PUBLICIDADE
Topo

Azulejos feios no apê alugado? Veja dicas para pintar ou assumir o vintage

O designer de interiores Wallace Santiago optou por não mudar os azulejos e ensina como esconder as imperfeições - Arquivo pessoal
O designer de interiores Wallace Santiago optou por não mudar os azulejos e ensina como esconder as imperfeições
Imagem: Arquivo pessoal

Silvia Montico

Colaboração para Nossa

15/01/2021 04h00

Se tem um cenário que tira a paz de quem está procurando um lar para chamar de seu é visitar imóvel depois de imóvel e se deparar com pisos e azulejos totalmente démodé, mal conservados, ou até de gosto duvidoso.

Porém, existem saídas práticas e baratas para renovar os ambientes com revestimentos que desagradam, sem apelar para o temido quebra-quebra inevitável para a substituição total das peças.

O designer de interiores Wallace Santiago, que mora em um apê alugado com azulejos antigos na cozinha, diz que a principal dica para quem está alugando um imóvel e não quer investir em grandes reformas é manter os revestimentos atuais e optar pela troca específica daqueles que estão danificados.

Recorrer a um cemitério ou museu de azulejos é uma ótima saída para consertar aquele incômodo pontual. Normalmente, esses lugares têm muitas opções"

Azulejos - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Azulejos vintage na cozinha do designer de interiores Wallace Santiago
Imagem: Arquivo pessoal

Decorar azulejos antigos sem desrespeitar a história

Se a ideia é ter custo zero, mas mesmo assim esconder os azulejos mal conservados, Wallace aconselha usar objetos de decoração que normalmente já compõem a casa. "Vale preencher essas paredes com quadros, desde que não tenham padrões/estampas diferentes para não brigarem com o fundo, e outros adornos decorativos fixados na parede, como pratos ou tapeçaria", afirma.

Outra sugestão do designer é utilizar até objetos que inicialmente não foram feitos para decorar as paredes, como um jogo americano, descanso de panela, cestaria de palha entre outros itens.

azulejos - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Prateleiras e adornos ajudam a esconder imperfeições dos azulejos
Imagem: Arquivo pessoal
Azulejos vintage na cozinha do designer de interiores Wallace Santiago (8) - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Plantas também são boas aliadas para "desviar o olhar" dos azulejos antigos
Imagem: Arquivo pessoal

Outra solução interessante e economicamente acessível para quem está se mudando para um imóvel com azulejos antigos, mas optou por manter as peças originais, é abusar das prateleiras.

No caso da cozinha, é possível deixar utensílios, porta mantimentos ou porta temperos, e até panelas à mostra, desviando a atenção do revestimento que estará no fundo"

Mas vale lembrar que os itens escolhidos precisam ter cores ou texturas que combinem entre si e também que conversem com o revestimento para a decor ficar harmoniosa. "Afinal, a ideia é não piorar a situação", frisa Wallace.

Se usar prateleiras, uma dica extra é investir em algumas plantas, pois elas sem dúvidas irão roubar a cena e ofuscar a presença dos azulejos indesejados.

azulejos antigos wallace - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Para Wallace, assumir os azulejos antigos é uma forma de respeitar a história do revestimento
Imagem: Arquivo pessoal

O designer avalia que assumir os azulejos antigos é entender e respeitar a história que esse revestimento traz, acreditando que ela também pode fazer parte da casa, assim como ele mostra em seu perfil no Instagram: o @wallasantiago.

Descobri que o apartamento em que moro é da década de 1970, e as peças são originais dessa época. Encaro como se eu tivesse uma obra de arte em casa, algo valioso de um outro momento na história"

Pintura colorida e nova vida aos revestimentos

É claro que nem todos os azulejos antigos são esteticamente aceitáveis atualmente, mas para evitar a substituição total dessas peças, há a alternativa da pintura para uma reforma mais limpa.

Essa foi a opção da designer gráfico Kelly Rhein, que pintou os azulejos da cozinha com tinta epóxi, a indicada para esse tipo de cobertura. "O objetivo era mudar a cozinha, pois os azulejos não eram do nosso gosto. Como queríamos uma obra sustentável, rápida e com baixo custo, optamos pela tinta epóxi", diz.

Mesmo depois de alguns anos dessa reforma, só tenho coisas boas para falar sobre aplicar tinta em azulejos. A manutenção é bem fácil, feita com uma esponja macia e sabão"

azulejos - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Antes: a cozinha de Kelly tinha azulejos dos quais ela não gostava
Imagem: Arquivo pessoal
azulejos - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Depois: ao pintar com tinta epóxi, ela deu nova vida à cozinha e se empolgou para mudar a casa
Imagem: Arquivo pessoal

A reforma fez tanto sucesso por lá que a designer também apostou na tinta epóxi para transformar o banheiro de hóspedes. "Fiz a reforma aplicando duas cores nos azulejos, o que deu um efeito visual bem moderno e aconchegante. Nem parece mais o banheiro sem vida de antes".

Kelly conta que mudar a cara dos azulejos da cozinha e do banheiro também transformou a relação que ela tem com a própria casa. "Antes achava esses cômodos sem vida, sem personalidade, tristes".

Por isso, optei por cores mais vivas que, além de traduzirem nossa personalidade, transformaram os ambientes em lugares que queremos ficar mais tempo"

azulejos - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Antes: o banheiro era sem graça e tinha cara de antigo
Imagem: Arquivo pessoal
Azulejos Pintados Kelly Rhein - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Depois: com pintura em cores vivas, o banheiro ganhou novo estilo
Imagem: Arquivo pessoal

Mudar a cara dos azulejos foi só o primeiro passo para que Kelly passasse a se apropriar da decoração e se sentir num verdadeiro lar. Depois de acabar com o incômodo causado pelos azulejos "tristes", ela se inspirou a fazer uma série de mudanças na decoração:

"Pintamos os móveis da cozinha, colocamos um tampo novo, fizemos a prateleira. Já no banheiro, tiramos o box antigo, trocamos o espelho e pintamos o móvel da pia. Reformamos tudo com as próprias mãos e muita personalidade". Todas as transformações podem ser conferidas no perfil @cenouras.frescas no Instagram (e a história completa de Kelly e sua casa também já foi contada em Nossa).

azulejos - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Kelly foi além dos azulejos e coloriu mais ambientes da casa com personalidade
Imagem: Arquivo Pessoal

4 dicas para renovar os azulejos

A arquiteta Raína de Alencar Menezes, uma incentivadora de que cada morador assuma as rédeas e a autoria da decoração da própria casa, aposta em dicas valiosas para renovar a cara de pisos e azulejos, sem transformar o imóvel em um canteiro de obras:

  • Limpe e pinte os rejuntes dos azulejos. "Esse é o primeiro e o mais em conta dos recursos, mas é indicado para azulejos claros. O resultado é muitas vezes surpreendente, pois parece que todo o material foi trocado".
  • Brinque de esconde-esconde. "No caso do piso, aposte em tapetes e em móveis mais próximos ao chão, para limitar a visão e a continuidade da informação visual do revestimento. Nas paredes, vá de quadros, espelhos e posicione móveis como armários para esconder as peças indesejadas", afirma.
  • Aposte em intervenções reversíveis, sobretudo em imóveis alugados. "Hoje há no mercado enorme variação de estampas, texturas e tamanhos de adesivos vinílicos, além da possibilidade de criar uma estampa personalizada", aconselha.
  • Opte pela pintura quando houver necessidade de mudança nas cores, porque mesmo com a tinta, as texturas permanecem. "Outra possibilidade para evitar o quebra-quebra é cobrir a cerâmica antiga com um novo material (outra cerâmica, piso vinílico, laminado e até cimento queimado), mas para isso é necessária uma avaliação técnica, pois a superfície a ser coberta deve estar sem danos e perfeitamente nivelada.