizinho.