PUBLICIDADE
Topo

Por dentro da mansão de R$ 135 mi em que Angelina Jolie viveu na pandemia

Atriz revelou em entrevista à revista Vogue britânica que tempo na casa ao lado dos filhos teve poder terapêutico - Reprodução/Vogue
Atriz revelou em entrevista à revista Vogue britânica que tempo na casa ao lado dos filhos teve poder terapêutico Imagem: Reprodução/Vogue

De Nossa

05/02/2021 11h17

Angelina Jolie mudou-se para a grande propriedade de Cecil B. DeMille em 2017, logo após sua separação do ator Brad Pitt. Em entrevista à revista "Vogue" britânica, da qual foi capa, a atriz contou que, de alguma forma, ela previu que sua casa acabaria se tornando um refúgio, como aconteceu durante a pandemia do coronavírus.

"Nunca fui muito boa em ficar parada", disse à publicação, afirmando que agora tem retornado aos poucos aos trabalhos mundo afora. "Mesmo que eu quisesse ter muitos filhos e ser mãe, eu sempre imaginei isso como Jane Goodall, viajando no meio da selva para algum lugar. Eu não imaginei isso no sentido tradicional. Sinto que não tenho todas as habilidades para ser uma mãe tradicional que fica em casa".

A casa em que a atriz vive com seus filhos Maddox de 19 anos, Pax, 17, Zahara, 16, Shiloh, 14, e os gêmeos de 12 anos Vivienne e Knox, fica no bairro de Los Feliz, na região de Hollywood.

"Eu amo o fato de não haver sala de entretenimento, mas muitos caminhos e lugares para caminhar e pensar. Me sinto muito feliz por termos isso neste momento", acrescentou na entrevista.

A mansão comprada por Jolie por US$ 24,9 milhões, aproximadamente R$ 135 milhões, foi construída em 1913 e conta com uma piscina no estilo antigo de Hollywood com fontes em arco, rodeada por gramados, árvores exemplares e jardins de rosas.

Com 1000 m², a casa possui seis quartos, dez banheiros, academia de última geração, biblioteca com estantes personalizadas do chão ao teto e um amplo pátio. O local passou recentemente por uma restauração de seis anos.