PUBLICIDADE
Topo

Viajantes aderem à moda do "casamento secreto" em cânions do Sul do país

Gaia Vani e Jean Cara se casaram isolados nos cânions do Parque Nacional de Aparados da Serra - Juliana Kneipp
Gaia Vani e Jean Cara se casaram isolados nos cânions do Parque Nacional de Aparados da Serra
Imagem: Juliana Kneipp

Marcel Vincenti

Colaboração com Nossa

05/02/2021 04h00

O casal Gaia Vani e Jean Cara oficializou o noivado em agosto de 2019 e, em 2020, queria realizar seu matrimônio em um grande evento com familiares e amigos.

Com os planos atrapalhados pela pandemia, os dois resolveram inovar: no final do ano passado, eles deixaram o Rio de Janeiro (onde vivem) e viajaram para a região do Parque Nacional de Aparados da Serra, na fronteira do Rio Grande do Sul com Santa Catarina.

Lá, no meio de cânions verdejantes, se casaram quase que em total isolamento, acompanhados apenas por uma fotógrafa. Tal como o Gabriel Medina e Yasmin Brunet fizeram no Havaí esta semana, eles optaram pelo "elopement wedding", um espécie de "casamento secreto" com nenhum ou muito poucos convidados.

Gaia Vani e Jean Cara no Parque Nacional de Aparados da Serra - Juliana Kneipp - Juliana Kneipp
Gaia Vani e Jean Cara no Parque Nacional de Aparados da Serra
Imagem: Juliana Kneipp

"Era importante ter o mínimo possível de pessoas envolvidas, por causa do cenário de pandemia em que vivemos", conta Gaia. "E, há alguns anos, eu sonhava em visitar esta região do sul do Brasil, que tem muitas belezas naturais".

A cerimônia foi simples e, ao mesmo tempo, poderosa.

Com um buquê de girassóis, vestido de noiva, um estiloso chapéu e tênis (que facilitou a locomoção pelo terreno da área), Gaia trocou votos com Jean perto do cânion do Itaimbezinho, um dos principais cartões-postais do local.

Estamos juntos há sete anos, mas começamos a gaguejar já nas primeiras frases que dissemos um para o outro. É muito emocionante falar tudo o que você sente pela pessoa amada em um lugar lindo daqueles. E o isolamento deixou tudo mais íntimo", explica Gaia.

Casamento e lua de mel: tudo junto

Com duração de nove dias, a jornada do casal à região Sul acabou sendo uma junção do casamento com a viagem de lua de mel.

Eles se hospedaram em um romântico hotel da cidade de Praia Grande — que fica na região do parque nacional — e, no dia da troca de votos, na parte da manhã, fizeram um voo de balão sobre os cânions da área.

Casal optou por cerimônia com isolamento - Juliana Kneipp - Juliana Kneipp
Casal optou por cerimônia e lua de mel com isolamento
Imagem: Juliana Kneipp
União em Aparados da Serra foi bem simples - Juliana Kneipp - Juliana Kneipp
União em Aparados da Serra foi bem simples
Imagem: Juliana Kneipp

Antes da cerimônia, o casal visitou praias de Santa Catarina e, nos dias após as bodas, foram para Urubici, no interior catarinense.

Para Gaia, a viagem não apresentou muitos desafios. "Para o dia do casamento, foi complicado, por exemplo, encontrar uma maquiadora em Praia Grande, que tem pouco mais de 7.000 habitantes. E, de última hora, me dei conta de que não havia comprado o buquê. Mas, no final, conseguimos providenciar tudo isso".

Não houve necessidade de autorização para o casamento no Aparados da Serra — e a boa infraestrutura do parque ajudou os noivos. "Para chegar ao local onde trocaríamos os votos, só tivemos que andar por um caminho curto a partir de um estacionamento. Foi fácil andar mesmo com o vestido de noiva", conta.

Gaia Vani e Jean Cara se casaram isolados nos cânions  - Juliana Kneipp - Juliana Kneipp
Gaia Vani e Jean Cara se casaram isolados nos cânions
Imagem: Juliana Kneipp

E o casal também decidiu formalizar sua união em uma quarta-feira, dia em que o número de visitantes no parque não costuma ser alto. A privacidade dos dois não foi afetada em nenhum momento.

Elopement wedding

O estilo de casamento de Gaia e Jean, mais conhecido por esse termo em inglês, vem crescendo como tendência no Brasil e no mundo.

Elopement wedding, como o de Gaia Vani e Jean Cara, é tendência - Juliana Kneipp - Juliana Kneipp
Elopement wedding, como o de Gaia Vani e Jean Cara, é tendência
Imagem: Juliana Kneipp

O "elopement wedding" (que pode ser traduzido como "fugir para se casar"), via de regra, designa casamentos realizados em locais que propiciam clima intimista e que contam só com a presença dos noivos (ou, no máximo, com a participação de pouquíssimos convidados).

E Gaia fala mais sobre as vantagens deste estilo de bodas.

Para ela, a ausência de convidados gera uma grande economia para os noivos — o que permite que os pombinhos tenham mais luxo e conforto antes e depois do evento.

Conseguimos ficar em um hotel melhor em Praia Grande por causa disso. E também pudemos levar uma fotógrafa conceituada conosco", diz ela.

Além disso, avisa que é "preciso ter jogo de cintura" para realizar este tipo de empreitada, pois qualquer imprevisto terá, provavelmente, que ser resolvido diretamente pelos noivos.

Gaia Vani e Jean Cara vão renovar votos em cerimônia presencial depois da pandemia - Juliana Kneipp - Juliana Kneipp
Gaia Vani e Jean Cara vão renovar votos em cerimônia presencial depois da pandemia
Imagem: Juliana Kneipp

E, apesar de não ter podido estar presente nas bodas, a família de Gaia e Jean adorou a iniciativa. "Todos acharam legal a ideia do 'elopement wedding'. E muita gente também acabou ouvindo pela primeira vez sobre Aparados da Serra por causa da nossa viagem", relata ela.

Assim que a situação permitir, o casal pretende realizar uma renovação de votos — e, agora sim, com a presença de todas as pessoas queridas.