PUBLICIDADE
Topo

Mais que um suquinho: saiba como combinar frutas e destilados

Escolha usa fruta e sua bebida: a mistura pode ganhar sabores que você nem imagina - Getty Images
Escolha usa fruta e sua bebida: a mistura pode ganhar sabores que você nem imagina
Imagem: Getty Images

Pedro Marques

Colaboração para Nossa

17/07/2020 04h00

Seja na forma de sucos, xaropes, compotas ou como decoração, frutas são indispensáveis na coquetelaria, embora nem sempre elas recebem a merecida importância. Culpa dos populares drinques coloridos, leves e enfeitados com guarda-chuvinhas, feitos com muito suco, gelo e açúcar - truque ainda usado para disfarçar destilados de qualidade questionável.

Sabendo usar, porém, uma fruta fresquinha pode render tanto coquetéis refrescantes, quanto mais potentes.

Morangos com limão? Que tal animar esse suco com o destilado certo? - Getty Images - Getty Images
Morangos com limão? Que tal animar esse suco com o destilado certo?
Imagem: Getty Images

Nada muito complicado, basta seguir algumas dicas, garantem Talita Simões, mixologista e embaixadora da Diageo Reserve, linha de bebidas premium da gigante do setor de bebidas alcoólicas, e Danilo Rodrigues, chefe de bar do Fat Cow, endereço que investe em drinques para acompanhar petiscos e burgers preparados com técnicas da alta gastronomia.

A primeira, ensinam, é fugir das bebidas envelhecidas. "Elas são mais complexas e têm muitos aromas e sabores, que variam de acordo com o tempo de maturação e a madeira usada", explica Simões. "Por isso é melhor trabalhar com destilados brancos, que são mais neutros e combinam com mais ingredientes", orienta Rodrigues.

Outra sugestão é ter sempre limões na despensa, que vão bem com a maioria das bebidas e aparecem em várias receitas clássicas. Vale também experimentar com o que estiver à mão.

Geralmente, as pessoas têm uma fruta na geladeira. Se inventar muito e tiver que ir ao supermercado para comprar um ingrediente, tira a vontade de fazer um drinque, ainda mais no meio de uma pandemia", diz Simões.

Com limões na despensa, os drinques estão garantidos - e não é só caipirinha - Getty Images - Getty Images
Com limões na despensa, os drinques estão garantidos - e não é só caipirinha
Imagem: Getty Images

Deu "match"

Só não vale sair misturando tudo o que encontrar pela frente. Há combinações imbatíveis, enquanto outras não dão jogo, os sabores não ornam.

Para facilitar sua vida, os dois especialistas indicam a seguir quais frutas casam com os destilados mais populares do mercado.

Cachaça

Faz um bom par com ingredientes cítricos (limão, laranja, etc) e amarelos (abacaxi, manga e maracujá). "Uma das minhas misturas preferidas é com caju", diz Rodrigues.

Gim

Mesmo sendo muito aromático, é feito com álcool neutro, o que aumenta o leque de combinações, especialmente com ingredientes tropicais. A embaixadora da Diageo Reserve recomenda usar cascas das frutas ou produtos desidratados, que trazem aromas e sabores mais sutis.

Tequila com manga, lima, limão e pimenta rendem, por exemplo, um drique bem refrescante - Getty Images - Getty Images
Tequila com manga, lima, limão e pimenta rendem, por exemplo, um drique bem refrescante
Imagem: Getty Images

Rum

Limão e abacaxi são escolhas certeiras com a versão branca da bebida, basta pensar em clássicos como Daiquiri e Piña Colada.

Tequila

Além do onipresente limão, frutas vermelhas, inclusive goiaba, funcionam com a versão prata do destilado mexicano. "Gosto muito com morango, fica bem refrescante", diz Simões.

Vodca

Aqui não tem mistério. Como seu sabor é neutro, faz par com praticamente qualquer fruta.

Mais que um refresco

Mojito com kiwi e lima - Getty Images - Getty Images
Mojito com kiwi e lima
Imagem: Getty Images

Os dois profissionais ouvidos pela reportagem avisam que as combinações acima são apenas uma referência e muitas possibilidades estão abertas.

Quem está com pressa pode só misturar sucos e destilados em um copo com gelo é a maneira mais simples - pode até usar produtos industrializados - desde que sejam de boa qualidade, claro.

Macerar as frutas com açúcar em um copo, acrescentar gelo e sua bebida preferida, como se faz em uma Caipirinha, rende um drinque mais alcoólico. "Infusões ficam bastante interessantes e permitem fazer coquetéis mais elaborados", afirma Danilo Rodrigues.

Talita Simões aposta em reduções. "Coloco suco de manga, abacaxi picadinho e um maracujá com açúcar demerara em uma panela e levo ao fogo bem baixo, até virar um purê. Depois, misturo um pouco desse concentrado com gim e água tônica em um copo com gelo e pronto, tenho um drinque", diz. "O bom é que o concentrado dura por até sete dias na geladeira, evita o desperdício."

Tudo vai depender do resultado que você quer. Mas pelo menos agora você já sabe que coquetel com fruta pode ser mais que um copo colorido com um guarda-chuvinha.