PUBLICIDADE
Topo

A camisa de futebol mais cara do mundo, de R$ 3,7 mil, não é de um time

Desfile da coleção outono/inverno 2020/2021 da Balenciaga na Paris Fashion Week - Getty Images
Desfile da coleção outono/inverno 2020/2021 da Balenciaga na Paris Fashion Week
Imagem: Getty Images

Gustavo Frank

De Nossa

10/09/2020 04h00

Há quem diga que camiseta de futebol não é roupa para sair de casa. Essa discussão, para quem navega pelos mares do Twitter, não é tão nova.

Afinal, quem somos nós para irmos contra Beyoncé.

No entanto, há também quem discorde, e a Balenciaga entrou para esse time, apresentando peças com estilo, digamos, boleiro, no desfile da coleção outono/inverno 2020.

A pessoa por trás da ideia é o diretor criativo da grife, Demna Gvasalia, que percebeu a presença cada vez mais notável das camisetas fora dos estádios e das partidas cotidianas.

A partir disso, nasceu a versão de luxo do item polêmico, que custa 541 libras, aproximadamente R$ 3,7 mil.

Logo-embroidered cotton-jersey T-shirt, Balenciaga - Reprodução/Matches Fashion - Reprodução/Matches Fashion
Logo-embroidered cotton-jersey T-shirt, Balenciaga
Imagem: Reprodução/Matches Fashion

A subversão dos sentidos de luxo e moda

A peça, que acabou de chegar às lojas, é feita de algodão premium de peso médio, com corte largo e oversized, com ombros caídos e uma gola pensada para navegar entre a linha das roupas esportivas e do luxo — sendo este último carregado pelo olhar de Gvsalia no streetwear.

A perspectiva do diretor criativo para criar a camiseta, com todos os elementos que nos levam até o universo esportivo, não vem somente da sua percepção do que as pessoas estão usando nas ruas, mas também em memórias da sua infância no campinhos da Geórgia, país localizado na Europa Oriental.

Camiseta de futebol Balenciaga - Divulgação - Divulgação
Camiseta de futebol Balenciaga
Imagem: Divulgação

Peça traz o número 10 nas costas - Divulgação - Divulgação
Peça traz o número 10 nas costas
Imagem: Divulgação

Demna foi considerado a pessoa do ano pelo Business of Fashion, em 2016, pelas suas contribuições ao universo da moda. Já a Balenciaga, em análise feita pela The Lyst Index no segundo trimestre de 2020, foi eleita a quarta grife mais importante do mundo — ficando atrás apenas da Nike, Off-White e Gucci.

Demna Gvasalia, diretor criativo da Balenciaga - Divulgação - Divulgação
Demna Gvasalia, diretor criativo da Balenciaga
Imagem: Divulgação

Quando moda e esporte se misturam

A fusão entre essas duas tribos pode parecer improvável e distante, mas não é a primeira vez que uma grife aposta no visual futebolístico para uma de suas peças.

Em 2014, a Versace apresentou a White Football T-Shirt, que segue a mesma premissa: uma camiseta de futebol para quem quer fazer parte do time fashionista.

Em poliéster, a camiseta foi avaliada em R$ 2,5 mil, sendo a mais cara até o mais recente lançamento da Balenciaga.

Camisa de futebol da Versace - Divulgação - Divulgação
Camiseta de futebol da Versace
Imagem: Divulgação
White Football T-Shirt - Divulgação - Divulgação
White Football T-Shirt
Imagem: Divulgação

Aqui, vale destacar que esse título leva em conta as peças disponibilizadas no mercado tradicional, descartando as que possuem autógrafos, criação exclusiva ou outras estilizações, que podem levá-las a custar ainda mais caro para colecionadores em leilões e outros eventos.

Não é também a estreia da grife comandada por Donatella Versace dentro dos "campos".

No mesmo ano, enquanto acontecia a Copa do Mundo do Brasil, a maison fez uma homenagem ao evento apresentando uma camiseta comemorativa, que trazia o clássico desenho da medusa misturado a outros elementos que fazem referência ao futebol e ao nosso país.

Camiseta comemorativa da Copa do Mundo, em 2014, criada pela Versace - Divulgação - Divulgação
Camiseta comemorativa da Copa do Mundo, em 2014, criada pela Versace
Imagem: Divulgação

"Uma nova estampa barroca da Versace é criada usando as cores do carnaval brasileiro, decorada com repetidas imagens de jogadores de futebol e flores. Correntes de ouro e estampa de leopardo adicionam luxo, enquanto as silhuetas de jogadores de futebol conectam o glamour da Versace com o espírito esportivo do Brasil. No coração da camiseta está a icônica cabeça de Medusa, com um toque especial Versace rock", descreveu a grife.

Essa peça, na época, foi comercializada no valor de R$ 3 mil.

Moda é expressão do tempo e de si mesmo

Para a curadora e diretora de moda inglesa Ligaya Salazar, a adaptação das roupas do dia a dia para o universo esportivo é inevitável, principalmente se analisado de uma perspectiva ainda maior do que só as "camisetas de time", como sneakers e até mesmo bolsas.

Eu considero que a relação entre moda e esporte vem se intensificando recentemente. Tudo que nós vestimos na rua e na passarela precisam ser adaptadas ao tempo em que vivemos. As tendências, assim como as estações do ano, emergem novas necessidades".

O que entende-se de moda dentro do universo dos fashionistas são as tendências. É um ponto importante, mas não o único.

É também a forma como nos colocamos para o mundo, desde o momento que decidimos o que vamos vestir para o restante do dia depois que acordamos — seja uma calça Dolce & Gabbana ou uma camiseta de time.

O jornalista Emanuel Colombari é colecionador de camisetas de time. Seu acervo conta com mais de 200 delas, dos mais diversos clubes nacionais e internacionais.

"Camisa de futebol tem muito a ver com representatividade, com pertencimento", diz ele ao Nossa. "Para o torcedor comum, é a sensação de fazer parte de um grupo maior, no qual todo mundo veste a camisa de um mesmo time. Para o colecionador, talvez seja a compreensão a respeito de diferentes grupos, de como aquela camisa representa algo para o torcedor de outros times, de outros países".