PUBLICIDADE
Topo

1ª mulher vice dos EUA, Kamala Harris também faz história com look da posse

Kamala Harris na cerimônia de posse como vice-presidente dos Estados Unidos, ao lado do presidente Joe Biden, hoje (20) - Drew Angerer/Getty Images
Kamala Harris na cerimônia de posse como vice-presidente dos Estados Unidos, ao lado do presidente Joe Biden, hoje (20)
Imagem: Drew Angerer/Getty Images

Gustavo Frank

De Nossa

20/01/2021 15h25Atualizada em 20/01/2021 20h03

Kamala Harris mostrou o poder de sua representatividade na política mundial hoje ao assumir o cargo de vice-presidente dos Estados Unidos, ao lado do presidente Joe Biden, ao vestir o estilista negro Christopher John Rogers para a cerimônia.

"Obrigado, senhora vice-presidente. Estamos muito honrados por termos desempenhado um pequeno papel neste momento histórico", escreveu a grife em seu perfil oficial no Instagram.

Enquanto Biden usou terno e sobretudo da Ralph Lauren, que trouxe significados em seu uso, com Kamala não foi diferente.

Kamala Harris - Getty Images - Getty Images
Kamala Harris vestindo Christopher John Rogers
Imagem: Getty Images

A vice-presidente dos EUA fazendo o juramento - Getty Images - Getty Images
A vice-presidente dos EUA fazendo o juramento
Imagem: Getty Images

Não à toa, a escolha da peça na cor roxa é uma homenagem para Shirley Chisholm, a primeira mulher negra eleita no Congresso dos Estados Unidos em 1968 e a primeira mulher a concorrer a presidência pelo Partido Democrata.

Shirley Chisholm, a primeira mulher a concorrer a presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata - Getty Images - Getty Images
Shirley Chisholm, a primeira mulher a concorrer a presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata
Imagem: Getty Images

O tom da cor usado pela vice-presidente é também uma referência à bandeira do movimento feminista.

Segundo a ativista Sylvia Pankrust, o lilás foi adotado pelas sufragistas inglesas, em 1908, em suas bandeiras durante a mobilização pelo direito ao voto.

Na década 70, depois do processo de auto-organização do movimento feminista, várias mulheres adotaram a cor lilás, como uma nova síntese entre as cores rosa e azul, representando a igualdade entre mulheres e homens.

Quem é Christopher John Rogers?

O estilista Christopher John Rogers - Reprodução - Reprodução
O estilista Christopher John Rogers
Imagem: Reprodução

Queridinho também de Michelle Obama e famosas como Rihanna e Cardi B, Christopher John Rogers foi nomeado Designer Emergente do Ano em 2020 pelo CFDA.

O estilista é conhecido por fazer um mix dos anos 80 com o street style glam-punk nas suas coleções. Marcam presença ainda as silhuetas diversas, com babados e volumes, além das estampas gráficas, florais, xadrez e o metalizado.

Sua estreia aconteceu na Semana de Moda de Nova York, em 2019. Na primeira fila, estavam os estilistas renomados, tais como Kerby Jean-Raymond, da Pyer Moss, Diane von Furstenberg e Joseph Altuzarra.

Estreia de de Christopher John Rogers na Semana de Moda de Nova York - Getty Images - Getty Images
Estreia de de Christopher John Rogers na Semana de Moda de Nova York
Imagem: Getty Images

Neste ano, a Vogue norte-americana afirmou "ter sido um momento histórico e que simboliza os novos ares que estão tomando conta da moda", seja tanto pela sua criatividade como representatividade.

Por que Lady Gaga usou uma grife francesa?

Lady Gaga na cerimônia de posse de Joe Biden na presidência dos Estados Unidos - Getty Images - Getty Images
Lady Gaga na cerimônia de posse de Joe Biden na presidência dos Estados Unidos
Imagem: Getty Images

Lady Gaga foi a convidada para cantar o hino nacional durante a posse de Joe Biden como presidente dos Estados Unidos na tarde de hoje. A voz de Chromatica investiu em um vestido da grife Schiaparelli.

A escolha da cantora por uma marca de origem francesa, fundada pela estilista italiana Elsa Schiaparelli, conhecida por se ruma das "rivais" de Coco Chanel, para a posse nos EUA possui uma explicação.

Croqui da peça usada pela cantora - Reprodução - Reprodução
Croqui da peça usada pela cantora
Imagem: Reprodução

Schiaparelli - Reprodução - Reprodução
Vestido da Schiaparelli
Imagem: Reprodução

Quem assume a direção criativa atualmente da Schiaparelli é o norte-americano Daniel Roseberry. O diretor, no cargo desde 2019, após a saída de Bertrand Guyon, é conhecido por trazer o surrealismo para a moda — uma das características marcantes da maison.

Em declaração compartilhada nas redes sociais, Roseberry falou sobre a escolha da peça que traz as cores da bandeira dos EUA, o azul e vermelho, com a cintura marcada e o volume na parte debaixo.

"Como um americano que mora em Paris, este conjunto é uma carta de amor ao país de que sinto tantas saudades e a um artista cuja arte há tanto tempo admiro", escreveu ele.

O vestido trazia ainda uma espécie de broche, em dourado, com um pombo, que simboliza a paz. Antes da sua apresentação, a cantora tuitou:

Minha intenção é reconhecer nosso passado, curar nosso presente e esperar apaixonadamente por um futuro em que juntos possamos trabalhar amorosamente. Eu vou cantar para os corações de todas as pessoas que vivem nesta terra"

Jill Biden escolheu estilista dos EUA

Jill Biden escolheu vestido em tweed da estilista Alexandra O'Neill - Getty Images - Getty Images
Jill Biden escolheu vestido em tweed da estilista Alexandra O'Neill
Imagem: Getty Images

A nova primeira-dama Jill Biden se inclinou para a pequena marca Markarian, cuja estilista Alexandra O'Neill idealizou para ela um vestido de tweed e um casaco azul oceano com lapelas e punhos de veludo em um tom mais escuro.

Embora tenha fundado sua marca apenas em 2017, a estilista radicada no Garment District de Nova York já vestiu várias celebridades, como a atriz Laura Dern ou a cantora Lizzo.

"É uma honra incrível vestir a Sra. Biden hoje", declarou O'Neill à AFP. "Estou muito emocionada por ser uma pequena parte da história americana".

Jennifer Lopez e o aceno latino

Jennifer Lopez vestiu um conjunto de calça e blusa brancas com colarinho pregueado em renda - Getty Images - Getty Images
Jennifer Lopez vestiu um conjunto de calça e blusa brancas com colarinho pregueado em renda
Imagem: Getty Images

Após a interpretação de Gaga de "The Star-Spangled Banner", hino nacional americano, Jennifer Lopez subiu ao palco para cantar "This Land Is Your Land", clássico de Woody Guthrie, uma canção com inclinações socialistas que o autor disse ter escrito em resposta à mais nacionalista "God Bless America".

Nascida no Brox e de ascendência porto-riquenha, Lopez terminou sua apresentação com "America The Beautiful", adicionando uma frase em espanhol: "Siempre con libertad y justicia para todos" ("Sempre com liberdade e justiça para todos").

Vestindo um conjunto de calça e blusa brancas com colarinho pregueado em renda, Lopez também gritou "Let's get loud!" (Vamos fazer barulho!), durante sua apresentação, uma alusão ao seu mais novo sucesso, para alegria das redes sociais.

Com informações da agência AFP