PUBLICIDADE
Topo

"Maior mansão do mundo" sai por R$ 1,8 bilhão. Veja o imóvel por dentro

The One é anunciada como a "maior mansão do mundo" e poderá ser a mais cara já vendida na América - Douglas Friedman/Architectural Digest
The One é anunciada como a "maior mansão do mundo" e poderá ser a mais cara já vendida na América
Imagem: Douglas Friedman/Architectural Digest

De Nossa

13/01/2021 14h50

Uma residência em Bel Air, em Los Angeles, nos EUA, será colocada à venda por US$ 350 milhões, cerca de R$ 1,8 bilhão, depois de um ano de trabalho de design e desenvolvimento finais. O local está sendo anunciado como a "maior mansão do mundo" e possivelmente a mais cara do continente americano.

Intitulada The One, "a única", em tradução livre, a construção está situada em um terreno de cinco acres e tem 9 mil m² em área útil.

De acordo com o "Architectural Digest", a casa foi construída ao longo de oito anos e contou com 600 trabalhadores para construi-la.

A projeção da mansão foi feita pelo arquiteto Paul McClean, responsável pela casa de Beyoncé e Jay-Z, e pela designer de interiores Kathryn Rotondi, que foram contratados pelo proprietário e desenvolvedor Nile Niami para a missão de cumprir seu preço exorbitante, pelo qual será vendida nas próximas semanas.

A The One possui tetos de 8 metros de altura e número de cômodos dignos de um palácio: 42 banheiros, 21 quartos, suíte master de 464 m², garagem para 30 carros, uma pista de boliche de quatro pistas, spa e um cinema com 30 lugares.

O uso do preto, branco e cinza em toda a casa foi baseado no desejo do proprietário em ter uma paleta neutra que permitisse que a natureza ao redor se destacasse.

Ainda segundo o site, devido aos decretos municipais recentemente aprovados nos EUA, uma casa desta magnitude nunca mais será construída em Los Angeles, o que faz dela ainda mais exclusiva para o futuro comprador.