PUBLICIDADE
Topo

'Ninguém aguenta mais campanha eleitoral', diz Zeca Camargo

De Nossa

11/10/2020 15h07

Na estreia do Brasil com Zeca, seu novo programa no UOL, o apresentador Zeca Camargo retornou com sua análise da Curva das Expectativas Flutuantes, quadro reservado para conversar sobre o que está em alta ou em baixa na cultura pop. Para ele, o público já está cansado do tradicional horário eleitoral e as campanhas exibidas na televisão.

"Ninguém aguenta mais campanha eleitoral da maneira como ainda fazem. [Os políticos] não sabem nada, não entendem nada", argumentou o jornalista.

Convidada especial deste domingo (11), atriz Monica Iozzi apoiou a opinião de Zeca. "Além de ser repetitivo, ainda se parece com o que faziam na década de 90. Eles usam publicitários para fazer propaganda, algo que já está ultrapassado. Nestas eleições, vai se dar melhor quem entender que isso não pega mais. A comunicação precisa ser outra".

Em alta: Bom Dia, Verônica e Borat 2

De acordo com Zeca, Bom Dia, Verônica, nova série nacional da Netflix é um dos assuntos mais comentados pelo público nos últimos dias. A produção, baseada no livro homônimo escrito por Ilana Casoy e Raphael Montes, entrou recentemente no catálogo da plataforma e figurou na lista das séries mais assistidos do serviço de streaming.

O elenco tem nomes de peso da dramaturgia nacional, entre eles Tainá Müller, Eduardo Moscovis, Camila Morgado e Elisa Volpatto. Na trama, uma policial investiga um predador sexual e acaba descobrindo uma sequência de segredos obscuros.

A sequência de Borat, filme protagonizado pelo ator britânico Sacha Baron Cohen (O Espião), também foi destacado pelo apresentador. O longa, uma espécie de documentário fictício, traz de volta o personagem-título, que retorna aos Estados Unidos na época do período da quarentena e em meio à tensão política do ano eleitoral americano.

Perfeição: Sob Pressão - Plantão Covid

O especial em dois episódios da série da TV Globo sobre a ação dos médicos durante a pandemia de covid-19 também foi lembrado por Zeca. Nas redes sociais, a exibição da primeira parte foi muito elogiada pelo público, com destaque para a atuação da protagonista Marjorie Estiano.

Vão falar: Novo programa de Monica Iozzi e Quase Normal

Para Zeca, o vindouro programa da atriz Monica Iozzi, ainda sem nome e com estreia prevista no Canal Brasil para 2021, será um dos próximos assuntos a cair na boca do povo. A futura atração terá como objetivo falar sobre o cenário político e econômico do Brasil com uma linguagem mais simples, para que o público se identifique com o debate e entenda um pouco mais sobre o que fazem os políticos do país.

O apresentador também destacou Quase Normal, seu livro de contos sobre o período de quarentena e com lançamento previsto para o início de novembro pela editora Toda Via. Serão 20 histórias curtas sobre a vida em isolamento social durante a pandemia do novo Coronavírus.

Em baixa: Campanha eleitoral e Emily em Paris

Em conversa durante o Brasil com Zeca, apresentador e convidada concordaram que o público já está cansado de assistir à campanha eleitoral da forma como ainda é feita. Para a dupla, é necessária uma mudança no formato atual para que as pessoas voltem a se identificar com os políticos do país.

Camargo também destacou a série Emily em Paris, produção estadunidense que entrou no catálogo da Netflix recentemente. Para o jornalista, a série estrelada por Lily Collins, filha do músico Phil Collins, tem roteiro fraco e serve apenas para matar as saudades de quem ama as paisagens da capital francesa.

Está voltando: Rita Lee

Uma das maiores artistas brasileira de todos os tempos, Rita Lee voltou a ser assunto após estampar a capa da edição mais recente da revista Cláudia. Na opinião de Zeca, a arte da cantora segue dialogando com o público desde a década de 60 até os dias de hoje. Para Monica, é essa capacidade de se manter atual que faz de Rita uma grande artista.