PUBLICIDADE
Topo

"Trench coat verde herdado de avó me faz viajar no tempo até os anos 60"

Melody von Erlea - Arquivo Pessoal
Melody von Erlea
Imagem: Arquivo Pessoal

Marila Marasciulo

Colaboração para Nossa

28/12/2020 04h00

Melody von Erlea

Melody von Erlea

Profissão

Criadora de conteúdo e consultora de estilo

Minha roupa com história

Trench coat verde do Pierre Cardin, comprado nos anos 60 pela minha vó

Minha avó comprou esse trench coat em alguma viagem para o exterior, provavelmente Paris, nos anos 1960. Ele é um original Pierre Cardin e eu o herdei quando tinha 14 anos (hoje tenho 33), e até hoje é uma das minhas peças favoritas.

O casaco é de tecido impermeável e de uma cor bem ousada para o tipo de modelo, que em geral vem em cores discretas, como beges e cremes.

Pierre Cardin foi um estilista francês, ícone da moda francesa e um dos criadores do prêt-à-porter — conceito de roupas de boa qualidade, em geral assinadas por estilistas, mas feitas industrialmente em série.

Cardin acreditava em acessibilizar a moda e torná-la mais fácil de ser comprada, e por isso foi expulso da união de costureiros de alta-costura de Paris (anos mais tarde, voltou a receber seu lugar de direito).

É conhecido também por ser o criador da estética futurista dos anos 1960, que deu origem à moda dos Jetsons e de filmes como "2001 Uma Odisséia no Espaço". Sua coleção de 1964, Cosmocorps, tinha essa estética futurista, prática e minimalista. Gosto de pensar que esse casaco pode ser da versão prêt-à-porter dessa coleção — imagina que luxo!

Melody com o trench coat herdado pela avó  - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Melody com o trench coat herdado pela avó
Imagem: Arquivo Pessoal

O que mais gosto nessa peça é seu valor histórico: é um item da história da moda que vive no meu armário, uma peça autêntica vintage, um item de grife de uma época importantíssima para a moda e cultura pop.

Além disso, é algo que representa minha avó, uma pessoa que é parcialmente responsável pelo meu interesse em moda e por minha vontade de me expressar através das minhas roupas.

Quando visto esse trench coat me sinto estilosa, cool como uma it girl dos anos 1960. Também sinto que volto um pouco no tempo, ele me permite viajar e inventar uma nova narrativa para mim mesma.

Além de me fazer imaginar todo o contexto em que foi comprado: penso na minha avó olhando as araras, se encantando com esse tom de verde (imagino que devia ser dos poucos casacos coloridos à venda), comprando, passeando com ele em Paris, depois aqui no Brasil, guardando por anos até passar para mim.

Trench coat da Pierre Cardin - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Trench coat da Pierre Cardin
Imagem: Arquivo Pessoal

Uso sempre que tenho a oportunidade. Não é um casaco de inverno rigoroso.

Na verdade, é um casaco considerado de primavera na Europa, mas na primavera aqui do Brasil ele é um pouco demais, então deixo para quando bate aquele friozinho gostoso de outono ou se o tempo está meio chuvoso — afinal, trench coats são essencialmente capas de chuva.

Às vezes, gosto de vesti-lo para brincar que sou uma detetive misteriosa, porém famosa, tipo uma Carmen Sandiego brazuca.

Como usar

Très chic

Clássico dos clássicos, o trench coat por si só deixa qualquer produção chique. Para dar uma descontraída ou evitar que o look fique datado, combine-o com sneakers ou jeans.

Cores

Nada melhor do que versões coloridas de peças clássicas para compor visuais fashionistas. Vale também apostar em texturas diferentes ou em padronagens moderninhas.