PUBLICIDADE
Topo

Feijão fedido? Leguminosa do Sudoeste Asiático é cheia de sabor (e odor!)

Leguminosa do sudeste asiático - Getty Images/iStockphoto
Leguminosa do sudeste asiático Imagem: Getty Images/iStockphoto

De Nossa

27/11/2020 09h37

É estranho uma comida carregar no nome uma atribuição pejorativa. Mas é exatamente isso o que acontece com o petai, feijão típico do Sudoeste Asiático que acabou conhecido na língua inglesa como "stinky beans", ou feijão fedido.

O apelido revela de cara que o aroma é a característica mais marcante da leguminosa. Alguns relacionam o odor ao de gás metano, enxofre ou ovos podres.

O motivo está nos altos níveis de aminoácidos que, quando eliminados do corpo, são convertidos em compostos químicos com enxofre — dizem que pode ser sentido até na urina.

Petai: ingrediente é chamado de feijão fedorento pelo aroma similar ao de metano - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Petai: ingrediente é chamado de feijão fedorento pelo aroma similar ao de metano
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Nada disso impede, porém, que o ingrediente seja apreciado por países como a Malásia, a Indonésia e a Tailândia, onde não raro se vê cachos da leguminosa pendurados em barracas de rua.

O vegetal nasce numa árvore alta, pertencente à família das Fabaceae, a mesma da ervilha. Quando jovem, o feijão fica enroladinho e, quando maduro, alonga-se e transforma-se em tiras longas, largas e grandes.

Sambal petai: popular na Malásia  - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Sambal petai: popular na Malásia
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Na culinária, pode ser consumido cru, torrado ou frito. Também são descascados e viram conserva. Com sabor marcante, os exemplares maduros ficam bem se combinados a sabores fortes, como pasta de camarão, pimenta malagueta, alho e pasta de curry, usada no preparo do sambal petai, um refogado típico picante feito com o feijão.