PUBLICIDADE
Topo

Viagens com isolamento: conheça alguns dos hotéis mais remotos do mundo

Isolamento e distanciamento social, mesmo antes da pandemia, já criavam os conceitos de hotéis e resorts ao redor do mundo - Divulgação
Isolamento e distanciamento social, mesmo antes da pandemia, já criavam os conceitos de hotéis e resorts ao redor do mundo
Imagem: Divulgação

Marcel Vincenti

Colaboração para Nossa

03/08/2020 04h00

Mesmo com a retomada gradual das viagens ao redor do mundo, muitas pessoas devem buscar, a partir de agora, o máximo possível de distanciamento social durante as férias.

E, em diversas partes do planeta, há hotéis e resorts que oferecem exatamente isso para seus clientes.

São estabelecimentos situados em locais isolados, que aceitam poucos hóspedes e que, de quebra, realizam lindos passeios na natureza.

A seguir, conheça alguns dos mais remotos hotéis do globo (todos os preços citados estão sujeitos a alterações).

Sheldon Chalet - Alasca (EUA)

Sheldon Chalet  - Divulgação - Divulgação
Sheldon Chalet
Imagem: Divulgação

Isolado no meio das montanhas do Denali National Park, este hotel fica em uma das mais lindas áreas de ecoturismo do Alasca, nos Estados Unidos.

Para ir até este estabelecimento, os viajantes precisam tomar um helicóptero e, ao chegar lá, são presenteados com um ambiente de exclusividade.

A capacidade do Sheldon Chalet é de apenas dez hóspedes - que, durante sua estadia, têm suas refeições preparadas por um chef.

À disposição dos clientes, há também guias que conduzem passeios pelo Denali National Park, onde é possível explorar cavernas de gelo e fazer piqueniques dentro de um iglu.

O Sheldon Chalet está operando atualmente: a estadia de três noites custa a partir de US$ 35 mil (cerca de R$ 180 mil) para duas pessoas. O preço inclui, entre outros serviços, o transporte de helicóptero e a alimentação durante a hospedagem.

Great Bear Lodge - Great Bear Rainforest (Canadá)

Great Bear Lodge - Divulgação - Divulgação
Great Bear Lodge
Imagem: Divulgação

O lodge está localizado em uma remota região de ecoturismo chamada Great Bear Rainforest, no extremo oeste do Canadá.

O estabelecimento hoteleiro fica sobre um braço de mar, cercado por bosques. Os hóspedes chegam ao local de avião, que pousa na água.

Com reabertura programada para o dia 17 de agosto, o Great Bear Lodge possui apenas nove quartos e, durante a estadia, os clientes podem fazer muitos passeios na natureza: um dos tours, por exemplo, os leva para observar ursos no meio do ambiente selvagem.

A estadia de três noites custa a partir de 2.495 dólares canadenses (mais de R$ 9.600) por pessoa em acomodação dupla (incluindo o transporte aéreo até a Great Bear Rainforest e atividades de ecoturismo).

Skylodge Adventure Suites - Vale Sagrado (Peru)

Skylodge Adventure Suites - Divulgação - Divulgação
Skylodge Adventure Suites
Imagem: Divulgação

E que tal se hospedar em cápsulas transparentes penduradas no paredão de uma montanha a aproximadamente 400 metros de altura?

É esta experiência que o estabelecimento oferece para turistas em pleno Vale Sagrado, no Peru.

As acomodações (são três ao todo) têm cerca de 7,5 metros de comprimento, 2,5 metros de largura e 2,5 metros de altura - e cada uma delas possui quatro camas, espaço para refeições e um banheiro.

Para chegar até as cápsulas, os hóspedes enfrentam um trajeto a pé de mais de uma hora, durante o qual sobem uma escada de ferro cravada na montanha e andam (protegidos por equipamentos de segurança) pela beirada da formação rochosa.

O Skylodge Adventure Suites está funcionando atualmente: há diárias custando cerca de US$ 430 (aproximadamente R$ 2.220).

Amangiri - Canyon Point (EUA)

Amangiri - Divulgação - Divulgação
Amangiri
Imagem: Divulgação

Localizado na região de Canyon Point, no Estado norte-americano de Utah, o resort promete muita sensação de isolamento para seus hóspedes.

Sua moderna estrutura se integra a uma paisagem desértica e remota, completamente afastada do ambiente urbano e propiciando vista privilegiada para cenários montanhosos.

Com pouco mais de 30 acomodações (muitas delas com piscinas privativas), o Amangiri abriga uma piscina que "abraça" uma formação rochosa e o chamado Desert Lounge (Lounge do Deserto) - um espaço ao ar livre onde os hóspedes podem se sentar para observar as estrelas.

O resort também tem um spa que ocupa uma área de 2.322 m².

Há diárias no local custando US$ 3.600 (mais de R$ 18.500), preço que inclui o transporte desde o aeroporto da cidade de Page, a 30 minutos de distância.

O Amangiri está operando atualmente.

Manta Resort - Pemba Island (Tanzânia)

Manta Resort - Divulgação - Divulgação
Manta Resort
Imagem: Divulgação

Localizado em uma paradisíaca ilha da Tanzânia, o resort oferece uma acomodação situada no meio do mar, a aproximadamente 250 metros da praia.

Parte de sua estrutura se encontra acima da superfície do oceano. Já o quarto fica dentro da água, com janelas que dão visão para a vida marinha local. A capacidade máxima é de duas pessoas.

E os hóspedes ainda podem pular no oceano desde a varanda.

Porém, por causa da pandemia, o Manta Resort ainda permanecerá fechado por um bom tempo: o estabelecimento só pretende reabrir as portas em junho de 2021.

As diárias da acomodação no meio do mar chegavam a custar US$ 1.900 (quase R$ 9.800) para dois ocupantes.

Ilimanaq Lodge - Ilimanaq (Groenlândia)

Ilimanaq Lodge - Divulgação - Divulgação
Ilimanaq Lodge
Imagem: Divulgação

A hsopedagem fica em Ilimanaq, vilarejo com menos de 50 habitantes na remotíssima Groenlândia.

O estabelecimento possui apenas 15 acomodações, todas com vista para o mar e para as formações de gelo que se destacam na superfície da água.

Fechado atualmente por causa da pandemia, o Ilimanaq Lodge só pode ser acessado de barco ou helicóptero e, durante a estadia, os clientes realizam atividades como tours que visitam uma geleira. O cardápio do restaurante do hotel, por sua vez, tem iguarias como carne de rena.

Tarifas para duas pessoas chegam a custar 2.800 coroas dinamarquesas (cerca de R$ 2.300).

Bushmans Kloof - Cederberg Mountains (África do Sul)

Bushmans Kloof - Divulgação - Divulgação
Bushmans Kloof
Imagem: Divulgação

Situado na região das Cederberg Mountains (região de ecoturismo a aproximadamente três horas da Cidade do Cabo, na África do Sul), o estabelecimento tem capacidade para apenas 32 hóspedes, que podem curtir uma estadia com muita sensação de isolamento.

Fechado neste momento por causa da pandemia, o estabelecimento possui uma estrutura cercada por muita natureza, com áreas para jantar ao ar livre e espaços para observar as estrelas.

E os clientes podem ainda visitar cachoeiras e fazer passeios com veículos para admirar o pôr do sol desde ângulos privilegiados.

Diárias no Bushmans Kloof custam a partir de aproximadamente US$ 315 (mais de R$ 1.600).

Explora Rapa Nui - Ilha de Páscoa (Chile)

Explora Rapa Nui - Divulgação - Divulgação
Explora Rapa Nui
Imagem: Divulgação

Localizada em uma isolada área do oceano Pacífico, a Ilha de Páscoa (também chamada de Rapa Nui) é um dos lugares mais remotos do mundo.

E é lá que este hotel oferece 30 acomodações em uma área privativa com 9,5 km² e vistas incríveis para o mar.

Sua infraestrutura conta com piscina de borda infinita, jacuzzi, bar, sauna e restaurante.

Fechado neste momento, o estabelecimento pretende reabrir as portas no próximo dia 1º de outubro.

diárias custando US$ 705 por pessoa (mais de R$ 3.600) - preço que inclui, entre outros serviços, todas as alimentações e transfer.

One&Only Nyungwe House - Gisakura (Ruanda)

One&Only Nyungwe House - Divulgação - Divulgação
One&Only Nyungwe House
Imagem: Divulgação

O resort divide paisagem com uma floresta e tem apenas 22 acomodações, propiciando fartura de contato com a natureza e muita sensação de isolamento para seus clientes.

No local, uma piscina de borda infinita oferece vista panorâmica para a mata e guias levam os hóspedes para observar chimpanzés no ambiente selvagem.

Atualmente fechado por causa da pandemia, o One&Only Nyungwe House tem diárias que chegam a custar US$ 1.034 por pessoa (mais de R$ 5.300).

Wolwedans Private Camp (Namíbia)

Wolwedans Private Camp  - Divulgação - Divulgação
Wolwedans Private Camp
Imagem: Divulgação

O local está localizado no sudoeste da Namíbia, em uma região desértica e remota marcada por cenários montanhosos.

Além de possuir piscina e serviços de chef e mordomo, o estabelecimento realiza tours que levam os hóspedes para cavalgar no deserto e até para voar de balão.

O Wolwedans se encontra fechado atualmente. O estabelecimento tem planos para reabrir em outubro deste ano. Diárias sob consulta.