PUBLICIDADE
Topo

Aeroporto de Guarulhos medirá temperatura com inteligência artificial

Fila no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo - Getty Images
Fila no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo Imagem: Getty Images

De Nossa, em São Paulo

19/06/2020 13h43

O Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, anunciou hoje que vai passar a medir a temperatura dos passageiros com um conjunto de câmeras que funciona por meio de inteligência artificial. O novo aparelho é capaz de analisar até 5 mil pessoas em 30 minutos ao mesmo tempo — com os métodos tradicionais, essa mesma medição demoraria 5 horas.

O sistema é fornecido pela Dahua Technology, empresa global do ramo de segurança eletrônica, e vai ser instalado pela primeira vez em aeroportos do país. O Metrô de Salvador, por exemplo, já conta com o equipamento desde o dia 1º de junho.

Apenas os passageiros que circularem pelo Terminal 2 passarão pelo crivo das novas câmeras, o que corresponde a 90% do fluxo do Aeroporto de Guarulhos. A porção restante, concentrada no Terminal 3, terá sua temperatura medida por paramédicos no portão de embarque.

A ideia é identificar passageiros que apresentem temperatura superior a 37,8ºC, o que pode indicar a presença do novo coronavírus. Quando alguém ultrapassar esse limite de temperatura, será direcionado ao posto médico do aeroporto para receber atendimento e instruções.

Com uma margem de erro de 0,3ºC, o equipamento usa inteligência artificial e algoritmos que se baseiam na temperatura proporcional à quantidade de raios infravermelhos emitidos pela pessoa.

Em nota, a GRU Airport, empresa que controla o aeroporto, afirmou que essa é apenas uma das medidas que o local oferece para os passageiros com o objetivo de frear a escalada da pandemia. A concessionária disse que segue diversas outras recomendações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).