PUBLICIDADE
Topo

Sapateira na porta de casa: como acomodar com charme calçados usados na rua

Em tempos de pandemia do coronavírus, esse espaço da casa é muito usado e pode ser decorado com criatividade - Reprodução/Pinterest
Em tempos de pandemia do coronavírus, esse espaço da casa é muito usado e pode ser decorado com criatividade Imagem: Reprodução/Pinterest

Claudia Dias

Colaboração para Nossa

13/07/2020 04h00

Nunca foi tão necessário o hábito de tirar os sapatos ao chegar em casa, depois de qualquer incursão à rua.

Desde o início da pandemia, não é mais aceitável entrar no imóvel sem a devida higienização, o que significa ficar descalço ali mesmo, na porta. Isso leva à necessidade de adequação do espaço na entrada, mas nem de longe deve ser um canto sem graça.

"Não é preciso uma super-reforma para ter móveis que atendam essa necessidade. Basta ter um local apropriado", argumenta a arquiteta Júlia Guadix, do escritório Liv'n Arquitetura.

A arquiteta e designer de interiores Elaine Gonzalez, da UMM Arquitetura, acrescenta que é interessante o local permitir a retirada de sapatos, luvas e máscaras, casacos e outros itens utilizados fora, sendo mantidos separados do restante da casa, até que sejam higienizados completamente. "Assim, podemos entrar em casa somente com as roupas para término da completa limpeza", aponta.

Como estruturar o espaço

Na impossibilidade de um projeto personalizado (como os exemplos abaixo), Isabela Caserta, designer de produto na MadeiraMadeira, lista algumas intervenções úteis e práticas. O mobiliário básico, nesse caso, inclui:

  • Cabideiro: trata-se de ítem indispensável, fundamental para evitar que roupas e bolsas, eventualmente contaminadas, tenham contato com áreas seguras. Faz diferença se a peça tiver lugar para acomodar sapatos. Caso contrário, podem ser adotados cestos ou nichos para guardá-los.
  • Mesa de apoio ou aparador: além de ótimos para trazer mais funcionalidade para a área de entrada, servem para escorar materiais de higiene (álcool em gel e líquido, principalmente), além de chaves, carteiras e itens que devem ser higienizados o mais rápido possível.
  • Puff, banco ou cadeira: ajuda bastante ter um lugar para se sentar ao calçar ou tirar os sapatos. Alguns móveis trazem vãos que permitem guardar os produtos de higiene.

Ideias para inspirar

Independentemente da área disponível, é possível montar um cantinho prático e, ao mesmo tempo, aconchegante e cheio de estilo na entrada da casa, como nos seis projetos a seguir.

1.

Daniela Coli - Divulgação - Divulgação
Projeto de Daniela Coli
Imagem: Divulgação

Bem ao lado da entrada do apartamento projetado pela arquiteta Daniela Coli, uma estante planejada revela que vai bem além da decoração.

Na parte inferior do móvel, há um puff com rodízio, útil sobretudo para moradores de mais idade ou com mobilidade reduzida. Também há nichos para acomodar os sapatos recém-chegados da rua e espaço suficiente para guardar dispenser de álcool. O móvel conta com luz embutida, que facilita o uso à noite.

2.

Liv'n - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

A proposta do apartamento projetado pela arquiteta Julia Guadix, da Liv'n Arquitetura, era ter um móvel que tivesse função parecida dos halls de entrada das casas americanas - guardar casacos em uso, bolsa, mochila e sapatos da rua.

A peça não é profunda: tem apenas 35 cm, o que não atrapalha a circulação no apartamento de 72 m². Além de acomodar os itens no armário vertical na lateral ou nos gavetões na parte de baixo, os moradores podem se apoiar e sentar no espaço na frente do espelho.

3.

Inside Arquitetura & Design - Mariana Orsi - Mariana Orsi
Projeto da Inside Arquitetura & Design
Imagem: Mariana Orsi

O hall do elevador social que dá acesso exclusivo ao apartamento projetado pela Inside Arquitetura & Design permite que moradores e visitantes deixem os sapatos usados na rua fora da área interna.

Todo escuro, conta com grafite do artista plástico Roberto Bieto e um grande espelho. No chão, um pufe com abertura acomoda os calçados na ativa, enquanto o cesto na lateral guarda as pantufas para circular dentro de casa.

Além disso, um pequeno móvel com espelho e nichos serve de apoio para itens de decoração, álcool gel e afins.

4.

Cristiane Schiavoni - Carlos Piratininga - Carlos Piratininga
Imagem: Carlos Piratininga

Cristiane Schiavoni - Carlos Piratininga - Carlos Piratininga
Projeto de Cristiane Schiavoni
Imagem: Carlos Piratininga

Inspirada no estilo japonês, a decoração proposta pela arquiteta Cristiane Schiavoni para o hall de acesso do elevador ao apartamento contempla o necessário para que a rotina de entrar e sair de casa seja segura. ''

O armário, fixado na parede, é o espaço para os sapatos usados, enquanto o banco garante mais conforto na hora do descalçar. Além disso, o tapete oferece conforto térmico e o grande espelho serve para aquela olhadinha antes de sair de casa.

5.

Elaine Gonzalez - Divulgação - Divulgação
Projeto de Elaine Gonzalez
Imagem: Divulgação

Para o hall de entrada que serve a dois apartamentos, a arquiteta e designer de interiores Elaine Gonzalez propôs um móvel customizado, visando proporcionar conforto para moradores e visitantes, sugerindo que os sapatos sejam retirados e guardados ali - e substituídos por pantufas.

Com portas e prateleira interna, também possui um futon para tornar o uso mais confortável. O clima de aconchego é reforçado com iluminação e papel de parede delicado.

6.

Julia Guadix, da Liv'n Arquitetura - Guilherme Pucci - Guilherme Pucci
Projeto de Julia Guadix, da Liv'n Arquitetura
Imagem: Guilherme Pucci

Não precisa ser feita uma grande intervenção para adaptar a entrada, como neste canto projetado pela arquiteta Julia Guadix, da Liv'n Arquitetura.

Ela apenas combinou cadeira e móvel com características que atendessem a necessidade - no caso, uma peça de estilo industrial, que combina banco com prateleira e cabideiros.

Produzida em estrutura metálica pintada de preto e detalhes de madeira maciça, permite apoiar roupas, bolsas, capacetes, sapatos e itens de higienização, à disposição de quem chega ao apartamento.