PUBLICIDADE
Topo

Como escolher a escrivaninha ideal para trabalhar em casa

Escolha da escrivaninha correta ajuda a tornar o trabalho em casa mais confortável e produtivo - Getty Images/iStockphoto
Escolha da escrivaninha correta ajuda a tornar o trabalho em casa mais confortável e produtivo
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Adriano Ferreira

Colaboração para Nossa

28/09/2020 04h00

O próprio lar acabou se tornando o escritório no isolamento social contra o coronavírus.

Devido à medida, o trabalho em casa pode proporcionar um conforto maior, especialmente se você escolher a escrivaninha adequada para uma boa produtividade, prevenção de problemas posturais e um ambiente mais elegante.

Em primeiro lugar, você terá que pensar na sua postura laboral com a escrivaninha, que deve estar adaptada à sua altura e associada ao uso de uma cadeira correta.

Se a cadeira ficar muito mais alta que a base do móvel, então a posição corporal terá um prejuízo, resultando em processos patológicos de dor na lombar e no ombro. De forma prática, os ângulos dos joelhos, tornozelos e quadril deverão ser de 90 graus.

É essencial ficar de olho na posição de todos os objetos e em sua postura - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
É essencial ficar de olho na posição de todos os objetos e em sua postura
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Além disso, as suas mãos devem estar apoiadas na mesa sem que seus ombros estejam demasiadamente levantados ou abaixados, o que provocaria o que os fisioterapeutas chamam de "projeção cefálica" ou cabeça para frente.

Canto e tamanho ideal

Posição e iluminação do seu local de trabalho em casa são cruciais para a produtividade - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Posição e iluminação do seu local de trabalho em casa são cruciais para a produtividade
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Depois de ter em mente que a escrivaninha e a cadeira devem estar corretas para a sua altura, o próximo critério é o lugar do móvel. Se você trabalhar em um local que não tem uma boa ventilação, isso pode causar mais sono no expediente. Além disso, a parte traseira do seu computador ou laptop precisa estar contra a luz do sol, pois essa iluminação natural compromete a visão do monitor.

O seu desempenho será melhor onde o número de interrupções ou distrações (passagem de pessoas, cheiro de comida, televisão, entre outros) forem reduzidos.

Após essa verificação, você saberá a medida que a sua mesa pode ter.

A largura é uma característica que define significativamente a sua limitação de espaço no trabalho, que poderá ser pouca ou muita. No entanto não fique preocupado com o tamanho, porque não é por ser menor que deve ser ruim. Existem modelos de aproximadamente 1 metro de largura com fixação de parede, que impede a perda de espaço do vão com os pés.

Dimensões básicas

Para a medição correta, é fundamental usar uma trena para verificar o quanto de espaço está disponível. Caso o quarto seja escolhido, teste abrir as portas do armário. Se for na sala, observe se a passagem não ficará obstruída. Essas averiguações te darão uma noção do tamanho máximo para a sua escrivaninha.

Você poderá comprá-la pessoalmente em uma loja, fazer o pedido pela internet ou encomendá-la com um marceneiro.

Pequena ou grande, a mesa deve ter as dimensões proporcionais para maior conforto - Getty Images - Getty Images
Pequena ou grande, a mesa deve ter as dimensões proporcionais para maior conforto
Imagem: Getty Images

Em todas as maneiras de compra, as seguintes dicas abaixo dão uma noção básica das dimensões:

  • A largura mínima da mesa deverá ser de 75 cm para garantir o conforto das pernas e a cadeira.
  • A altura deve ter entre 70 cm e 78 cm. Caso a cadeira tenha braço de apoio, isso ajudará em um posicionamento confortável para a altura das pernas e o apoio para os braços.
  • A profundidade dependerá do uso. Se for apenas para um notebook e seu espaço for realmente apertado, ela pode ter 35 cm de profundidade. Caso você use um monitor, a profundidade mínima muda para 40 cm. Ressaltando que o ideal é aproximadamente 50 cm de distância entre a tela e o usuário para não comprometer a visão.
  • O espaço deve ter no mínimo 60 cm para movimentar a sua cadeira e evitar que você se atrapalhe na hora de se levantar, sair em um corredor ou em um local que tenha outros móveis atrás.

O material poderá ser em MDF, MDP ou madeira maciça, que contenha um tampo de 2,5 cm para que não haja envergadura com o peso.

Quanto mais funcional, mais conforto

Gaveteiros, local para CPU e apoio para teclado são algumas funcionalidades que fazem a diferença - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Gaveteiros, local para CPU e apoio para teclado são algumas funcionalidades que fazem a diferença
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Quanto mais funcional for o modelo, melhor o ajuste para a sua necessidade. Existe uma variedade de opções que podem ser retráteis, dobráveis e incluir nicho para CPU, gavetas, apoio de teclado e para os pés. Você também consegue encontrar caixa para tomadas que ficam na superfície do móvel de uma maneira prática e discreta.

O apoio do teclado, em especial, traz o benefício de não deixar os braços mais altos que a linha do cotovelo, evitando sobrecarregar ombro. O apoio para os pés ajuda a manter o alinhamento da coluna sem a sobrecarga da lombar e do quadril, o que alivia a pressão atrás do joelho, enquanto as pernas precisam estar confortavelmente encaixadas em baixo do móvel.

Hora da compra

É importante já ter as medidas feitas em casa para a compra na loja física. Na internet sempre avalie se o móvel é funcional e também os comentários das pessoas que já compraram o produto.

Na encomenda com o marceneiro, a ergonomia pode alcançar o máximo nível possível, porque você tem mais liberdade para colocar o apoio para os pés, para o notebook e o para o teclado. Essa é uma maneira bem segura e personalizada de decidir como será o seu móvel.

Estilo, design e personalidade

Detalhes deixam o espaço de trabalho com a sua cara - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Detalhes deixam o espaço de trabalho com a sua cara
Imagem: Getty Images/iStockphoto

No sentido estético e de praticidade, é recomendável prever a maneira como será usado o seu espaço de trabalho. É bagunceiro? A melhor solução é encontrar modelos com um tom amadeirado e com gavetas, ou opte por um gaveteiro de rodinhas. É superorganizado? Então se sinta à vontade para um tampo de vidro e pé de cavalete.

Busque também uma harmonia visual com o resto do cômodo. Os modelos de escrivaninhas de cores neutras, como branco, cinza ou preto, propiciam uma maior variação de combinações; mas não é regra.

Um vaso pequeno com uma plantinha vai ajudar a deixar o ambiente bonito e com um ar mais agradável. Canetas, bloquinhos e iluminação darão ainda mais estilo para o espaço que faz parte da sua casa e que merece ser inspirador, charmoso e tratado com carinho.

Fontes: Juliana Borges, arquiteta e fundadora do studio virtual Vibra.arq, Michelle Souza, arquiteta da Decorati, Diego Henrique, fisioterapeuta particular, Igor Guerra, Design de interiores, e Maurício García, fisioterapeuta, CEO da Mauricio Garcia - Fisioterapia Aplicada Ltda, Delegado do Crefito (Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 3° Região) e membro do CETE (Centro de traumatologia do Esporte) da UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo).