PUBLICIDADE
Topo

ES: Cafeteria em Vitória dá desconto para quem se vacinar contra a covid-19

Localizada no bairro Jardim da Penha, em Vitória, cafeteria vai dar 10% de desconto para quem estiver imune do novo coronavírus - basta apresentar o cartão que comprove a vacinação - Divulgação
Localizada no bairro Jardim da Penha, em Vitória, cafeteria vai dar 10% de desconto para quem estiver imune do novo coronavírus - basta apresentar o cartão que comprove a vacinação Imagem: Divulgação

Matheus Brum

Colaboração para Nossa, em Vitória

26/01/2021 20h26

Imagine acabar de ser vacinado contra a covid-19, sair feliz do posto de saúde e parar para tomar um café. De quebra, descobrir que, por isso, vai conseguir 10% de desconto no consumo no local.

Pode parecer estranho, mas no Espírito Santo não é. Uma cafeteria, localizada no bairro Jardim da Penha, próximo da Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo), está oferecendo promoção para quem se vacinar contra o novo coronavírus.

O anúncio foi feito pelas redes sociais. Na publicação, a empresa diz que "a vacina é o único caminho para o fim da pandemia". "Estamos ansiosos para a nossa vez e a volta de um mundo com abraços, beijos, troca de xícaras, um provando café do outro, trocar pratos e garfadas na mesa, conversar com a galera sem se preocupar", explica.

Logo depois, o anúncio. "Depois [de vacinar], corre aqui, pois seu cartão de vacinação vale 10% de desconto na compra de pacotes de café", escreveu.

A ideia partiu do proprietário do espaço, Vagner Benezath. Ele contou que a ideia da promoção partiu depois que pai dele, de 71 anos, recebeu a primeira dose da vacina.

"Ele atende em UTI covid em Colatina. A vacinação dele na última quinta foi motivo de grande alegria e alívio para mim. Ao ter em mãos a carteira dele no domingo fiz a foto do post. Pensei que a promoção seria uma forma de celebrar essa luz no fim do túnel que temos agora", explicou Vagner, 36 anos.

A publicação bombou. São quase mil curtidas e 200 comentários. Uma enfermeira do Samu, já vacinada, já foi aproveitar o desconto, válido até dia 30 de junho, a princípio. Um alento para o comerciante que está fechado desde o dia 20 de março, quando o governo do Espírito Santo baixou o primeiro decreto de restrição do comércio.

"Desde o começo da pandemia, nos posicionamos sobre assuntos como distanciamento social, máscara e demais informações sobre prevenção. Comunicar o que você pensa hoje em dia é super importante, em um mundo polarizado, e em meio a pandemia, queremos estar com quem caminha junto, pela ciência e a vida do próximo", contou Vagner.

O proprietário explicou que, desde o início da pandemia, está trabalhando com 20% do faturamento. A cafeteria não abre para consumo interno, apenas para retirada de produtos e delivery. Os funcionários foram afastados e inscritos no Programa de Emprego e Renda do Governo Federal, que terminou em dezembro. Sem o auxílio, deixou os funcionários de férias neste mês.

"Infelizmente na próxima semana, com o retorno das férias e sem a renovação do programa do governo, vamos ensaiar um retorno. Mesmo seguindo os protocolos, tenho acompanhado demais amigos comerciantes e visto um cansaço mental enorme com clientes que insistem em negar a doença e o cuidado ao próximo", ressaltou.

Para Vagner, neste momento, é importante todos estarem unidos pela vacinação. "Quanto mais pessoas e empresas falando sobre o certo, acreditar na ciência, distanciamento, uso de máscara, melhor", disse. "Por fim, se a pessoa ainda insiste em dizer que não existe a doença, nega as mortes, não ter essas pessoas por perto, não fará nenhuma falta."

A pandemia no ES

Nas últimas 24 horas, o Espírito Santo registrou mais 31 mortes por causa da covid-19. Até agora, 5.747 pessoas não resistiram à doença. Ao todo, 288.360 capixabas foram infectados com o novo coronavírus. Com o início da campanha de vacinação, mais de 21 mil pessoas foram imunizadas no estado.