PUBLICIDADE
Topo

MSC anuncia detalhes da retomada de cruzeiros na temporada 2020/2021

Navio da MSC Cruzeiros - Reprodução
Navio da MSC Cruzeiros Imagem: Reprodução

De Nossa

02/07/2020 18h19

Por conta da pandemia do coronavírus, a MSC Cruzeiros estava com operações de seus navios paralisadas de março até 31 de julho em todas as regiões em que a companhia opera. Desde a semana passada, a empresa vem anunciado a retomada ou extensão das suspensões para a temporada 2020/2021 em resposta ao retorno do turismo em todo o mundo.

Os navios que operam no Caribe, a partir dos portos dos Estados Unidos, seguem parados até 15 de setembro de 2020.

Em novembro, a programação de América do Sul e internacional e de seus principais itinerários estarão de volta com mudanças nos navios previstos anteriormente.

Na temporada 2020/2021 na América do Sul, o MSC Seaview substituirá o MSC Grandiosa, e oferecerá cruzeiros de sete noites no Brasil, de Santos ao Nordeste, com escalas em Ilha Grande/Angra dos Reis, Búzios, Salvador e, de forma inédita, em Maceió, sendo esses dois últimos destinos também portos de embarque.

O MSC Musica substituirá o MSC Fantasia e oferecerá cruzeiros de sete noites partindo de Santos, com escalas em Punta Del Este, no Uruguai, Buenos Aires, na Argentina, com um pernoite, e em Itajaí, onde também serão realizados embarques.

O MSC Preziosa navegará pelos seus itinerários originalmente planejados, partindo do Rio de Janeiro, com uma variedade de cruzeiros de três a oito noites com escalas em Ilhéus, Salvador, Ilha Grande / Angra dos Reis, Búzios, Porto Belo, Balneário Camboriú, Santos, Ilhabela, Punta Del Este, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina, além de minicruzeiros partindo de Santos.

O MSC Sinfonia, em substituição ao MSC Orchestra, oferecerá cruzeiros de oito ou nove noites, com embarques em Buenos Aires, na Argentina, e escalas em Montevidéu, no Uruguai, Búzios, Rio de Janeiro, Ilhabela, Ilha Grande/Angra dos Reis e Itajaí, no Brasil, com a possibilidade de embarques tanto em Buenos Aires como em Montevidéu.

A companhia confirma, também, os itinerários de verão do hemisfério norte de 2021, com toda a frota da MSC Cruzeiros, incluindo dois novos navios que ainda estão em construção, em operação a partir de março de 2021.

Todos os hóspedes que tiveram a sua reserva afetada por quaisquer mudanças serão automaticamente transferidos para outro navio com o mesmo itinerário ou similar. Já os novos hóspedes que reservarem com a MSC Cruzeiros até 31 de julho de 2020 contarão com condições flexíveis, segundo a companhia.

Medidas sanitárias

Segundo a MSC, os rigorosos protocolos de saúde e segurança foram aperfeiçoados e aprimorados. Entre eles:

  • a triagem térmica de todos os hóspedes e tripulantes para verificar suas temperaturas antes de embarcar em todos os navios;
  • embarque negado a qualquer pessoa com sinais ou sintomas da doença; veto a passageiros que se tivessem viajado por países e regiões de alto risco;
  • embarque negado a qualquer pessoa que, dentro de 14 dias antes do embarque, tenha tido contato próximo ou tenha ajudado a cuidar de alguém suspeito ou diagnosticado com coronavírus ou que tenha sido submetido ao monitoramento de saúde por possível exposição ao coronavírus.

Além disso, a companhia garante a adoção de novos processos de higienização de cada navio antes do embarque dos passageiros, durante a navegação e após cada cruzeiro.

Novo protocolo

A MSC informa, ainda, que um novo protocolo abrangente de saúde e segurança está sendo desenvolvido em colaboração com autoridades de saúde e com o suporte de uma equipe de especialistas médicos externos.

"Este protocolo cobrirá todos os aspectos do cruzeiro, desde a fase de reserva até o desembarque e o retorno para casa. Também incluirá todos os aspectos da vida a bordo e as medidas de prevenção garantirão a saúde e o bem-estar dos hóspedes e da tripulação, incluindo medidas de sanitização aprimoradas, diretrizes para a vida a bordo, além de instalações médicas aprimoradas e triagens de saúde para os hóspedes e a tripulação", diz comunicado oficial.