PUBLICIDADE
Topo

Temporada

Festejo

Uma celebração às tradições, raízes e brasilidades, com curadoria da cantora e atriz Lucy Alves

O São João de Elba Ramalho: "Quando toca forró, o coração acelera"

Elba, ícone das festividades juninas: "Tudo nessa festa é mágico e encantador" - Divulgação
Elba, ícone das festividades juninas: "Tudo nessa festa é mágico e encantador"
Imagem: Divulgação

Gabriela Zocchi

Colaboração para Nossa

18/06/2020 04h00

"A fogueira sempre grande e linda na porta das casas. O chão de terra. As bandeirinhas tremeluzindo no alto e colorindo as ruas. O cheiro de milho assando no fogo e o forró de Luiz Gonzaga na vitrola". É assim que Elba Ramalho lembra do São João em Conceição, cidade onde nasceu, no sertão da Paraíba.

Eu e meus irmãos esperávamos ansiosamente o ano todo pelo mês de junho. Para mim, essa é a grande festa da família"

Hoje, o São João já mudou de ares, mas não por isso perdeu suas tradições. "Depois que virei artista, meu maior envolvimento com essa festa passou a ser com os shows, com o xote e o forró que eu canto todos os anos para animar as pessoas", declara.

"Mesmo assim, sempre relembro os anos no sertão quando sigo meu caminho para a festa de São João em Campina Grande. A cidade é tradicionalmente envolvida na mística de São João. Conforme vou passando na frente das casas e vendo as fogueiras, vou ficando muito emocionada.

Tudo nessa festa é mágico e encantador"

Elba Ramalho em show em homenagem a Luiz Gonzaga, em São Paulo - Fabio Braga/Folha Imagem - Fabio Braga/Folha Imagem
Elba Ramalho em show em homenagem ao mestre Luiz Gonzaga, o Rei do Baião
Imagem: Fabio Braga/Folha Imagem

Compromissos de compadre e comadre

Quando criança, a mística junina se manifestava também nas "adivinhações", cultura que Elba adorava. "No Nordeste, fazemos muitas superstições nessa época do ano. A gente plantava a faca no caule da bananeira para descobrir a inicial de nosso futuro marido, por exemplo. Tinha outra que dizia que quem não enxergasse seu reflexo na bacia com água iria morrer naquele ano", se diverte a cantora. "Eu fazia todas".

Meu São João - Elba Ramalho - retrato vertical - Divulgação - Divulgação
Dos balões coloridos às "adivinhações", o São João presente desde a infância
Imagem: Divulgação
Outro momento marcante para ela eram os batismos de fogueira. No Norte e no Nordeste do Brasil, durante o mês de junho, é comum que jovens escolham seus padrinhos de São João para selar laços de amizade e companheirismo.

"Guardo na memória com muito afeto esses compromissos. Quando escolhíamos nossos padrinhos de São João, dávamos as mãos e cantávamos: 'São João me disse / São Pedro confirmou / Que você vai ser meu compadre / Que São João mandou' e então pulávamos a fogueira. Era muito bonito", conta.

"A casa se enchia de milho verde"

A comida junina também tem um papel fundamental no São João de Elba Ramalho. "Essa é a festa da fartura. Quando chegava junho, a minha casa em Conceição se enchia de milho verde. Eu e minha irmã descascávamos e ralávamos o milho e depois minha mãe fazia canjica e pamonha. Essa lembrança gostosa do cheiro de milho verde enquanto minha mãe estava no fogão dá até água na boca", recorda.

"Quando toca o forró, o coração acelera"

Ela ramalho e luiz gonzaga - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
De fã a companheira de palco: Luiz Gonzaga e Elba
Imagem: Reprodução/Instagram
É claro que não dá para falar de São João com Elba Ramalho sem falar de forró. "Quando criança, colocávamos Seu Luiz Gonzaga e outros trios regionais para tocar na vitrola. Era um momento muito importante para mim -- e continua sendo, já que faço questão de incluir muitas das músicas que ouvia com meus irmãos no repertório dos meus shows de São João".

A dança também tem um simbolismo especial para a cantora. "O forró é uma dança de muita força, muita beleza, e é algo muito nosso, do Brasil", afirma, com um tom de tristeza, já que neste ano ela não poderá ser apreciada".

O forró só funciona se dançar agarradinho, por isso não vamos poder senti-lo este ano, no meio da pandemia. Desta vez, o São João será mais introspectivo"

"Vou tentar dar o máximo da minha energia nas lives, mas não vai dar para chegar nem perto do que é o São João de verdade, com o abraço, o público, a dança e as quadrilhas", diz Elba.

A playlist de Elba para Nossa

Noite inesquecível

No último sábado (13), Elba Ramalho inaugurou em grande estilo as lives juninas com um show de duas horas dentro de sua casa, no Rio de Janeiro, transmitido ao vivo em seu canal no YouTube. Já no dia 23 de junho ela abre as apresentações virtuais do São João Online de Campina Grande. A festa de verdade deve acontecer em outubro, se a pandemia permitir.

Meu São João - Elba Ramalho - Campina Grande - Reprodução - Reprodução
Elba no show em Campina Grande que marcou seus 40 anos de carreira
Imagem: Reprodução
Por falar no São João de Campina Grande, a festa tem um significado muito importante para Elba. "No ano passado comemorei 40 anos de carreira com um show nesse que é considerado o Maior São João do Brasil. Foi uma noite inesquecível para mim, algo realmente fantástico e grandioso", relembra.

O show, que contou com participações de Toni Garrido, Zélia Duncan, Rogério Flausino, Liv Moraes, Wilson Sideral e Agnes Nunes, foi gravado e será lançado em breve como um DVD. "Já que este ano não vamos poder ter uma grande festa, o DVD vem para trazer ânimo e alegria para as pessoas".