PUBLICIDADE
Topo

Jacquin fala sobre desafio dos restaurantes na pandemia: "é dramático"

De Nossa

29/01/2021 14h01

O jurado do MasterChef Erick Jacquin foi o convidado especial do Brasil com Zeca desta sexta (29). A dupla, que é parceira de trabalho na Band, falou sobre a saída da Paola Carosella do reality e dos impactos dramáticos que a pandemia gerou no setor gastronômico de São Paulo e do mundo.

Em transmissão ao vivo feita diretamente da Casa UOL de Verão, Zeca afirmou que o cozinheiro é um 'piadista de primeira'.

O bom humor é contagiante"

Covid e restrições: uma faca de dois gumes

Erick Jacquin - Reprodução Instagram - Reprodução Instagram
Erick Jacquin no recém-aberto Ça-Va: atendimentos reduzidos
Imagem: Reprodução Instagram

Dono de dois estabelecimentos em São Paulo, o Président, nos Jardins, e o Ça-Va, na Bela Vista, Jacquin levantou a questão das restrições impostas pelo governo do estado de São Paulo. Desde semana passada, os restaurantes e bares tiveram o horário de funcionamento restrito, permanecendo fechado aos fins de semana e abrindo até às 20h de segunda a sexta.

As medidas foram contestadas por empresários do ramo. "De um lado, está todo mundo revoltado. Mas também há outro lado: covid não é brincadeira. Devemos nos esforçar para resolver tudo isso o mais rápido possível e voltar a ter uma vida com todo mundo junto".

O chef comentou que na França, o seu país de origem, os estabelecimentos estão há meses lacrados, sem poder operar. "É muito mais difícil do que aqui. E a França vive de turismo".

A maioria não vai reabrir. É dramático. Quem vai pagar a conta a gente não sabe".

Jacquin, que contraiu covid-19 no ano passado, revela que não foi fácil enfrentar a doença. Além de ter gerado uma pneumonia, precisou ficar com oxigênio em casa para respirar melhor.

Mudança de hábito

Diferente do que acontece em outros países, os brasileiros gostam e estão acostumadas a jantar tarde. Com a pandemia, porém, essa realidade vem mudando.

Erick Jacquin - Reprodução Instagram - Reprodução Instagram
Serviço no Président: pico foi das 21h30 para 19h30
Imagem: Reprodução Instagram

Se antes o Président, de acordo com Jacquin, enchia entre 21h e 21h30, agora as pessoas aparecem horas mais cedo.

A reserva de mesas, que também não funcionava em tempos normais, passou a ser cumprida com rigor pelo público, segundo o chef.

"O brasileiro às vezes reservava e não aparecia. Esses novos hábitos também fazem com que quem trabalha no ramo possa ir para casa mais cedo. É uma coisa boa".

Dedo de Prosa

Mesmo com viagens dificultadas pela pandemia, os leitores de UOL puderam ter um gostinho do que é se jogar na estrada com Jesse Koz, convidado do Dedo de Prosa.

Novo Marley - Divulgação - Divulgação
Jesse e o seu companheiro em viagem pelas Américas
Imagem: Divulgação

Jesse trabalhava com vendedor no shopping e resolveu "chutar o pau da barraca". Pediu demissão, vendeu moto, TV e video game, acumulou R$ 10 mil e saiu por uma viagem pelas Américas.

Os companheiros da aventura são o fusca Dodongo e o cachorro Shurastey, que ganhou o nome graças à música do The Clash, "Should I Stay or Should I Go".

Novo Marley - Divulgação - Divulgação
Na estrada: Jesse largou tudo para viver aventura
Imagem: Divulgação

A ideia era seguir rumo ao sul "até onde o dinheiro permitisse". Pouco mais de um mês depois, chegou ao Ushuaia. "Foi a emoção mais forte até hoje. Eu não tinha feito nada de tão extraordinário na minha vida e ter chegado e vencido todas as dificuldades, principalmente dos últimos 220 km embaixo de neve e com gelo na pista".

Os perrengues e conquistas em mais de 70 mil quilômetros percorridos são compartilhados com o público no Instagram @shurastey_.

Brasil Cozinha Comigo

Marlene Schwantes, do Restaurante Colina Verde - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Marlene Schwantes, do Restaurante Colina Verde
Imagem: Arquivo pessoal

Matriarca à frente do Restaurante Colina Verde, que existe há 40 anos em Nova Petrópolis (RS), Marlene Schwantes preparou com Zeca o apfelstrudel, torta de maçã típica alemã.

Queridinha do cardápio, é uma das receitas com mais saída no estabelecimento. Por semana, chegam a ser consumidos 40 quilos da fruta para a produção da sobremesa.

Marlene aprendeu pratos típicos quando tinha 12 anos e foi trabalhar numa colônia de férias comandada por uma senhora alemã. O restaurante em si fica em uma colina e tem uma vista de babar.

Curva das expectativas flutuantes

Kawe, trapper que chegou no primeiro lugar do Top 50 do Spotify - Divulgação - Divulgação
Kawe, trapper que chegou no primeiro lugar do Top 50 do Spotify
Imagem: Divulgação

Nesta sexta, o quadro de Zeca Camargo para analisar a cultura pop começou com a promessa de "The Offer". A minissérie dramática dos bastidores de "O Poderoso Chefão" entrou na categoria "vão falar".

De acordo com Zeca, "estão falando" de Lupin, série da Netflix, e do cantor de trap Kawe, que ultrapassou fenômenos como Anitta e Safadão no Spotify. Quem figurou no topo da curva foi a série Bridgerton, da Netflix.

É uma série bem feita, bem escrita e redonda. A história é muito bem contada".

Regé-Jean Page, o "Duque de Hastings" em "Bridgerton" - Reprodução Instagram - Reprodução Instagram
Regé-Jean Page, o "Duque de Hastings" em "Bridgerton"
Imagem: Reprodução Instagram

Na categoria "já encheu" está WandaVision, minissérie americana criada para o Disney+ por Jac Schaeffer, baseada nos personagens da Marvel. "Se eu tivesse assinado só por isso, eu teria jogado meu dinheiro fora", disse, enfático.

O tema que "está voltando" é Death to 2020, documentário que mescla imagens reais de acontecimentos do ano passado com a interpretação de atores na pele de comentaristas e estadistas. "Eles levam o humor a sério".

Anote aí!

Brasil com Zeca vai ao ar toda sexta, às 11 horas. Você pode acompanhar o programa no Youtube do UOL, na home do UOL e no Facebook e no Twitter.