PUBLICIDADE
Topo

Porcelanas para vestir ou decorar têm inspirações místicas e femininas

Feito à mão - Pamelitas - Arquivo Pessoal
Feito à mão - Pamelitas
Imagem: Arquivo Pessoal

Carol Scolforo

Colaboração para Nossa

19/01/2021 04h00

Pâm Moraes

Pâm Moraes

Quem é

Artista à frente do Studio Pamelitas, ela mistura cerâmica e ilustração. Formada em Publicidade e Propaganda, antes trabalhou por 10 anos como diretora de arte em agências de São Paulo.

Com criações leves e encantadoras, o Studio Pamelitas é, na verdade, a válvula de escape que deu nova carreira à publicitária Pâm Moraes. Depois de passar 10 anos na rotina exaustiva de agências de publicidade paulistanas, em 2015 ela resolveu explorar outros universos. Na busca, encontrou a pintura em porcelana e mergulhou de cabeça.

Pâmela tinha em mente elementos da natureza, do universo feminino e um clima místico, que misturados a seu alto-astral deram match. O resultado são objetos para dar graça à casa e ao corpo, que surgem de sua observação da cidade e das pessoas.

"Cada obra tem uma mensagem que pode tocar cada pessoa de forma única", diz ela.

Modelo com porcelanas de Pamelitas - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Modelo com porcelanas de Pamelitas
Imagem: Arquivo Pessoal

As ilustrações aparecem cercadas por poesia. "Uma peça recente que me marcou foi 'Curativo - cuide bem do seu dodói'. Levou um ano para o lançamento. A ideia inicial era falar sobre corações partidos, porém a criação começou antes da pandemia e aí me vi paralisada e achei que não era o momento para lançá-la. Eu não queria algo pesado, que pudesse confundir a mensagem", conta.

O ano de 2020 passou e Pâm não conseguia finalizar a obra. "Quando finalmente consegui terminar, parece que voltei ao sentimento inicial, não sentia mais peso em apresentá-la. Deixei livre para que pudesse emocionar cada pessoa de um jeito. E foi gratificante porque recebi muitas mensagens contando histórias diferentes de como essa peça foi vista e sentida", diz ela, que faz também os bastidores burocráticos de sua marca autônoma.

Agora, porém, com liberdade e fluidez para criar.

@s que me inspiram

@lanemarinho

Lane é uma mulher que me inspira demais. É um exemplo de artista que expande a obra para diversas superfícies e tem consistência nisso.

@rita_von_hunty

Rita nos ensina a ter pensamento crítico e questionador. E eu acredito que isso é fundamental para a arte.