PUBLICIDADE
Topo

Bichos

Tudo o que você precisa saber para cuidar do seu pet

30 anos de vida e "sexto sentido": conheça curiosidades sobre os cachorros

Melhores amigos do homem, cães são super ligados ao dono e reagem com o corpo - Getty Images
Melhores amigos do homem, cães são super ligados ao dono e reagem com o corpo
Imagem: Getty Images

Juliana Finardi

Colaboração para Nossa

19/01/2021 04h00

Eles são, sem dúvida, melhores que muita gente! Só quem já teve um peludo para chamar de seu sabe a delícia que é ser recebido com uma baita festinha mesmo quando você só foi buscar o delivery do almoço na portaria e voltou longos cinco minutos depois.

Os cãezinhos não ganharam o título de melhores amigos do homem à toa: eles têm a incrível capacidade de salvar o nosso humor, aliviar o estresse, regular a pressão arterial e o peso dos tutores, melhorar a disposição para a atividade física e pasmem, até ajudar nos relacionamentos amorosos. Tudo isso comprovado cientificamente por meio de pesquisas em universidades pelo mundo afora.

Antenadíssimos

Sempre ligados, cães sentem a chegada dos donos de longe - Getty Images - Getty Images
Sempre ligados, cães sentem a chegada dos donos de longe
Imagem: Getty Images

Blá-blá-blá de cachorreiro? Pois pense em um ser tão especial que é capaz de antecipar a sua chegada em casa quando você mal dobrou a esquina.

Além de ter um olfato muito mais refinado, que permite detectar a presença do tutor pelo cheiro, eles também têm uma audição aguçada e são capazes de detectar ruídos muito mais fácil que nós.

Então, apesar de não ter noção de tempo, o cão sabe que o tutor saiu de casa e começa a criar uma expectativa ao anoitecer, bem na hora do retorno. Às vezes até pelo barulho do carro ele já sabe identificar", diz a veterinária comportamentalista da Rede Petz, Katia De Martino.

A petsitter Ana Karina Braga, que trabalha cuidando dos pets enquanto os humanos viajam, sabe muito bem o que significa o fato de os cães terem 25 vezes mais receptores olfativos do que os humanos.

"Eles já sabem que eu estou chegando, sentem os cheiros e os sons. Além disso, como eu estabeleço uma rotina, eles já sabem o que vai acontecer sempre na sequência: primeiro carinho, depois passeio (quando o cão passeia), limpeza, brincadeira com bolinha, petisco e, por último, alimentação", diz.

Focinho é como a digital do cãozinho: único - Getty Images - Getty Images
Focinho é como a digital do cãozinho: único
Imagem: Getty Images

Focinho único

Além de perspicazes, eles também possuem características individuais únicas. Se você acha a fuça do seu doguinho a mais linda de todas, pode continuar achando! Ela é única assim como a sua digital.

Os focinhos são únicos e incomparáveis. Semelhantes a digital humana, cada um é diferente do outro com características próprias em suas ranhuras", diz o veterinário René Monteiro Passos, diretor clínico do Hospital Dr. Hato.

Expectativa de vida

Estilo de vida e porte fazem diferença na expectativa de vida do cãozinho - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Estilo de vida e porte fazem diferença na expectativa de vida do cãozinho
Imagem: Getty Images/iStockphoto

É tanto amor por esses focinhos que a gente nem gosta de tocar no assunto longevidade, não é mesmo? Pois saiba que a exemplo de uma cadelinha SRD (sem raça definida) australiana, seu doguinho pode chegar aos 30 anos.

"Os cachorros grandes vivem menos. De acordo com uma pesquisa apresentada em um encontro que aconteceu em Los Angeles, foi detectada a presença de radicais livres nos filhotes de raças grandes. Os radicais livres não são bons, são subprodutos que podem danificar as células e contribuir para o desenvolvimento de câncer e de outras doenças. Por isso a diminuição na expectativa de vida", explica Katia.

Ela acrescentou que as rações super premium e uma alimentação balanceada podem garantir uma longa vida saudável aos nossos melhores amigos.

Sonhadores

Já imaginou o que seu pet sonha? - Getty Images - Getty Images
Já imaginou com o que seu pet sonha?
Imagem: Getty Images

Enquanto sonhamos que eles vivam bem e bastante, eles sonham de verdade. Sim, nossos peludos também podem sonhar.

Já viu um cachorrinho dormindo e mexendo as patinhas como se estivesse correndo?

Eles sonham com coisas do dia a dia: que estão caçando, latindo para outro cachorro, correndo, assim como nós também sonhamos. A diferença é que eles têm um ciclo de sono mais curto que o nosso", afirma Passos.

Nada de preto e branco: eles enxergam cinza! - Getty Images - Getty Images
Nada de preto e branco: eles enxergam cinza!
Imagem: Getty Images

Visão diferente

Acordados, diferente do que muita gente pensa, eles não enxergam em preto e branco.

"Eles veem praticamente todas as cores. A questão é que eles não têm nos olhos uma estrutura que diferencia a cor vermelha e o cérebro canino entende como algo acinzentado", disse o veterinário.

A dica para os brinquedos e demais acessórios é que os cães se importam bem mais com os formatos do que com as cores.

Rabo expressivo

Rabo do cachorro pode revelar estresse e felicidade - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Rabo do cachorro pode revelar estresse e felicidade
Imagem: Getty Images/iStockphoto

A expressão rabo entre as pernas nunca foi tão apropriada. Nossos peludos estabelecem um verdadeiro código de comunicação através das caudas e o tal rabinho entre as pernas pode significar medo, insegurança e ameaça.

Já o famoso balançar do rabo nem sempre é sinal de felicidade. Também pode significar estresse.

Não somente e não necessariamente quando ele balança o rabo, está feliz. A gente pode colocar aí um termo que chama 'calming signals'. São expressões faciais, posturas que o cão tem para mostrar que ele não está muito confortável naquele momento e o abano de rabo diz muito.

Os cães que não têm cauda se expressam de outras formas do mesmo jeito", afirma Katia.

Cara de um, focinho de outro

Quer um cãozinho mais calmo? Que tal pensar no ambiente em que ele está? - Getty Images - Getty Images
Quer um cãozinho mais calmo? Que tal pensar no ambiente em que ele está?
Imagem: Getty Images

A expressão cai como uma luva quando sabemos que os cãezinhos têm sim personalidade própria, mas pode ser influenciada pelo meio em que vivem e pelo comportamento do dono.

Temos de entender que existe a personalidade do cão, o ambiente e o cão de fato. Se uma casa é muito agitada, a tendência é que o cão seja muito ansioso e muito agitado também. Em casas mais tranquilas e silenciosas, geralmente o cão é mais silencioso.

É muito importante frisar que a gente tem que ter um comportamento mais estável para que o nosso cachorro seja mais estável também", diz a veterinária comportamentalista.

Ótima desculpa para buscarmos uma vida sem estresse, menos agitada e mais saudável. E se tem profissional cobrando muito caro para te ajudar a decidir a melhor roupa, arrumar o seu armário, decorar o seu apartamento e até definir o futuro profissional, imagine o orçamento para o pacote completo de uma vida melhor. Ainda bem que um carinho resolve tudo.