PUBLICIDADE
Topo

Comer e beber está vetado em voos domésticos na Tailândia

Serviço de bordo durante voo - Hispanolistic/Getty Images
Serviço de bordo durante voo Imagem: Hispanolistic/Getty Images

De Nossa

03/02/2021 09h19

Apesar da qualidade das refeições de avião ser uma grande polêmica, é difícil negar que a hora de comer é um dos melhores momentos durante o voo. Desde 31 de dezembro, porém, quem viaja dentro da Tailândia fica de barriga vazia.

Tanto bebidas quando alimentos foram banidos pela Autoridade de Aviação Civil da Tailândia (CAAT), que pode até penalizar as companhias aéreas que não cumprirem as medidas pensadas para conter o coronavírus.

Essa é a segunda vez que o governo da Tailândia toma a decisão: o serviço de bordo também ficou suspenso em 2020, de 26 de abril a 31 de agosto.

As normas incluem ainda a proibição do uso de materiais impressos. Em entrevista à CNN, o diretor-geral CAAT, Chula Sukmanop, disse que o motivo é que o tempo de limpeza após cada parada do voo doméstico é extremamente curto:

Uma vez que os operadores tendem a fazer o retorno mais rápido possível, acho improvável que consigam limpar completamente todos os itens".

Felizmente, a ordem não se estende aos passageiros, que continuam podendo levar suas próprias revistas, livros ou jornais para o avião. A proibição é restrita a itens entregues a bordo, como menus, catálogos duty-free e revistas.

Já para o caso de comida ou bebida, não há exceções pois a máscara deve ser usada em todos os momentos. Ficou com sede? A tripulação oferecerá água, mas somente se o passageiro solicitar para tomar remédios, por exemplo.